Nery na Metrópole: chuvas e bom jornalismo
====================================================

No primeiro dia do outono de 2011 e com as primeiras chuvas mais fortes de março – mês de históricos e previsíveis alagamentos -, Salvador amanheceu alagada esta segunda-feira, 21, e com o seu aeroporto internacional apresentando-se como lamentável vitrine do abandono e da incapacidade administrativa local.

A desculpa oficial para o caos e a incompetência é o de sempre. Burocratas e técnicos da defesa civil municipal usados para jogar a culpa no próprio fenômeno meteorológico. No caso de hoje, a responsabilidade está sendo posta toda nos “80 milímetros de chuvas que caíram em quatro horas de aguaceiros”.

Outra vez? “Bata-me um abacate”, dirá o soteropolitano que perde a paciência diante de tanta incúria , além de falta de originalidade até nas desculpas que, infelizmente, encontram sempre, aqui e ali, microfones abertos e espaços complacente para, em lugar de informações e serviços, oferecer retórica oficial. E explicações esfarrapadas para o despreparo geral.

Infelizmente para ele e demais passageiros esta manhã, mas felizmente para a cidade e seus habitantes, havia no aeroporto um jornalista, repórter de verdade, aguardando a hora do embarque: Sebastião Nery, que não perdeu tempo.

Sacou o celular, fez uma ligação para Nardele Gomes – a apresentadora de hoje do programa de Mario Kertész na Rádio Metrópole -FM- Salvador– e mostrou um retrato sem retoques e sem concessões da situação.

A área norte da cidade transformada em piscinão público. O aeroporto internacional inundado pelo teto furado e ameaçando desabar (calha, como disse o burocrata do Infraero?) . A livraria encharcada , revistas, livros e instalações perdidos, dono e funcionários em desespero tentando salvar o que podem, praticamente sem ajuda de ninguém da administração do terminal aéreo ), mais de 40% das lojas fechadas. Luzes desligadas pelo temor de um curto circuito que poderia tornar ainda pior a situação, já dramática.

Nery descreveu tudo na Metrópole e fez mais: contou mazelas administrativas e as ameaças que os proprietários de lojas no aeroporto têm sofrido por parte da administração para aceitar a reformulação dos contratos de uso nas áreas de vendas e serviços.

Belo trabalho! Exemplar lição de jornalismo! Que o exemplo de Sebastião Nery e da Rádio Metrópole, hoje, frutifiquem.

Parabéns!

(Vitor Hugo Soares, editor)

Be Sociable, Share!

Comentários

Graça Azevedo on 21 Março, 2011 at 16:35 #

Dizer o que?
Copa em 2014! Copa das Confederações!
Tem que conversar com São Pedro, se chover… não dá!


danilo on 21 Março, 2011 at 18:37 #

se realizada mesmo no Brasil, essa Copa 2014 vai ser o maior cacete armado já visto neste certame.

bem que a FIFA podia transferir a Copa pra outro país. é melhor ficar sem Copa do que passar vergonha caso a Copa seja realizada aqui.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Março 2011
    S T Q Q S S D
    « fev   abr »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031