Informações divulgadas na manhã deste domingo, 27, pelo portal português TSF, revelam que o Crescente Vermelho ( a Cruz Vermelha dos países do oriente médio) contabilizou mais de sete mil pessoas que atravessaram no sábado a fronteira com a Tunísia e apelou à ajuda internacional. A organização fala numa crise humanitária.

Segundo TSF, Joe Lowry, responsável pela organização humanitária Crescente Vermelho, mostra-se preocupado com a ajuda a dar às pessoas que passam a fronteira

Joe Lowry, responsável da organização humanitária Crescente Vermelho, disse este domingo à TSF que «desde 21 de Fevereiro perto de 40 mil pessoas passaram a fronteira».

Antes de Joe Lowry ter passado a fronteira, por volta da meia-noite, já tinham saído sete mil pessoas e «depois disso muito mais continuaram a sair».

«São sobretudo tunisinos, egípcios, cerca de 2000 líbios, cidadãos da África Subsariana, chineses, europeus, toda a gente», acrescentou.

Segundo o responsável humanitário, até sábado à noite «existia uma enorme multidão de pessoas a passar a fronteira da Líbia para a Tunísia», o que configurava uma «situação muito difícil», tendo em conta o «frio extremo, a falta de comida» e as horas de espera.

«As autoridades da Tunísia e o Crescente Vermelho organizam ajuda para quem atravessa a fronteira (…), o problema é que o número de pessoas aumenta e não sabemos quando é que isto vai acabar», arrematou o dirigente da organização humanitária.

(Informações TSF e agências internacionais)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2011
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28