fev
23
Postado em 23-02-2011
Arquivado em (Artigos, Ivan) por vitor em 23-02-2011 11:01

=====================================================

OPINIÃO POLÍTICA

MENTIRA E CENSURA

Ivan de Carvalho

Os protestos e rebeliões continuam ocorrendo em vários países do chamado Oriente Médio, quase todos árabes, mas em pelo menos um muçulmano não-árabe, o Irã dos ayatollahs e do simpático (para Lula) presidente-ditador Ahmadinejad.

No Bahrein, fortemente, na Argélia, levemente ainda na Jordânia e no Marrocos, depois da queda dos presidentes quase vitalícios da Tunísia e do Egito.

Mas o epicentro da crise, no momento, localiza-se na Líbia, onde o coronel Muammar Gadaffi enfrenta o risco de ter que ver finda sua longa “revolução” de 42 anos, uma ditadura que já foi confessadamente alinhada com o terrorismo internacional (explodindo aviões comerciais de passageiros, por exemplo) e agora volta a usar táticas de terror, desta vez contra sua própria população.

O coronel, uma personalidade que pouco falta (se alguma coisa realmente falta) para inserir-se no âmbito da loucura – mas não o suficiente para ser absolvido criminalmente sob a alegação de não estar de posse de suas faculdades mentais.

Gadaffi está, entre um bombardeio com aviões e a metralha a partir de helicópteros contra a população de Trípoli, a capital da Líbia – num desespero repressivo que já beira o genocídio e dá a medida da desintegração de quaisquer todos os elementos de sustentação de sua ditadura, salvo a força e a repressão brutal – retendo em território líbio muitos brasileiros que querem sair de lá ante a insegurança e a violência.

E onde está o governo brasileiro? Pediu autorização para um avião fretado pelo Itamaraty voar sobre território líbio e sobrevoar e aterrisar em aeroporto do país para apanhar os brasileiros. Até ontem à noite, segundo o ministro Antonio Patriota, não havia conseguido. Desde domingo a autorização para o avião é esperada e nada. Está tão complicada que o Itamaraty já está tentando a alternativa de conseguir navios italianos que aportem em Trípoli para retirar os brasileiros de lá.

Mas onde está Lula, o ex-presidente que é uma espécie de amigo-irmão do coronel Gadaffi? Conta-se que Lula se tornara tão amigo que entrava na tenda beduína – onde Gadaffi conversa, descansa e dorme sob forte escolta feminina – sem “bater” antes, sem se fazer anunciar. Lula não pediu ao “meu amigo, meu irmão e meu líder” o fim dos massacres, não pediu reformas, não pediu nada. Em dois encontros internacionais, Lula e Gadaffi tornaram-se assim como unha e carne. Se Lula ligar, Gadaffi, mesmo em meio ao azáfama das ordens para bombardear seus concidadãos-escravos, atenderá o telefone. E Lula poderá pedir para ele deixar sair os brasileiros do inferno criado pelo “amigo, irmão e líder”.

Mas não telefona. E não pede. Por que não pede?

Bem, esperemos que Lula acabe pedindo ou explique porque não pede e, enquanto isto, assinalemos aqui, só para não deixar passar batida uma mentira tão escandalosa, que o coronel Gadaffi afirmou que os manifestantes são jovens drogados e que dão dinheiro para que outros jovens usem pílulas alucinógenas e participem dos protestos. Ah, a revolução dos sacizeiros e assemelhados.

Parece que nessa história, se há um alucinado, é mesmo – como há décadas já se desconfiava seriamente – o coronel Gadaffi. Um alucinado que se beneficia de ter o controle total da comunicação social em seu país, inclusive bloqueando a Internet e interferindo, com equipamento potente e sofisticado, no sinal das emissoras de países vizinhos, como denunciou a Al Jazira. Para que possa mentir sem ser desmentido.

Be Sociable, Share!

Comentários

danilo on 23 Fevereiro, 2011 at 14:55 #

e aí, Marco Lino? cadê você, homem? onde estás que não me escuta?

estou aqui debaixo da sua janela fazendo este apelo e você nem tchuns.

e eu sei que você está aí poruqe uma vizinha me disse que viu você olhando a rua por trás da cortina. compreendo sua aflição.

talvez esteja envergonhado porque te falei ontem que tô esperando ansiosamente a sua defesa do coronel Kadhafi.

deixe de guéri guéri e não dê uma de joão-sem-braço porque a Bahia inteeeira sabe que você é fã do cara.

pra ser justo, não apenas você, mas Lullla também, que em diversas oportunidades saudou Kadhafi como “amigo e irmão”…

apareça. homem de Marx, dê o ar de sua graça…


marco lino on 23 Fevereiro, 2011 at 18:54 #

O que vc escreveu ontem, cara-pálida?! Procurarei, mesmo sem ter muito tempo – e sem esperar por muita coisa.

Danilo, todo reaça tupiniquim adora chamar as piores desgraças que aparecem no mundo de socialista. É o esporte predileto de 10 entre 10 reacionários.

Imagina quantas pessoas sublimes lutaram (e quantas não morreram) pela emancipação humana, por melhores condições de vida de milhões, pelo fim da exploração do homem pelo homem, por liberdade, igualdade, etc, que essa gente reacionária poderia usar como contraponto (se fosse um pouquinho mais séria) quando falasse de socialistas, mas esse pessoal só acha esses brucutus pré-históricos para dar como exemplo de “socialistas”. A troco de quê? Que interesse tem quem faz este tipo de “crítica”? Serve a quem? Que interesse de classe tem por trás? Que classe?!

Alguns críticos mais sérios têm a hombridade de distinguir os vários “ismos” e relativizar as diversas experiências e tendências, mas outros… ficam como papagaios repetindo a mesma ladainha: ah Stálin, ah Mao… E ainda querem discutir…. discutir o quê, cara-pálida?!

Que diabos tenho eu a ver com Kadafi? Qualquer sujeito mediamente informado sabe que as ditaduras do Oriente Médio foram montadas, alimentadas e protegidas por Tio Sam, na sua luta contra o mal que vinha do Leste. As poucas que não têm este dna nasceram utilizando o discurso anti-americano, contrárias à política americana na região – parece ser este o caso do Kadafi.

Você quer que eu explique Kadafi? (é assim que se escreve?) É um subproduto dos interesses hegemônicos na região. Quer saber mais? A Líbia tem muito PETRÓLEO… Diz alguma coisa para você?

Por fim, estou adorando esses levantes no O.M. e sinto inveja como brasileiro. Brasileiro é um povo que passa fome calado. Também, com uma elite subserviente como a nossa, que reproduz o discurso que interessa ao império…

Segue uma entrevista com o Tariq Ali, socialista e estudioso do Oriente Médio. É um pouco longa, mas serve para desopilar o fígado – tão maltratado pela Globo, Folha Estadão, Veja…

http://www.youtube.com/watch?v=FJ0b3VsFr8o

Abs

PS: Vc tem toda razão em não gostar de ser chamado de conservador. Não é…


Ivan de Carvalho on 23 Fevereiro, 2011 at 19:04 #

Gente,
Vocês estão discutindo ideologias e tendências ou interesses políticos e econômicos no movimento contra o regime de Gadaffi (ex-Kadaffi).
Perda de tempo: o que acontece lá é uma revolução de sacizeiros e assemelhados, que querem derrubar o Alucinado.
Será que não dá para entender isso???!!!


marco lino on 23 Fevereiro, 2011 at 19:14 #

Toda revolução é bem vinda, Carvalho, inclusive feita por sacizeiros.

Aliás, por falar em sacizeiros, o nosso FHC está apoiando a causa…

Abs


danilo on 23 Fevereiro, 2011 at 19:58 #

é, Marco Lino, pelo teor da raiva embutida em sua intervenção percebe-se que vc tá chateado mesmo. muio bla bla bla, muita ideologia pejorativa pra criticar aqueles que estão em lado diferente ao seu. mas a gente sabe que você admira o coronel Kadafi.

ah, perdoe-me mas sua ladainha contra a imprensa é de um primor democrárico que dá vontade aplaudir. com a pontinha da unhas…


marco lino on 23 Fevereiro, 2011 at 20:21 #

Vermelho de raiva, Danilo.

É antidemocrático criticar a imprensa, Danilo?!

Há um kadafinho dentro de vc, meu caro. Trate de derrubá-lo e aceite as diferenças.

Abs


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2011
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28