O influente e tradicional jornal português Diário de Notícias, que já teve o poeta Fernando Pessoa entre seus colaboradores, traz em sua edição dominical, um matéria publicada com destaque no noticiário internacional, sobre o programa do PSDB transmitido na televisão em redes de TV.

O DN destaca, principalmente, a participação de FHC e os ataques por ele desferidos contra o governo do ex-presidente Lula. No programa levado ao ar na noite de quinta-feira – horas antes do apagão de energia elétrica que deixou oito capitais do Nordeste na escuridão -, pediu mudanças também em seu próprio partido. O programa dos tucanos na TV, porém, praticamente não obteve repercussão na imprensa brasileira.

Bahia em Pauta reproduz a matéria do Diário de Notícias , que pode ser lida também na edição deste domingo do jornal português na WEB.
http://www.dn.pt/

(Vitor Hugo Soares)
====================================================


FHC: apelo a mulheres e tiros em Lula/DN

===================================================

O ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso disse estar “decepcionado” com o homólogo Lula da Silva, devido à “complacência com a corrupção” e “alianças com setores muito atrasados”.

“Acho que ele (Lula da Silva) foi conservador. Ele aceitou muitas coisas que não eram boas de aceitar, alianças. Todo o mundo faz alianças, eu também fiz. Mas ele ficou até ao fim, até promoveu alianças com setores muito atrasados do Brasil. E permitiu que houvesse uma certa complacência com a corrupção”, afirmou.

A declaração de Henrique Cardoso foi divulgada na noite de quinta-feira no programa do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) que foi ao ar nas televisões brasileiras.

No programa, com dez minutos de duração, o ex-Presidente defendeu uma “chacoalhada” no PSDB que, segundo ele, precisa aproximar-se mais do povo e ter maior participação das mulheres.
Os governadores do PSDB que foram eleitos em oito estados — São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Goiás, Tocantins, Paraná e Roraima — tiveram destaque no programa, que mostrou também imagens do candidato do partido que perdeu as eleições presidenciais de outubro, José Serra, e do senador mineiro Aécio Neves. O presidente do PSDB, Sérgio Guerra, defendeu o desempenho eleitoral de Serra, apesar da derrota para a adversária do Partido dos Trabalhores (PT), Dilma Rousseff.

“Com a liderança de Serra, tivemos 44 milhões de votos. É parte expressiva da população que não concorda em continuar do jeito que está”, assinalou Guerra.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2011
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28