jan
27
Posted on 27-01-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 27-01-2011

Saroky e Merkel: risos em Davos

=====================================================
O presidente francês Nicolas Sarkozy rejeitou esta quinta-feira qualquer especulação sobre o futuro do euro, afirmando que nem ele nem a chanceler alemã Angela Merkel vão deixar o euro cair, quando a moeda única vive a sua maior crise.

«Quer a chanceler Merkel ou eu, nunca, nunca vamos virar as costas ao euro. Nunca vamos abandonar o euro, nunca vamos deixar cair o euro», disse Sarkozy, num discurso no encontro do Fórum Económico Mundial de Davos, na Suiça.

«O euro é um símbolo da Europa. O euro é a Europa e a Europa significa 60 anos de paz no nosso continente, por isso nunca vamos deixar o euro ser destruído», prometeu o presidente francês.

A crise de dívida soberana nos países periféricos da zona euro colocou sob tensão a moeda única, com diversos especuladores apostando no fim da moeda única.

Diversos países da zona euro estão atolados em grandes níveis de dívida pública, o que tem levado diversos observadores a questionar se a zona euro se conseguirá manter unida.

«Para nós, não é simplesmente uma questão económica, tem a ver com a nossa identidade enquanto europeus. Para aqueles de entre vós que querem apostar contra o euro, tenham cuidado como investem. Nós estamos determinados a assegurar a força do euro», avisou Sarkozy, perante a assistência de Davos, que reúne a nata da banca mundial, entre líderes mundiais e altos executivos das maiores empresas do globo

(Informações do jornal SOL, de Portugal)


====================================
Bossa Noite Nova com Dom Um Romão e amigos!!!
Do álbum”Dom Um Romão” (1972: Ele, a fera, Dom Um Romão (drums, percussion); Sivuca (organ, piano, guitar); Mauricio Smith (tenor, soprano sax, flute) e João Donato (harpsichord, piano). Só tem feras!
BOA NOITE!!!

(Gilson Nogueira)


Acusados sã julgados em Petrolina
=====================================================
Deu no Blog do Carlos Brito (Petrolina-Pe)

O grande número de policiais federais, militares e civis com coletes à prova de bala e armados com fuzis e metralhadoras quebrou a rotina do Fórum de Petrolina na manhã desta quinta-feira (27).

O forte aparato foi montado para garantir que 15 pessoas acusadas de ligação com uma das facções criminosas mais conhecidas do País – o Primeiro Comando da Capital (PCC), localizado em São Paulo – fossem levadas a júri. Esse é considerado, até hoje, o maior julgamento da história da cidade.

Contra o grupo pesam acusações de falsificação de documentos, posse de armamento pesado (como fuzis), além de vários assaltos. Num deles o alvo foi a agência do Banco do Brasil de Sento Sé, norte da Bahia. Os supermercados Gigo e Bontempo, em Petrolina, também foram assaltados pelo grupo.

Todos os envolvidos já vinham sendo investigados pela Polícia Federal (PF), que deflagrou a Operação Novo Cangaço para desbaratar a quadrilha.

O julgamento, que ainda acontece no Fórum de Petrolina, está sob a responsabilidade do juiz criminal Edílson Moura. A maioria dos acusados é de fora da região,à exceção de Almir Barbosa de Sá, e do tio dele, Sebastião Elói Barbosa (mais conhecido por ‘Sebastião Zuada’), que moram em Petrolina.

Pelas investigações da PF, Sebastião guardava em sua residência, no perímetro irrigado Maria Tereza (KM 25), parte do arsenal do grupo, e recebia por isso. Segundo informações, ele teria sido convencido pelo sobrinho.
A única mulher presa na operação também é de Petrolina. Adileide Alencar dos Santos, que não compareceu ao Fórum, é ex-mulher de Almir. Ela foi detida na residência de um conhecido odontólogo da cidade, com quem mantinha relacionamento conjugal.

Mais informações no Blog de Carlos Brito http://www.carlosbritto.com/


Super Notícia: na frente da Folha
======================================================

DEU NO PORTAL COMUNIQUE-SE ( ESPECIALIZADO EM NOTÍCIAS DE BASTIDORES DA IMPRENSA)

Izabela Vasconcelos

O editor do jornal Super Notícia, Rogério Maurício, comemora o fato de o veículo fechar 2010 como o periódico de maior circulação do Brasil, à frente da Folha de S.Paulo, que liderou o ranking por 24 anos, mas acredita que o jornal mineiro ainda possa crescer mais. “Num mercado como o nosso, numa cidade grande, ainda temos espaço para crescer ainda mais”, afirmou. O jornal, que custa R$ 0,25, registrou média diária de circulação de 295.701 exemplares, contra 294.498 da Folha.

Para Rogério, o crescimento da classe C impulsionou as vendas do jornal popular. “Nossos leitores não migraram de outro jornal para o nosso. É um novo mercado leitor. São pessoas que nunca leram jornal e encontram o Super Notícia em padarias, mercearias e bancas”, explica.

Outro fato que pode ter incrementando as vendas foi o lançamento da revista Super TV, que circula às quintas-feiras com o jornal. A revista, com uma tiragem de 100 mil exemplares, é vendida por R$ 0,75 e foi lançada no dia 16 de setembro de 2010.

A Redação do Super Notícia é formada por cerca de 20 jornalistas, mas um número grande de profissionais de O Tempo e O Tempo Online colaboram com o jornal mineiro, num trabalho integrado.

O principal concorrente do Super Notícia é o Aqui MG, dos Diários Associados, que aparece na 27º posição do ranking, com 41.539 exemplares.
==========================================
Dois comentários divergentes sobre o assunto no Comunique-se:

Alair Ribeiro [27/01/2011 – 08:42]
(Freelancer)

O Super diminuiu o preço e a notícia. A fórmula mulher pelada, polícia e futebol funciona. Não há jornalistas, há subeditores. As matérias são chupadas do jornal maior e mutiladas para caber nas páginas do tablóide. Cada vendedor do jornal ganha R$0,10 dos R$ 0,25 que custa. A FSP custa R$ 2.50, 10 vezes mais. Se se fizer a proporção de preços e circulação… façam as contas. O Extra, do Globo foi quem lançou a fórmula das notícias reduzidas e mutiladas. É preocupante que o leitor tenha bem menos informações do que o necessário. Fiz um trabalho na UFMG sobre o “Estado de Minas” e o “Aqui” e sobre o “Tempo” e o “Super”. É preocupante a piora do texto e a incompletude da notícia. Não forma leitores, parece formar curiosos…

————————————————–
Paulo Sérgio Pires [27/01/2011 – 10:16]

“Os jornalões apreciam dormir em berço explêndido. Estão apenas esperando a mudança total para a mídia on-line nos próximos anos. No futuro os jornais impressos terão de seguir a fórmula dos jornais populares mesmo, com mulheres nuas, polícia, futebol e celebridades. Jornal é apenas mais um produto que tem seu benefício para um público-alvo com uma expectativa determinada. sua única direferença é sua responsabilidade social. Não adianta falar de música clássica, literatura, artes quando o que se quer é entretenimento. Isso é marketing editorial”

=====================================
BAHIA EM PAUTA, no meio do tiroteio, pergunta: e você, o que pensa de tudo isso?

(VHS)


========================================
Blogbar do Fontana — Nos balcões dos bares da vida

ELZA SOARES BATERISTA WILSON DAS NEVES

ODEON – 1968

Diretor Musical – Lyrio Panicali

Orquestrador e Regente – Nelsinho

Foto – Mafra

“Saudade Da Bahia” (Dorival Caymmi)

Letra:

Ai, ai que saudade eu tenho da Bahia
Ai, se eu escutasse o que mamãe dizia
“Bem, não vá deixar a sua mãe aflita
A gente faz o que o coração dita
Mas esse mundo é feito de maldade e ilusão”
Ai, se eu escutasse hoje não sofria
Ai, esta saudade dentro do meu peito
Ai, se ter saudade é ter algum defeito
Eu pelo menos, mereço o direito
De ter alguém com quem eu possa me confessar
Ponha-se no meu lugar
E veja como sofre um homem infeliz
Que teve que desabafar
Dizendo a todo mundo o que ninguém diz
Vejam que situação
E vejam como sofre um pobre coração
Pobre de quem acretida
Na glória e no dinheiro para ser feliz

jan
27
Posted on 27-01-2011
Filed Under (Artigos, Ivan) by vitor on 27-01-2011

Jô: “tira o tubo”

=====================================================

OPINIÃO POLÍTICA

TIRA O TUBO

Ivan de Carvalho

O humorista Jô Soares, em outros tempos, comandava um programa de televisão que tinha uma plêiade de personagens, incluindo um sujeito que estava muito doente, internado em um hospital, vivendo à custa de tubos pelos quais lhe ministravam ar, alimentação, sangue, essas coisas.

O personagem, se não me falha a memória, era um militar à moda antiga, melhor dizendo, entusiasta da Revolução Redentora de 31 de Marços de 1964, aquele pela qual tão entusiasticamente torci em um tempo que coincidiu e se seguiu imediatamente à minha entrada na faculdade – uma revolução que, como é de praxe, rapidamente desvirtuou-se, enganou aos seus simpatizantes, como Saturno devorou seus filhos (sobretudo os líderes mais capazes, cujo exemplo maior foi Carlos Lacerda), tornou-se autoritária, alcançou o triste estágio de ditadura e afinal desengonçadamente terminou.

Somente em favor da exata dimensão histórica das coisas: não se pode comparar o previsível final desengonçado e triste dessa ditadura brasileira, bem como da anterior, do Estado Novo de Getúlio Vargas, em 1945, da colossal, surpreendente e estrepitosa queda do império soviético, que um dia já fora chamado de Revolução Comunista e Revolução Bolchevista. O mal causado por cada, independentemente das eventuais e pouco avaliáveis intenções, é da mesma natureza – mas a intensidade daquele horror cor de sangue lá do norte é, perdoem o trocadilho involuntário, desnorteante.

Mas, ora, voltemos ao personagem do tubo. Um coitado que passava a maior parte do tempo em coma. Não sabia de nada do que ia acontecendo com a Revolução Redentora que tanto amava. De vez em quando, ele acordava, olhava em volta, sempre havia alguém disponível para contar alguma coisa ou responder a alguma pergunta.

“O Brizola foi eleito governador do Rio de Janeiro”, dizia despretenciosamente a pessoa próxima, frequentemente uma enfermeira (podia ser apenas auxiliar de enfermagem, mas convém, se você estiver internado em um hospital, chamar a todas – exceto as médicas – de enfermeiras porque esta é uma maneira bastante eficaz de bajular e obter um pouco mais de atenção, principalmente se você sente dores).

É que é muito comum nos hospitais (honrosas exceções de praxe, claro) considerar a dor como “mero sintoma” e não como doença e, por conta dessa teoria, deixar o paciente sofrer o máximo que ele é capaz de suportar. Aí, quando o sujeito já está fazendo um barulho muito incomodativo, capaz de produzir dor de ouvido em médicos, enfermeiros (as) e seus (as) auxiliares, dão umas gotinhas de dipirona ou algo que o valha. Umas gotinhas!

Bem, mas então o personagem dos tubos ficava sabendo, de sopetão, que Brizola, aquele revolucionário foragido, exilado, articulador dos “Grupos dos Onze”, passara a ser, sem mais aquela, governador do Rio de Janeiro e candidato forte a presidente da República. Um absurdo. O personagem fazia um esforço extremo, quase sentava no leito e disparava: “Tira o tubo”.

Pois é, gente. O secretário de Comunicação do PT, André Vargas, disse ontem que o ex-presidento Lula defenderá o retorno ao partido do ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, aquele bode expiatório do Mensalão. Disse que Delúbio foi “foi injustiçado”, que a direção do PT vai votar seu pedido de refiliação em março ou abril e que, se o ex-presidento Lula “for questionado, vai dizer que é favorável”.

Tira o tubo.

jan
27
Posted on 27-01-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 27-01-2011

—————————————————————————————————–
Aroeira ,no jornal O DIA (RJ)

Escolares pedem saúde para Mandela

=====================================================
Na noite de ontem (26) o ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela foi internado em um hospital de Johanesburgo . Esta quinta-feira funcionários da fundação liderada por Mandela disseram que o líder de 92 anos faz “exames de rotina” e “não está em perigo”.

O Congresso Nacional Africano, partido que governa a África do Sul, pediu calma à população e à imprensa.

“Todos sabemos que ele tem 92 anos e já não é um jovem”, afirmou Jackson Mthembu, porta-voz do CNA. “Fazemos um apelo para que as pessoas não façam declarações infundadas. Vamos permanecer calmos, porque não há razão para pânico.”

A mulher de Mandela, Graça Machel, está no hospital onde ele está internado, em Johanesburgo, assim como sua filha, Josina, e a assistente pessoal do líder, Zelda La Grange. Na manhã desta quinta-feira, Mandela

(Informações do IG e agências internacionais de notícias)

  • Arquivos

  • Janeiro 2011
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31