jan
20


=====================================================
“Devaneio” (1963), de Djalma Ferreira e Luiz Antonio, na alma, e na voz, do seu maior intérprete: Miltinho!

BOA NOITE!!!

(Gilson Nogueira)


Gal:tormenta depois de chamar baiano de preguiçoso

===============================================

Deu na revista digital Terra Magazine

Claudio Leal

O compositor Tom Zé, conterrâneo de Gal Costa, preferiu ser telegráfico ao analisar a tormenta vivida pela cantora baiana, no Twitter, desde que atacou a “preguiça baiana”:

– Gal está aprendendo a lidar com os códigos da comunicação de massa, é isso – diagnostica a Terra Magazine.

A cantora reclamou da dor de cabeça de um técnico de ar condicionado, que não terminou um serviço em seu apartamento, em Salvador (BA). “Como na Bahia as pessoas são preguiçosas! Técnico do ar-condicionado ñ pode terminar o trabalho pq está com dor de cabeça. Essa é a Bahia!!!”, bradou, no impulso. Ela costuma tuitar a partir de um iPhone.

Em minutos, Gal começou a receber a reprimenda de centenas de internautas, mas reafirmou sua tese: “Tem gente mais preguiçosa em cidades q tem mar”. Na dureza do embate, decidiu abandonar o microblog, sob acusações de “racismo”. “Tomei a decisão de ficar distante do twitter porque não aguento a intolerância das pessoas e a grosseria”, anunciou. Há uma campanha para que ela volte.

Mais notícias em Terra Magazine:

Vinícius é fundamental. No dia de São Sebastião ou em quaquer dia. Ou a qualquer hora.

BOA TARDE!!!

(Gilson Nogueira)

jan
20
Posted on 20-01-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 20-01-2011

Enviado por e-mail para o BP pela jornalista e escritora Maria Aparecida Torneros, que mora no Rio de Janeiro, onde edita o Blog da Mulher Necessária

====================================================

Agencia Estado

Coordenador de engenharia no resgate às vítimas de Nova Friburgo, o presidente da Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro (Emop), Ícaro Moreno Júnior, diz que as chuvas foram tão devastadoras na cidade que “mudaram o curso dos rios”. “A bacia hidrográfica passou a ser outra, e isso altera também o ecossistema. Vamos ter de refazer o desenho dos rios nos mapas e acrescentar ilhas fluviais que nunca existiram. E não há como voltar ao traçado antigo porque muitos dos sobreviventes foram parar nessas ilhas”.

Ontem pela manhã, homens do Exército começaram a sobrevoar as áreas atingidas para fotografar a nova geografia das cidades. As imagens captadas serão depois inseridas em um programa de computador, que cria os mapas a partir desses dados. O Exército espera ter esses mapas impressos em no máximo 48 horas. “Os deslizamentos e as enchentes modificaram muito a geografia das cidades, principalmente nas áreas rurais. Isso traz dificuldade para as tropas se localizarem”, diz o major Rovian Alexandre Janjar.

Moreno afirma que a área mais atingida da cidade foi o Córrego Dantas, às margens da estrada que liga Nova Friburgo a Teresópolis. Ali, um riacho que tinha 4 metros de largura por 2m de profundidade passou a ter 100m por 8m. Ele nega que tenham ocorrido tremores de terra além dos causados pelos deslizamentos, como acreditam alguns moradores da região.

(As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. )

=====================================================
Da-lhe, Rita!
BOM DIA!!!

(VHS)

Deu no portal TSF (Lisboa)

O número de mortos no estado do Rio de Janeiro, atingido pelas chuvas na semana passada, subiu para 741, de acordo com a Defesa Civil, enquanto no sul do país a seca atinge vários municípios.

Segundo o jornal O Estado de São Paulo, a Defesa Civil estadual informou que as equipes de resgate continuam as buscas por cerca de 200 pessoas desaparecidas e outras 13 830 pessoas ficaram desalojadas na região serrana do Rio de Janeiro.

De acordo as autoridades, são 355 mortos em Nova Friburgo, 302 em Teresópolis, 63 em Petrópolis e 21 em Sumidouro.

Já a Polícia Civil informou que 730 corpos foram identificados até à noite de quarta-feira.

Os socorristas encontraram quarta-feira 31 corpos e a previsão é de que o número seja maior à medida que as equipes tenham acesso às áreas mais isoladas.

O vice-governador do Rio de Janeiro e secretário estadual de Obras, Luiz Fernando Pezão, disse que além das áreas isoladas pelas toneladas de terra, pedras e lama que deslizaram das montanhas, é possível que sejam encontrados mais corpos durante as tarefas de limpeza onde o acesso já é possível.

jan
20
Posted on 20-01-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 20-01-2011


===================================================

Jarbas, no Diário de Pernambuco (PE)


Pelegrino:um dos “guerrilheiros” municipais
====================================================
OPINIÃO POLÍTICA

Prefeitura e sucessão

Ivan de Carvalho

Recentemente, abordei aqui o tema da sucessão municipal em Salvador, tendo em vista o cenário que existia na época, já com uma guerrilha em curso entre o comando estadual do PMDB e o prefeito João Henrique. Mas agora há justificativa para revisitar o tema, já que a guerrilha transformou-se em batalha campal e guerra sem quartel.
A Executiva Estadual do PMDB reuniu-se, decidiu e anunciou que o prefeito está suspenso do partido por 90 dias, prazo no qual tramitará um processo de expulsão dele da legenda. Sem disposição para sofrer essa prolongada tortura política, João Henrique entrou na Justiça Eleitoral com um pedido de sua desfiliação do PMDB, partido graças ao qual conquistou (juntamente com o apoio que recebeu do DEM e de ACM Neto no segundo turno) a reeleição para a prefeitura.

Um novo episódio aconteceu ontem. Numa reunião ampliada e que durou toda a manhã, as direções estadual e municipal e a bancada de vereadores do PMDB decidiram romper politicamente com o prefeito. Quatro vereadores estavam presentes e assinaram o documento do partido e um quinto, que viajava, autorizou que o incluíssem entre os assinantes. Somente o vereador Alfredo Mangueira, que também está viajando, não pôde ser contatado.

Agora, o PMDB está na oposição ao prefeito João Henrique, mas o partido não fechou questão quanto à aprovação ou não das contas do prefeito referentes a 2009, cuja rejeição o Tribunal de Contas do Municípios recomendou. Os vereadores peemedebistas estão livres para votar pela aprovação ou rejeição.

Com o rompimento formal e irreversível entre o PMDB e o prefeito, a sucessão de 2012 em Salvador ganha novos elementos. Tem-se como certo que o PT, liderando uma coligação, lançará um candidato a prefeito. Pode ser o persistente deputado Nelson Pelegrino, que não pensa em outra coisa, pode não ser, no que outros pensam.
São ainda vertentes importantes na sucessão:

1. O Democratas, partido no qual há dois nomes. O do deputado ACM Neto, que já disputou a prefeitura em 2008 e o do deputado José Carlos Aleluia, que na semana passada declarou que seu nome “está à disposição”. O Democratas e esses dois políticos, que agem de comum acordo, têm até 2012 para fazer suas avaliações

2. O PMDB. Tem na agulha o nome do deputado estadual e ex-presidente da Câmara Municipal, Alan Sanches. Mais de 30 mil votos só na capital. No entanto, o PMDB pode perfeitamente fechar uma coligação com o Democratas, o PR e partidos menores. Neste caso, o candidato a prefeito seria quase certamente do Democratas (ACM Neto ou Aleluia). As articulações de uma tal aliança já poderiam prospectar o cenário da sucessão de governador de 2014.

3. A terceira vertente seria mesmo a do prefeito João Henrique. Como a lei já não lhe permite candidatar-se novamente e outra vez emergir de uma situação de forte rejeição para a vitória espetacular, ele poderá, ou apoiar o candidato do PT (dependente de o PT querer e de acordos que sejam ou não feitos) ou lançar um candidato do seu grupo para marcar território eleitoral, marcar presença na campanha, ganhar espaço para uma campanha majoritária e eleger um grupo de vereadores ligado a ele. Mesmo que esse grupo, como vem ocorrendo tão sistematicamente, acabe se desligando.

  • Arquivos

  • Janeiro 2011
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31