jan
18
Posted on 18-01-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 18-01-2011

Deu no Terra
Uma semana após as fortes chuvas que atingiram a região serrana do Rio de Janeiro, as autoridades ainda contabilizam mortos. Nesta terça-feira, o balanço da Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil chegou a 710 vítimas fatais. De acordo com o último levantamento, 335 mortos eram de Nova Friburgo, 292 de Teresópolis, 62 de Petrópolis e 21 de Sumidouro.

Os números da secretaria, entretanto, não contabilizam para São José do Vale do Rio Preto três mortes confirmadas pela Defesa Civil municipal. O balanço do Estado também não confirma uma morte em Bom Jardim, registrada pela Polícia Civil.

De acordo com a secretaria, 6,4 mil pessoas estão desabrigadas ou desalojadas em Petrópolis, 5.190 em Nova Friburgo e 2.240 em Teresópolis.

De acordo com a Defesa Civil, foram 12 municípios atingidos na região serrana. Destes, Areal, Bom Jardim, Petrópolis, São José do Vale do Rio Preto e Teresópolis decretaram estado de calamidade pública. Já Bom Jesus do Itabapoana, Nova Friburgo, Sapucaia e Petrópolis estão em situação de emergência.

Nesta terça, o chefe do Estado Maior e subcomandante do Corpo de Bombeiros, coronel José Paulo Miranda, afirmou que o cenário na região serrana ainda é de guerra em boa parte das áreas afetadas, mas que as cidades estão se organizando diante da nova realidade. Pelas ruas, os trabalhos de limpeza foram intensos, com o uso de retroescavadeiras, mas as prefeituras afirmaram que o foco ainda está nos resgates.

Mais informações no Terra ( http://noticias.terra.com.br/brasil )

jan
18


=====================================================
FADO DA SINa

Dulce Pontes

Reza-te a sina
Nas linhas traçadas
Na palma da mão
Que duas vidas

Se encontram cruzadas
No teu coração
Sinal de amargura
De dor e tortura

De esperança perdida
Indício marcado
Amor destroçado
Na linha da vida

E mais te reza
Na linha do amor
Que tens de sofrer
O desencanto
Do leve frescor
Duma outra mulher
Já que a má sorte assim quis
A tua sina te diz
Que até morrer
Terás de ser
Sempre infeliz!…

Não podes fugir
Ao negro fado brutal
Ao teu destino fatal
Que uma má estrela domina
Refrão
Tu podes mentir
As leis do teu coração
Mas ai, quer queiras
Que não
Tens de cumprir a tua sina!…

Cruzando a estrada
Da linha da vida
Traçada na mão
tens uma cruz
A afeição mal contida
Que foi uma ilusão…
Amor que em segredo
Nasceu quase a medo
P’ra teu sofrimento
E foi essa imagem
A grata miragem
Do teu pensamento
E mais te reza
O negro destino
Que tens de amargar
A tua estrela
De brilho divino
Deixou de brilhar
Estrela que Deus te marcou
E que bem pouco brilhou
E cuja luz
Aos pés da cruz
Já se apagou

==========================
BOA TARDE!!!

(VHS)

Quase metade dos portugueses (46 por cento) considera as atuais condições econômicas e sociais de Portugal piores do que há 40 anos, antes do 25 de Abril – a Revolução dos Cravos que derrotou o salazarismo – segundo o estudo ‘As escolhas dos Portugueses e o Projeto Farol’.

«Os cidadãos não se sentem responsáveis por esta situação e acreditam que a globalização representa uma concorrência», afirmou hoje Belmiro de Azevedo, membro da comissão executiva do Projeto Farol, que pretende traçar um guia para o desenvolvimento do país”
Na cerimônia de apresentação deste estudo, o empresário realçou que «além dos portugueses estarem mal informados sobre o grau do desenvolvimento do país das últimas décadas, conclui-se também que desconfiam dos poderes instituídos, apontam o Estado como figura central no desenvolvimento do país e sentem-se desconfortáveis com a globalização».
================================================
De um leitor da notícia em comentário postado na edição online do jorna SOL, de Lisboa:
“São loucos estes portugueses…. Antes do 25 de abril, por exemplo a carroça puxada por um mula que transportava o lixo de tarde, transportava a carne para os talhos (cortes) de manhã…..Não vale a pena dar mais exemplos para referir tamanha injustiça e crueldade de quem tem tal opinião….para com a democracia. Quem tem tais opiniões, na realidade merecia estar pior que antes do 25 de Abril..

(Com informações do diário SOL e agência LUSA, de Portugal)

João (com Geddel): pela porta dos fundos

=================================================

Caos
PMDB contribuiu para aumentar a instabilidade da administração de Salvador

O repórter Walmar Hupsel Filho, de A Tarde, informa que “a situação do prefeito [Salvador] João Henrique dentro do PMDB tornou-se insustentável e sua saída da legenda é tida como certa. Só não se sabe qual processo será o mais rápido, se sua desfiliação ou expulsão”.

Por enquanto, “a Comissão de Ética do partido aprovou o pedido de suspensão de sua filiação por medida cautelar, e vai analisar nos próximos 90 dias sua expulsão da legenda”.

O prefeito João Henrique contra ataca pedindo autorização no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para deixar o PMDB.

Em uma declaração midiática, o presidente estadual do PMDB, deputado federal eleito Lúcio Vieira Lima anuncia que em qualquer das hipóteses irá reinvidicar o mandato do prefeito na Justiça Eleitoral.

Ora bolas, esse seria o primeiro caso a ser analisado pela Justiça Eleitoral referente à Resolução 22.610, que disciplina a desfiliação partidária, de um gestor do Executivo.

Uma questão desta monta vai durar anos e não impede João Henrique de continuar governando sem filiação partidária.

Portanto, é uma situação criada para inglês ver. Serve apenas para aumentar o caos instalado em Salvador.

Vale lembrar, que João Henrique é especialista em sair de partidos pelas portas dos fundos

jan
18
Posted on 18-01-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 18-01-2011

Na coluna EM TEMPO, assinada pelo jornalista Alex Ferraz, a Tribuna da Bahia publica hoje (18):

—————————————————

A favor
da morte

Da série: a Idade Média ainda não acabou.
Enquanto até mesmo o papa Bento XVI já relaxa em relação ao uso da camisinha, dom Luiz Gonzaga Bergonzini, bispo de Guarulhos (SP),  recolhe assinaturas para derrubar qualquer lei que venha a permitir o aborto em vítimas de estupro ou mulheres com gravidez que pode lhes levar à morte. Sem maiores comentários

OPINIÃO POLÍTICA

O NOVO SECRETARIADO

Ivan de Carvalho

O governador Jaques Wagner mandou anunciar a lista dos primeiros 15 secretários de Estado para o seu novo mandato. Desses, dez foram mantidos. A renovação, por enquanto de um terço, atingiu as secretarias de Turismo, Infraestrutura, Cultura, Planejamento e Segurança Pública. Nesta, a mudança de titular foi uma surpresa total.

O leitor encontrará a relação das nove secretarias que ainda não foram objeto de decisão, juntamente com a Procuradoria Geral do Estado. Isto posto, e com a exigüidade de informações causada pela mais completa ausência de informações do governo sobre os fundamentos tanto das mudanças quanto das permanências (apenas dá-se conta de que se buscou agregar qualificação técnica e capacidade política), vamos do mais simples ao mais complexo.

Uma novidade na estrutura administrativa é a recriação da Secretaria de Comunicação, que deixa de ser um apêndice da Casa Civil e continua sob o comando de Robinson Almeida. Sabe-se que o trabalho dele durante o primeiro mandato de Wagner é considerado excelente por este.

Na Secretaria do Turismo o retorno de Domingos Leonelli, do PSB, praticamente dispensa explicações. O PSB da Bahia tem duas lideranças principais. Uma delas, a Lídice da Mata, é agora senadora eleita. Leonelli era secretário de Turismo durante o primeiro mandato de Wagner e desincompatibilizou-se para concorrer a uma cadeira na Câmara dos Deputados, casa legislativa que já integrou, com destaque, no passado. Não obteve desta vez êxito eleitoral e assim está de volta ao cargo de secretário do Turismo, onde vinha tendo bom desempenho.

O deputado federal Zezéu Ribeiro, petista da tendência “Construindo um Novo Brasil”, vai para a Secretaria do Planejamento, como estava previsto e onde sucederá ao excelente técnico Antonio Alberto Valença, que ocupava o cargo desde a desincompatibilização do deputado Walter Pinheiro.

O vice-governador Otto Alencar está escolhido para a importante Secretaria de Infraestrutura. Ele é do PP e há em setores do partido um certo, mas incompreensível receio de que ele, neste cargo, cresça demasiado politicamente, tonando-se força predominante no PP. Mas como? Primeiro, Otto entra para somar, não para dividir. Segundo, os demais líderes do PP da Bahia são o prestigiado deputado João Leão e o mais prestigiado ainda deputado Mário Negromonte, ministro das Cidades. Depois, não seria uma secretaria estadual, por mais importante que seja, que acrescentaria muito ao currículo político de quem já foi presidente da Assembléia Legislativa por dois anos, vice-governador duas vezes e governador titular por nove meses.

Surpresa na Cultura. Não por ter saído mesmo Márcio Meirelles. Mas por haver entrado Albino Rubim, de quem ninguém publicamente falara. É uma escolha considerada polêmica no meio cultural, assim como foi a anterior, de Meirelles. Não se discute sua bagagem acadêmica, cheia de cursos e títulos. Mas Rubim é um homem de gabinete, permanentemente dedicado à política acadêmica, canal pelo qual adquiriu a absoluta confiança do PT, ao qual é vinculado.

Resta a Secretaria da Segurança Pública. Dois aspectos.
Primeiro: sai o segundo delegado federal posto no cargo pelo governador, Cezar Nunes e entra o terceiro, Maurício Barbosa. O primeiro, como se recorda, foi Paulo Bezerra. A polícia estadual, especialmente a Civil, que tanto se tem esforçado para que um delegado estadual assuma o cargo de secretário, deve estar deprimida.

Segundo: o governador não estará deprimido. Se teve alguma razão desconhecida para trocar o comando, algum dia se saberá. Mas não precisava. A segurança continua em crise. Nessas situações, troca-se o comando e cria-se uma expectativa, obtém-se uma trégua com a opinião pública e a mídia, enquanto se tenta produzir alguma melhora. Detalhe: Maurício Barbosa já trabalhava na gestão de Cezar Nunes, chefiando o setor de Inteligência, que é vital no combate ao crime organizado fora e, eventualmente, dentro da polícia.

jan
18
Posted on 18-01-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 18-01-2011


=====================================================
Benett, na Gazeta do Povo (PR)


==============================================
ROBERTO SION – “You Do Something For Me” (Cole Porter) 1986

BOA NOITE!!!

  • Arquivos

  • Janeiro 2011
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31