jan
11


Kátia Mattoso: perda humana e cultural
============================
A cientista política, historiadora e especialista em história social da escravidão no Brasil, Kátia Maria de Queiroz Mattoso, de 78 anos, morreu na manhã desta terça-feira (11) em Paris, na França. O sepultamento será na Grécia, onde nasceu a cientista que formou gerações de pesquisadores na Bahia. As homenagens baianas serão prestadas na missa de Sétimo Dia, que será realizada no dia 17 de janeiro, às 10h, na Igreja do Mosteiro de São Bento, no centro de Salvador.

O diretor da Fundação Pedro Calmon, Ubiratan Castro de Araújo, amigo e orientando da professora Kátia Mattoso, lamentou: “Foi a grande formadora de pesquisadores e de professores de história na Bahia”.
A historiadora era também doutora Honoris Causa pela Universidade Federal da Bahia e Professora Emérita aposentada da Universidade de Paris V – Sorbonne. Kátia Mattoso é autora, entre outras obras, de Ser Escravo no Brasil (Brasiliense, 1982) e Bahia Século XIX – Uma Província no Império (Nova Fronteira, 1992).

(Com informações do CORREIO DA BAHIA)

Be Sociable, Share!

Comentários

rosane santana on 12 Janeiro, 2011 at 9:56 #

Kátia modernizou a historiografia baiana, com seu rigor metodológico, suas séries estatísticas sobre economia baiana no século XIX, por exemplo. Impossível estudar história da Bahia sem recorrer a seus livros. Com ela nasceram e cresceram nossos historiadores profissionais, entre os quais o mais destacado deles, João José Reis (Rebelião Escrava, A Morte é uma festa etc.).


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Janeiro 2011
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31