jan
09
Posted on 09-01-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 09-01-2011


Neva muito na área do desastre

=============================================
deu no TERRA

Pelo menos 72 pessoas morreram e 33 ficaram feridas neste domingo em um acidente de avião da companhia Iran Air, perto da cidade de Orumiyeh, no noroeste do Irã, segundo serviços de medicina legal da província.

“O acidente causou a morte de 72 pessoas e 33 pessoas ficaram feridas”, indicaram estas fontes da província do Azerbaijão Ocidental à agência Fars.

Entretanto, um responsável do Crescente Vermelho iraniano, Heydar Heydari, fixou o balanço em 70 mortos e 32 feridos, declarou à agência oficial Irna.

A rede de televisão transmitiu imagens do acidente. Nelas, é possível ver o avião partido em vários pedaços, alguns deles bastante danificados, assim como integrantes de equipes de resgate e bombeiros ao redor da aeronave, sob uma intensa nevasca.

Um funcionário do ministério dos Transportes disse à rede de televisão estatal que uma das caixas pretas foi encontrada. O avião acidentado é um Boeing 727, segundo as agências Fars e Isna.

“O acidente ocorreu a 15 km de Orumiyeh e imediatamente os moradores da região informaram as autoridades sobre o local onde a aeronave havia caído”, declarou Vahid Jalalzadeh, governador da província do Azerbaijão Ocidental, à rede de televisão do Estado.

“Alguns passageiros conseguiram sair sozinhos do avião, e os moradores os levaram em seus veículos aos hospitais”, acrescentou.

“Todos os mortos e feridos foram levados para hospitais e esperamos que eles nos deem um balanço exato. A situação meteorológica é muito ruim na região”, explicou.

Pouco antes, outro responsável pelos serviços de resgate, Gholam Reza Masumi, citado pela agência de notícias Fars, havia afirmado que “50 passageiros dos 105 a bordo saíram do avião feridos, mas com vida”.

“O problema para os serviços de resgate é a neve no local do acidente, de cerca de 70 cm de espessura”, acrescentou Masumi.

O avião da Iran Air caiu perto da cidade de Orumiyeh por volta das 19h45 local (14h15 de Brasília), informou uma autoridade da província do Azerbaijão Ocidental, citada pela rede de televisão estatal em seu site.

“O avião decolou de Teerã em direção a Orumiyeh e, devido às más condições meteorológicas, caiu perto de Orumiyeh”, acrescentou a fonte.

Dois voos anteriores que partiriam de Teerã com destino a Orumiyeh foram anulados devido ao mau tempo.

O Irã sofreu cerca de 15 catástrofes aéreas nos últimos 10 anos, que deixaram mais de 900 mortos.

Sua frota aérea civil e militar é muito antiga e precisa de manutenção, consequência do embargo americano imposto sobre os componentes de aeronaves nos anos 1980, após a Revolução Islâmica.

O acidente mais grave ocorreu em fevereiro de 2003, quando um avião que transportava Guardiões da Revolução – exército ideológico do regime – caiu, matando 302 pessoas.

Carlos Castro e Renato: morto e suspeito

———————————————————
O instituto de medicina legal de Nova Iorque confirmou este domingo (9) que a morte do jornalista português Carlos Castro foi provocada por agressões violentas na cabeça e por estrangulamento.

Ellen Borakove, porta-voz da instituição, disse à agência Lusa que o relatório do médico legista aponta «lesões causadas por impacto violento» e «compressão no pescoço» como causas da morte de Castro, na sexta-feira, num hotel de luxo em Nova Iorque.

Segundo a mesma fonte, todas as outras informações relativas à morte de Castro, principalmente a hora do óbito e se o corpo apresentava sinais de mutilação, serão prestadas apenas à Polícia.

A Polícia mantém sob custódia o jovem modelo português Renato Seabra, suspeito do homicídio, em avaliação psiquiátrica num hospital da cidade.O corpo de Carlos Castro foi encontrado no Hotel Intercontinental, em Times Square, no quarto que o colunista partilhava com Renato Seabra.

(Com informações do portal TSF. de Lisboa, e agencia LUSA)

jan
09
Posted on 09-01-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 09-01-2011

Deu este sábado (8) no blog Balaio do Kotscho, editado pelo jornalista Ricardo Kotscho

====================================================

SÃO SEBASTIÃO – Faz uma semana hoje que o Brasil mudou de presidente. Como todo mundo viu, saiu Lula, entrou Dilma, um novo governo assumiu, a roda da história girou, a fila andou. Para certos setores da imprensa brasileira, no entanto, que até hoje não se conformam com a vitória de Lula em 2002 e 2006, e o sucesso dos oito anos de seu governo, aprovado ao final por 87% da população, é como se nada houvesse mudado.

Parece obsessão _ e é. Entre as perturbações mentais mais comuns, a obsessão compulsiva caracteriza-se pela presença de ideias, de imagens ou de impulsos recorrentes, segundo o Manual Muck da Biblioteca Médica Online.

Dia sim, noutro também, eles não conseguem virar o disco, mudar de assunto. Lula continua sendo o assunto dominante nas manchetes, nas colunas, nos blogs. A única diferença é que, quando ele ainda estava no governo, o presidente respondia aos ataques no mesmo tom, dando a sua versão dos fatos, o que levava a imprensa a falar em ameaças à liberdade de expressão.

Agora, não. É um monólogo do pensamento único. Só um lado investiga, denuncia e julga, sem dar tempo para que as instituições se manifestem. Até entendo o comportamente de editores, colunistas, blogueiros e repórteres da grande mídia, que afinal ganham para isso ou pensam mesmo aquilo que escrevem em seu nicho de mercado.

Mas o massacre é de tal ordem que atingiu até alguns leitores do Balaio, principalmente aqueles que usam codinomes; não importa o tema tratado, escrevem comentários com a mesma ferocidade dos tempos da campanha eleitoral que acabou faz mais de dois meses.

Neste clima, pouco importa se o ex-presidente tem ou não razão ou direito nos atos adotados em seus últimos dias de governo e na primeira semana depois de passar a faixa. Nem tudo o que a lei permite é eticamente recomendável, eu sei. Não estou aqui para julgá-lo ou defendê-lo, não ganho para isso. Posso discordar dele em várias coisas, mas me espanta o tratamento raivoso e vingativo dado a Lula fora do governo em comparação aos seus antecessores.

Qualquer coisa que o agora ex-presidente faça ou deixe de fazer é motivo de críticas, denúncias, editoriais irados, como se devesse simplesmente desaparecer do mapa para ter um pouco de paz.

Nestes primeiros dias de 2011, procurei tratar de assuntos mais amenos, fugir da eterna pauta política de confronto entre governo e oposição, mas está difícil. Cada um entende o que quer, enxerga intenções que não tive e usa qualquer argumento para avivar a guerra ideológica. Até quando?

Agora vou à praia, atendendo a um convite do sol. Bom fim de semana a todos.

jan
09


Emerson Damasceno
De Fortaleza (CE)

No início deste domingo, através de sua conta no Twitter, o Wikileaks divulgou cópia do que seria um fax da intimação enviada pela Justiça americana ao Twitter para fornecer informações relativas ao Wikileaks. O documento é datado de 14 de dezembro de 2010.

A novidade, entretanto, é que agora o Wikileaks denuncia que as informações que o Twitter terá que fornecer, não são adstritas somente às contas anteriormente divulgadas, mas também, segundo sua opinião, de dados de quaisquer contas eventualmente ligadas a dos investigados. O que importaria também nos mais de 630 mil seguidores, de acordo com o documento em seu ítem 2.B e a versão dada pelo site fundado por Julian Assange.

Logo após, o perfil no Twitter divulgou aos seus seguidores que havia criado um fundo especial para ajudar nas despesas legais para a defesa do Wikileaks na ação.

Ainda não houve manifestação oficial do Governo americano.

A informação logo se transformou na mais retuitada e comentada do Twitter, de acordo com o site Topsy, e deverá ter ainda mais repercussão ao longo do dia. Se for confirmada, mesmo os que deixarem de seguir o perfil, não estariam imunes à investigação, como afirmou o próprio wikileaks em sua conta no twitter.

Intimação do Twitter

Mais cedo, havia sido noticiado que o Governo norte-americano intimou o Twitter para que forneça várias informações ligadas à conta do site Wikileaks no serviço de dados. O alvo principal seria o fundador do site, Julian Assange e a determinação foi dada por um Juiz do do Estado de Virgínia , atendendo a pedido formulado pelo Departamento de Justiça dos EUA.

A informação havia sido divulgada pelo próprio Wikileaks. Procurado pela imprensa, o Twitter preferiu não comentar, mas declarou que quando ocorrem tais fatos, é parte da política do site informar aos usuários.

Além de Julian Assange, o militar acusado de ter fornecido os telegramas que causaram o cablegate (vazamento de vários dados diplomáticos dos EUA), Bradley Manning, e mais dois colaboradores do Wikileaks.

O fato, somando-se a vários outros que vêm tornando o Wikileaks uma grande dor-de-cabeça para o governo de Barack Obama, ganha um contorno ainda mais preocupante quando se percebe que diz respeito à privacidade de todos os usuários da internet e de suas imensas redes sociais. O próprio Wikileaks, em sua conta no Twitter, declarou que suspeita que o mesmo pedido tenha sido feito ao Google e Facebook.

A importância do Twitter para o Wikileaks se explica: após a série de ataques que o site sofreu, o que levou a sair do ar, a conta nas redes sociais, mormente no Twitter, tem sido seu maior fator de comunicação com o mundo.

Emerson Damasceno é advogado, poeta e empresário. Especialista e apaixonado por direito eletrônico, além do direito desportivo que o fez correr o mundo durante uma década. Blogueiro desde 2002, divide o tempo entre o trabalho, as mídias sociais e a 4social, sua última criação

jan
09
Posted on 09-01-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 09-01-2011

Carmem Miranda: homenagem nos EUA
=====================================================

A figura de Carmen Miranda vai aparecer em selo comemorativo dos EUA que integra uma série que será lançada em Março, segundo divulgaram os correios norte-americanos. A notícia é uma das manchetes deste domingo no portal informativo europeu TSF, editado em Lisboa.

A coleção de 70 selos sem valor facial, que mantém o valor da tarifa doméstica mínima, denomina-se Forever e começou em 2007 com o chamado Sino da Liberdade, sino de Filadélfia ligado à história da independência dos EUA.

Em 2011, os correios dos EUA pretendem homenagear «cinco figuras lendárias do mundo do espetáculo e dos sons latinos que tiveram impacto na música norte-americana».

Além de Carmen Miranda, esta coleção a ser lançada este ano inclui ainda selos referentes a Tito Puente, Selena Quintanilla-Perez, Carlos Gardel e Celia Cruz.

Carmen Miranda, artista brasileira, nascida em Marco de Canaveses (Portugal) em 1909, morreu de ataque cardíaco em 1955 e chegou, em 1946, a ser a estrela mais bem paga de Hollywood.

A cantora e atriz, que participou em 14 filmes, tem uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood e uma praça com o seu nome em Los Angeles.

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações do portal europeu TSF e aências internacionais de notícias)

jan
09
Posted on 09-01-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 09-01-2011

Carmem Miranda: em selo americano

===============================================
Clayton, no jornal O POVO (CE)

BOA TARDE!!!

Amy, de branco, canta e encanta em Floripa

======================================================
Amy Winehouse pode respirar aliviada: seu primeiro show no Brasil, ontem(8) em Florianópolis para 12 mil pessoas, foi um sucesso. A britânica cantou muito bem e, pelos sorrisos que distribuiu, parecia estar bem feliz. O show durou pouco mais de uma hora e teve 17 músicas, duas delas no bis. Se repetir a performance nos outros quatro shows no Brasil (dois no Rio, um em Recife e um em São Paulo), a turnê será um sucesso.

A cantora subiu ao palco por volta da 0h30, vestida de branco, assim como toda a sua banda – e com o fundo do palco tomado por uma imensa bandeira do Brasil. Abriu a apresentação com o reggae “Just Friends” e em seguida já cantou dois de seus maiores sucessos, “Back to Black” e “Tears Dry on their Own”. Mais hits vieram ao longo da noite: “Love is a Losing Game”, “I’m No Good”, “Rehab” e, para fechar a noite, “Valerie”.

O sucesso não significa que não houve problemas. Mesmo cantando bem, Amy ainda precisou de uma cola para lembrar das letras e, em vários momentos, teve que pedir ajuda para sua banda para saber o que fazer. O pior momento foi quando, logo após a quinta música, ela simplesmente abandonou o palco e deixou seus músicos perdidos. Eles improvisaram uma música, e ela voltou logo em seguida.

Esses problemas, no entanto, nem chegaram perto de estragar o show.


======================================================
Parabéns, campeão! Receba aí em São Paulo – em casa ou no batente do plantão de Terra Magazine -, os versos recolhidos do livro do notável poeta pernambucano Carlos Pena Filho, que você com a sua generosa delicadeza comprou na recente viagem a Recife para oferecer de presente de Natal ao casal de amigos em Salvador.

Cartola e Elton Medeiro, em se tratando de aniversário de Claudi Leal, também são indispensáveis.

(Vitor Hugo , editor, Margarida , revisora, e todos da equipe do BP que o admiram cada vez mais, como profissional e como gente boa de verdade)
======================================================
VIAGENS

Essa verdágua azul pelo maralto
sacudida por gastos vendavais,
o pacífico Atlântico e ainda mais
a estrela brancazul do céu mais alto

Essas verdes ternuras vegetais,
a cidade de Málaga, Leonarda
de claro nome e todavia parda
em seu caminho para os pantanais.

A coisa sem remédio, o rubro inferno,
e essa brancura sob os céus andinos
era tudo conversas de meninos
no pátio antigo do colégio interno

CARLOS PENA FILHO, no “Livro Geral” (poemas).

  • Arquivos

  • Janeiro 2011
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31