================================================
CRÔNICA/Pelo Telefone

O telefonema de Lula para FHC

Janio Ferreira Soares

– Alô, Fernando Henrique? Desculpe o adiantado da hora, é o Lula.
– Olá, Lula, demorou a ligar, hein?
– Como é que você sabia que eu ia…
– Ora, Lula, não precisa de rapapés, eu sei bem o que é isso. Fiz até uma aposta comigo mesmo que você ligaria em menos de uma semana. Ganhei. Aliás, até nisso você tem sorte, ter alguém para ligar, pedir conselhos. Pior foi quando eu saí, pois só tinha a opção de falar com o Collor, Itamar ou Sarney. Desisti. Pensei até em fazer como o Elio Gaspari e tentar um contato com o Juscelino para pedir-lhe uns conselhos, mas aí o e-mail podia cair na caixa do Getulio… (risos). Confesso-lhe que se não fosse a Ruth para me suportar nos primeiros meses, não sei não, acho que tinha enlouquecido. Mas, desculpe “companheiro”, acho que eu me empolguei. Como estão as coisas (riso de satisfação no canto da boca), abrindo muitas portas?
– Olha, Fernando, eu pensei que fosse fácil, mas a coisa é pior do que eu imaginava. Não consigo dormir direito, ando sonhando com a Ideli Salvatti com uma tarrafa nas mãos cantando como pode um peixe vivo viver fora da água fria. Viro pro lado e vejo Michel Temer com a capa de Christopher Lee mordendo o pescoço de uma jovem loira.
– Calma, amigo, isso é o que eu chamo de Delirium Post, ou, no popular, ressaca do poder. É algo parecido com a ressaca normal, só que vem acompanhada de assombrações. Eu mesmo tinha sonhos horríveis com o ACM e o Jader Barbalho presos numa jaula e eu como o zelador responsável pela tosa. Ruth não dormia com meus urros. A propósito, você devia ligar para a Dilma e sugerir-lhe a criação de uma espécie de clínica de reabilitação para ex-presidentes. Se ela resistir, lembre-a da possibilidade de daqui a quatro anos ela vir a sonhar dançando um tango num motel de beira de estrada com o ministro do turismo, como é mesmo o nome dele, aquele que tem cara de velho tarado de chanchada italiana?
– Pedro Novais… Mas Fernando, o que você me aconselha nesses primeiros dias? Viajar para uma praia, fazenda…
– (Rindo) Se eu não fosse seu amigo lhe recomendaria uma turnê de uns três meses pelo “circuito Ingrid Betancourt”, que compreende a Colômbia, Venezuela e Bolívia, já que você vivia dizendo que eu só gostava do Elizabeth Arden. Ou então abrir uma igreja. Você daria um ótimo pastor. Mas, falando sério, acho que você devia sumir por uns tempos e deixar a Dilma em paz. Mas é sumir mesmo e não ficar como se fosse um errante que se recusa a cumprir o seu destino.
– Acho que eu não consigo.
– Consegue. Em breve a Ideli sairá dos seus sonhos e aí você poderá voltar a contar carneirinhos.
– Você me deu uma boa idéia. Quantos faltam até 2014?
– Boa noite, Lula!
– Marisa, traga uma calculadora, rápido!

Janio Ferreira Soares, cronista, é secretário de Cultura e Turisno de Paulo Afonso, na margem baiana do Rio São Francisco

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Janeiro 2011
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31