jan
04
Postado em 04-01-2011
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 04-01-2011 11:01

Dr. Murray: primeira audiência no juri

=====================================================
O médico do cantor Michael Jackson começa hoje a ser julgado, na primeira audiência preliminar, por homicídio involuntário no caso da morte do “rei da pop”, a 25 de Junho de 2009, por sobredosagem de medicamentos.

Cardiologista experimentado, Conrad Murray, de 57 anos, foi contratado pelo cantor em Maio de 2009 para seguir a sua preparação física antes da série de concertos no Reino Unido que iriam marcar o seu regresso aos palcos. Jackson retirara-se em 2005 para Las Vegas, logo após ter sido ilibado no caso em que era suspeito de abuso sexual de um menor.

O médico tem-se mantido afastado dos imprensa desde que foram formuladas as acusações contra ele, com raras declarações públicas. Em Agosto de 2009, porém, difundiu uma mensagem através da internet: “Fiz tudo o que podia, disse a verdade [aos investigadores] e estou convencido que a verdade prevalecerá”. Se for condenado por homicídio voluntário, Murray pode receber uma sentença até quatro anos de prisão.

O médico, que possuía um currículo irrepreensível até à morte de Michael Jackson, recebia um pagamento mensal de 150 mil dólares pelos seus serviços como médico particular do cantor, de acordo com o diário “Los Angeles Times”.

O mesmo jornal adianta que Murray tinha enormes dívidas, ascendendo a mais de 750 mil dólares. Citando documentos do processo judicial, o “LAT” relata que o médico, na altura em que foi contratado, não conseguia pagar a mansão luxuosa que possui em Las Vegas, que tinha em atraso o pagamento de uma pensão de alimentos, assim como faturas relativas a aulas de formação e material médico.

As autoridades concluíram que Jackson morreu por “overdose” de uma mistura de anestésicos e sedativos, tendo rapidamente focado a sua atenção no médico, que se encontrava com o cantor quando este entrou em falha respiratória, na sua mansão de Los Angeles.

Na audiência preliminar de hoje, o juiz encarregado do processo, Michael Pastor, determinará se existem provas suficientes contra Murray para se realizar o julgamento, com jurados. O médico mantém ser inocente

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Janeiro 2011
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31