jan
02
Posted on 02-01-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 02-01-2011

Senador será velado em Minas

——————————————————————————————————————————————-
O senador Eliseu Resende (DEM-MG) morreu neste domingo aos 81 anos, no Incor (Instituto do Coração), em São Paulo. A causa da morte não foi revelada.

O corpo será velado amanhã na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Resende estava na metade do seu mandato de oito anos de senador. Em seu lugar, assume o presidente do PR de Minas e presidente da CNI (Confederação Nacional dos Transportes), Clésio Andrade.

Resende nasceu em Oliveira (MG) em 1929. O senador era formado em engenharia civil pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

Professor de engenharia, Resende começou na vida pública como diretor-geral do Departamento de Estadas de Rolagem em Minas.

De 1979 a 1982, o senador foi ministro dos Transportes do governo João Figueiredo.

Ele saiu do ministério para disputar o governo Minas. Foi derrotado por Tancredo Neves.

Depois de passar por diversos conselhos de administração de estatais e empresas privadas, Resende foi ministro da Fazenda do governo Itamar Franco por pouco mais de dois meses.

De 1995 a 2006, Resende exerceu três mandatos consecutivos na Câmara dos Deputados.

Há quatro anos, ele venceu a eleição para o Senado, vencendo o ex-governador Newton Cardoso.

Em nota, o governdor de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB), lamentou a morte.

“Registro com pesar a perda para Minas de um dos mais íntegros homens públicos de sua história. O senador Eliseu Resende sintetizou a vocação mineira para a política e para o debate de ideias”, afirmou o governador.

jan
02

Erenice na posse de Dilma/Img Folha.com

=====================================================
Do poeta Luiz Fontana, editor do Blogbar, na área de comentários do Bahia em Pauta.
===============================================
E por falar em Erenice

Aqui Carlos Newton na Tribuna da Imprensa de hoje:

——————————————————————————————————————————————

domingo, 02 de janeiro de 2011

Erenice Guerra na posse? Cumprimentando a presidente? É inacreditável e inconcebível. Ela foi de penetra ou tinha realmente convite? E quem a convidou?

Carlos Newton

Wagner Tiso é o autor da trilha sonora do documentário “Jango”, de Silvio Tendler, com roteiro de Claudio Bojunga, que traçou um belo retrato do presidente João Goulart. A música-tema, lindíssima, não tinha letra. Milton Nascimento gostou tanto da canção que resolveu fazer uma parceria. Nascia assim “Coração de Estudante”, que foi um dos hinos da redemocratização do País, era tocado em todo comício das “Diretas Já”.

“Mas renova-se a esperança”, cantava Milton Nascimento, registrando um sentimento bem brasileiro. A cada eleição, não importa o vencedor, no final a maioria das pessoas sempre espera que as coisas melhorem, dá-se uma espécie de crédito de confiança ao futuro presidente. Até na ditadura militar funcionava assim: sempre que mudava o inquilino do Palácio do Planalto, a gente torcia para as coisas melhorarem.

Agora, a mesma coisa. Embora Lula tenha feito um bom governo, com algumas conquistas importantes, mas endividando o país (R$ 2,3 trilhão de divida interna e R$ 100 bilhões de dívida externa federal) e sem realizar as indispensáveis obras de infraestrutura e logistica para o país crescer solidamente (portos, aeroportos, rodovias e ferrovias), há uma expectativa positiva em relação a Dilma Rousseff.

Mas ela começou mal. Como receber Erenice Guerra na posse? A quem atribuir essa afronta aos cidadãos brasileiros? Quem convidou? A presidente foi a última a saber? Ou foi a própria Dilma que mandou entregar o convite? Continuam amigas inseparáveis?

Caramba, quantas dúvidas diante uma certeza: a de que Erenice Guerra foi lá e ainda teve condições de cumprimentar Dilma, que na foto publicada pelo jornal O Globo aparece visivelmente contrafeita.

Erenice é amiga da presidente? Claro que não. Se fosse realmente amiga, tivesse o mínimo de consideração e respeito por ela, jamais teria ido à posse, mesmo convidada (por quem?) Mas ela foi, com uma única e exclusiva intenção: mostrar que ainda é poderosa, que até agora nada lhe aconteceu nem vai acontecer, porque faz parte do Poder e é amiga da presidente. Só faltou dizer, imitando Lula: “Eu voltarei”.

Por mera coincidência (embora digam que depois dos 40 anos ninguém deve acreditar em coincidências), na antevéspera da posse, em seu último como Chefe da Casa Civil, o então ministro Carlos Eduardo Esteves decidiu por arquivar a sindicância que apurava o escândalo familiar da ex-ministra Erenice Guerra, que segue investigada pela Controladoria Geral da União e pela Polícia Federal. Vai acabar em pizza, claro.

Erenice Guerra não é muito diferente da maioria das autoridades e políticos brasileiros, que julgam estar acima da lei e da ordem (e parecem estar mesmo). A grande diferença é que ela tem mais cara-de-pau e não demonstra o minimo de dignidade. Sua presença na posse mostra que pouco evoluímos em termos de ética e ainda somos uma exótica “democracia tropical”

===========================================================
Bahia em Pauta agradece, poeta! TIM TIM (VHS)


Foto: Reprodução
Geisy Arruda e Marcela Temer, em montagem do iG

====================================================
DEU NO IG

A ex-universitária Geisy Arruda, que ficou famosa depois de ser hostilizada na faculdade por usar um vestido curto, fez uma brincadeira hoje sobre a mulher do vice-presidente, Marcela Temer. “Gente, encontraram uma irmã minha perdida por aí”, publicou em sua página no Twitter. Na internet, diversos blogs e sites divulgaram montagens comparando as duas jovens.


=========================================================

Do autor do clip no You Tube que assina XWilley: “Meus temas preferidos da trilha sonora de o Grande Circo Místico, composta por Edu Lobo e Chico Buarque. Faixas apresentadas no vídeo: Abertura, Opereta do Casamento, Oremus, Ciranda da Bailarina, O Tatuador, Na Carreira.”

Bravo! Para este editor do BP faltou “Beatriz”, com Milton Nascimento, uma das mais belas composições da trilha fantástica e da MPB, com interpretação única de Bituca. Mas escolhas são escolhas, e ninguém pode querer tudo de uma vez. Vale a pena ir ao CD ou ao DVD para conferir.
EM TEMPO: NO FINAL UM MOMENTO ALTO DESSE VÍDEO: “NA CARREIRA”, COM CHICO E EDU.

BOA NOITE!!!

jan
02
Posted on 02-01-2011
Filed Under (Newsletter) by vitor on 02-01-2011

Tom Tavares; “é preciso fazer”

======================================================
Deu no Blog do Tom, do músico, poeta, professor da Escola de Música da UFBA, Tom Tavares, amigo do Bahia em Pauta:
—————————————————————————————————————————————–

“What do I have to tell about the next new year?
Sei lá…!!!
Só sei que desejar que aconteça isto, aquilo ou aquilo outro, não vale absolutamente nada.
E nada, neste caso, ainda é pouco.
Não adianta, apenas, desejar, torcer.
Cumpre fazer.
Assim, façamos um novo ano.
Ou tudo de novo – renovadamente novo -, se valer a pena.
E nós, outros de tempos outros, novos seremos.
Enfim, o tempo só será outro se assim o fizermos.
E, igualmente, o mundo refeito.
Tom Tavares

jan
02

Cristãos protestam em Alexandria

============================================
Os principais jornais internacionais árabes e a imprensa local egípcia coincidem em qualificar como «massacre» e «tentativa de assassinar o Egito» o ataque contra uma igreja cristã em Alexandria, que matou 21 pessoas na noite de Ano Novo. O Papa Bento XVI também reagiu firmemente ao atentando que classificou de «ato covarde».

De acordo com a agência de notícias EFE, o diário árabe internacional Al Hayat garante, na capa, que o ataque foi uma «tentativa de assassinar o Egito» e afirma que o mundo árabe recebeu com «medo e terror» as notícias sobre o ataque, que o jornal designa de «mais grave do que um massacre» isolado.

Segundo este jornal, o «massacre do Ano Novo» no Egito representa um avanço qualitativo nos ataques contra os cristãos no país.

Entretanto, o Papa Bento XVI disse tratar-se de um «ato covarde» dos autores do ataque e lamentou a «a estratégia de violência» que tem como alvo os cristãos.

«Recebi com tristeza a notícia dos atentados graves contra a comunidade cristã copta», disse o líder da igreja católica durante a homília dominical na Praça de São Pedro, na Cidade do Vaticano, em Itália.

«Este ato covarde de morte, tal como o de colocar bombas perto das casas de cristãos no Iraque para os forçar a partir, ofende a Deus e a toda a humanidade», acrescentou.

Para o sumo pontífice, este atentado é uma «estratégia de violência que tem como alvo os cristãos» mas que «tem implicações para todas as pessoas».

Pouco depois da meia-noite de 1 de janeiro, uma bomba explodiu frente a uma igreja copta (a maior comunidade cristã do Médio Oriente), em Alexandria, quando cerca de mil fiéis saíam do templo, causando 21 mortos e 79 feridos.

(Com informações do jornal Sol e agência LUSA, de Portugal)

jan
02
Posted on 02-01-2011
Filed Under (Charges) by vitor on 02-01-2011


============================================================
Aroeira, em O DIA (RJ)

jan
02

Os primeiros encontros bilaterais marcados pela presidente Dilma Rousseff não incluíram a secretária de Estado americana Hillary Clinton. O governo dos EUA chegou a pedir um encontro, mas com a agenda da presidente lotada, Hillary ficou de fora. Na manhã de hoje, Dilma terá sete encontros com chefes de Estado e governo e representantes estrangeiros.

As conversas entre a presidente e Hillary acabaram por ocorrer na própria fila de cumprimentos, no Palácio do Planalto. A secretária americana recebeu mais atenção do que a maior parte das autoridades estrangeiras presentes. As duas conversaram em inglês e português – Dilma entende a língua, mas respondia a Hillary em português, que era traduzido.

Outra conversa estava prevista para o coquetel no Palácio do Itamaraty, mas Hillary saiu antes de Dilma chegar. Primeira autoridade a entrar no Itamaraty, a secretária também foi a primeira a ir embora, antes das 19 horas – Dilma chegou às 19h30. Embarcou direto para os Estados Unidos.

Nos bastidores, Hillary também conversou com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-chanceler Celso Amorim e o novo ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota.

Outra ausência no coquetel foi o presidente venezuelano, Hugo Chávez. Na agenda de Dilma, Chávez seria o primeiro a ser recebido hoje, mas ele tomou o avião de volta para a Venezuela às 20 horas de ontem, faltando até ao coquetel.

Outra ausência de última hora na posse foi a do boliviano Evo Morales. Apesar de ter confirmado presença, Morales desistiu por conta dos violentos protestos contra o aumento dos preços de combustíveis que irromperam nos últimos dias.

A primeira reunião de Dilma hoje será com o príncipe das Astúrias, D. Felipe de Bourbon, vice-chefe de governo da Espanha. Estão na lista ainda José Mujica, presidente do Uruguai, os primeiros-ministros da Coreia, Kim Hwang-Sik, e de Portugal, José Sócrates, o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, o vice-presidente de Cuba, José Machado Ventura, e o ex-primeiro-ministro japonês Taro Aso. . As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

  • Arquivos

  • Janeiro 2011
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31