======================
BOM DIA!!!

Lula:último café do presidente

============================================
DEU NO IG

“Não foi nada complicado, até achei gostoso”. Assim, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva conclui seu período de oito anos de governo e, no 279º programa Café com o Presidente veiculado hoje (27) pela manhã, Lula disse ter quebrado “um tabu porque todo mundo dizia que era difícil e complicado governar o Brasil” e que conseguiu “provar que era possível fazer tudo acontecer e permitir a participação do povo”.

Em sua última semana como presidente do Brasil, Lula terá viagens a Pernambuco, ao Ceará e à Bahia, além de inaugurações em Brasília. A intenção, segundo Lula, é trabalhar até o dia 30 e descansar no dia 31, “desligando o motor para esfriar e entregando para Dilma, no dia primeiro o cargo, para ela começar no dia 2 de janeiro a cem (quilômetros) por hora”.

DESCIDA DA RAMPA

Pedindo apoio à presidenta eleita Dilma Rousseff, para “continuar na consolidação do processo econômico”, Lula ressaltou o desenvolvimento econômico em sua última mensagem no programa semanal de rádio. “O País está vivendo uma fase muito importante de crescimento que vai levar à consolidação do processo econômico, para que de cinco a seis anos se tornar a quinta economia mundial”.

O presidente lembrou ainda da preparação para a Copa do Mundo de 2014 e para as Olimpíadas, em 2016, e não se esqueceu de citar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), uma das principais bandeiras de seu governo depois do programa social Bolsa Família. “Já foi lançado o programa Minha Casa Minha Vida 2, que vai construir 2 milhões de casas, estão previstas ações de combate à pobreza, instalação de creches, nas áreas de segurança e saúde etc.”

Por fim, Lula agradeceu o apoio que recebeu durante seu mandato e sugeriu que Dilma Rousseff participe do programa Café com o Presidente. “(O programa) tem tido êxito extraordinário. A presidenta tem que usar ao máximo esse espaço” ressaltou. Ao final do programa, o presidente agradeceu o trabalho da equipe que o acompanhou nas gravações e divulgação do Café com o Presidente.

dez
27
Posted on 27-12-2010
Filed Under (Artigos) by vitor on 27-12-2010

Martins:tiroteio na despedida

===============================================

OPINIÃO POLÍTICA

Ministro sai atirando

Ivan de Carvalho

O segundo mandato do presidente Lula termina às 24 horas do dia 31 (embora ele permaneça decorativamente no cargo até passar a faixa à sucessora no dia seguinte) e um dos que saem com ele, ao contrário dos vários que ficam, é o ministro da Comunicação Social, Franklin Martins. Em seu lugar será nomeada a jornalista Helena Chagas.
O ministro sai atirando – mais uma vez, na imprensa. Esta tem sido uma de suas três principais ações durante os quatro anos no cargo. Quanto às outras duas, foi bem sucedido em uma e, por enquanto, um fracasso na outra.

O sucesso aconteceu na tarefa de comandar a propaganda do governo. Realmente o governo termina muito bem avaliado pela grande maioria da população e uma parte disso certamente se deve ao direcionamento e utilização eficaz do pesado investimento feito na publicidade oficial.

A ação que até agora pode ser considerada um fracasso é a da implantação de uma rede de TV estatal. É verdade que o fracasso não é total. Martins atingiu o objetivo de criar a tevê estatal e, dado este primeiro passo, fica difícil prever o futuro dessa iniciativa, uma vez que o governo que assumirá em 1º de janeiro é de continuidade e poderá dar curso e ampliar o que foi iniciado nesse setor da televisão estatal. A questão é que, por enquanto, a audiência da tevê insiste em situar-se próxima de zero.

É claro que isso pode mudar, mas para ter audiência a TV Brasil, com seu nome tão patriótico, teria de adotar uma programação interessante, atraente e criativa e ao mesmo tempo capaz de – e não terá sentido nem justificativa se for diferente – contribuir para melhorar os níveis cultural e de instrução da população. Condições que está muito longe de atender.

Mais nos importa a outra preocupação do ministro Franklin Martins, a de atirar na imprensa na qual por longo tempo trabalhou com bastante destaque. Mas, no governo, entendeu de criar um perigoso “marco regulatório” para os veículos de comunicação social, uma regulação da mídia.

E o que surgiu dessa disposição, partilhada pelo presidente Lula, por palavras e atos (atos como a convocação de uma Confecom em dezembro de 2009 para sugerir, entre outras coisas, a criação de Conselhos estaduais e um conselho federal de comunicação), foram idéias que, se implementadas, têm o potencial de cercear seriamente a liberdade de expressão, sem a qual nenhuma outra se mantém.

Na hora da saída, o ministro Martins, em entrevista ao site Congresso em Foco, acusou a imprensa brasileira de ser “partidária”, de ter “má vontade” com o governo e de fazer “dobradinha” com a oposição. E disse que os grandes jornais, que chama de “jornalões”, vivem atualmente um “seríssimo problema de credibilidade”.

Acusou os jornais de distorcerem números favoráveis ao governo, disse que vão chegar ao fim do governo Lula “vendendo menos do que vendiam antes” e acrescentou que se o seu projeto de regulação da mídia, que vai encaminhar à presidente eleita Dilma Rousseff, não sair do papel, a sociedade vai ser a “mais prejudicada”. Então, tá.

Realmente houve uma diminuição na venda de muitos jornais nos últimos anos, mas esse é um fenômeno mundial, que certamente tem a ver com o surgimento e expansão da Internet e outros fenômenos gerais e não com suposto descrédito pelo tratamento dado ao governo Lula. Em todo caso, como Lula é uma personalidade mundial, quem sabe, pode ser…


================================================
Como um Fenix o BP ressurge das cinzas do incêndio da central da OI no bairro de Itaigara, em Salvador , que mantém nas trevas da falta de comunicação grande parte do Nordeste, de Salvador a Fortaleza.

A OI deve explicações sobre causas e consequências deste desastre de fim de ano, cujos danos seguem afetando inúmeras áreas do comércio, indústria e serviços, com danos incalculáveis e ainda sem previsão de desfecho.

Por enquanto, celebremos o retorno (mesmo que precário) do BP e o aniverssário de Margarida Dourado, revisora deste site blog duro na queda. Firme como a aniversariante.

Um abraço a todos.
BOA NOITE!!!

(Vitor Hugo Soares, editor)

dez
25
Posted on 25-12-2010
Filed Under (Newsletter) by marcia on 25-12-2010

Devido ao incêndio ocorrido nas instalações da Empresa de telefonia Oi no dia 21-12-2010, em Salvador-Ba, com reflexos drásticos nos seus serviços de comunicação  nos Estados do Nordeste, o nosso Blog está fora do ar, sem previsão de retorno.


=======================================================
Composição: Geraldo Vandré e Carlos Lyra

Quem quiser encontrar o amor
Vai ter que sofrer
Vai ter que chorar
Amor assim não é amor,
É sonho, é ilusão
Pedindo tantas coisas
Que não são do coração.
Quem quiser encontrar o amor
Vai ter que sofrer
E ter que chorar.
Amor que pede amor
Somente amor
Há de chegar
Pra gente que acredita
E não se cansa de esperar
Feliz então sorrindo
Minha gente vai cantar
Tristeza vai ter fim
Felicidade vai ficar.
Quem quiser encontrar o amor
Vai ter que esperar
Vai ter que esperar.

BOA NOITE!!!

Ana de Hollanda no lugar de Juca Ferreira

======================================================

Deu no Terra Magazine

Dayanne Sousa

A presidente eleita Dilma Rousseff convidou para assumir o Ministério da Cultura a cantora Ana de Hollanda, irmã de Chico Buarque. Em nota oficial, Dilma anuncia ainda mais seis ministros do novo governo. Ana de Hollanda já foi diretora de música da Funarte (Fundação Nacional de Artes).
Outras duas escolhidas também são mulheres. A economista Tereza Campello irá para a pasta do Desenvolvimento Social e a socióloga Luiza Helena de Bairros para a Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial. Miriam Belchior (Casa Civil) e Ideli Salvati (Pesca) já haviam sido anunciadas, confirmando o desejo anunciado de Dilma de ter mais mulheres a frente de ministérios.
O médico Alexandre Padilha, atual ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais, foi convidado para o Ministério da Saúde; o deputado federal Mário Negromonte (baiano do PP) para o Ministério das Cidades; o advogado Luís Inácio Lucena Adams para estar à frente da Advocacia Geral da União (AGU) e Orlando Silva Jr. , outro baiano, continua no Ministério do Esporte.
Com o novo anúncio, já são 30 nomes confirmados. Veja os outros ministros já convidados por Dilma.
– Advocacia-Geral da União: Luís Inácio Lucena Adams
– Agricultura: Wagner Rossi (PMDB)
– Banco Central: Alexandre Tombini
– Casa Civil: Antonio Palocci (PT)
– Cidades: Mário Negromonte (PP)
– Ciência e Tecnologia: Aloizio Mercadante (PT)
– Comunicações: Paulo Bernardo (PT)
– Comunicação Social: Helena Chagas
– Cultura: Ana de Hollanda
– Defesa: Nelson Jobim (PMDB)
– Desenvolvimento, Indústria e Comércio: Fernando Pimentel (PT)
– Desenvolvimento Social: Tereza Campello
– Direitos Humanos: Maria do Rosário (PT)
– Educação: Fernando Haddad (PT)
– Esportes: Orlando Silva (PC do B)
– Fazenda: Guido Mantega (PT)
– Justiça: José Eduardo Cardozo (PT)
– Meio Ambiente: Izabella Teixeira
– Minas e Energia: Edson Lobão (PMDB)
– Pesca: Ideli Salvatti (PT)
– Planejamento: Miriam Belchior (PT)
– Previdência: Garibaldi Alves (PMDB)
– Relações Exteriores: Antonio Patriota
– Saúde: Alexandre Padilha (PT)
– Secretaria de Assuntos Estratégicos: Moreira Franco (PMDB)
– Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial: Luiza Helena de Bairros
– Secretaria-Geral: Gilberto Carvalho (PT)
– Trabalho: Carlos Lupi (PDT)
– Transportes: Alfredo Nascimento (PR)
– Turismo: Pedro Novais (PMDB)

dez
20
Posted on 20-12-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 20-12-2010

DEU no IG
de Brasília

O deputado Ciro Gomes (CE) está fora do Ministério da presidenta eleita Dilma Rousseff (PT). Ele havia sido convidado para a Integração Nacional há 10 dias, mas os desdobramentos das negociações com o partido dele, o PSB, acabaram por inviabilizar a nomeação. Os socialistas queriam mais duas pastas além da que seria ocupada por Ciro. Como não houve acordo, ele próprio pediu para não ser indicado formalmente para o governo.
Nesta segunda-feira (20), Dilma confirmou mais sete novos ministros, entre eles Alexandre Padilha no Ministério da Saúde, pasta que Ciro havia demonstrado desejo de ocupar. A escolha de Padilha para a Saúde também pesou na decisão do deputado em desistir de pastas no governo Dilma.
Para o lugar de Ciro na Integração, será indicado o atual secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Fernando Bezerra Coelho deverá ficar com a Integração Nacional. Ele é ligado ao presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos.
A outra pasta será a Secretaria de Portos, cuja indicação ainda será feita pelo governador cearense Cid Gomes, irmão do deputado Ciro Gomes.
O acordo foi formulado após uma série de conversas entre Campos e Cid. Numa reunião tensa na noite de domingo no Recife, o PSB chegou a ameaçar que não indicaria nenhum nome para o futuro governo. Segundo cogressistas , a governabilidade seria mantida no Congresso, mas o partido não teria “compromisso formal” com Dilma.
A pressão deu certo e as negociações foram retomadas durante a madrugada. No começo da manhã desta segunda, Cid e Campos decidiram que Ciro ficaria fora das indicações do partido. O líder do PSB na Câmara, Márcio França, o dirigente socialista Roberto Amaral e o governador eleito do Espírito Santo, Renato Casagrande, também participaram das negociações.

Em Salvador, o único metrô aéreo do mundo

============================================

OPINIÃO

Salvador tumultuada

JC Teixeira Gomes

Em meu último artigo, prometi que completaria minhas impressões da bela Turquia, mas fiz então nova viagem, dessa feita à Polônia, e, no retorno, demorei-me cerca de um mês em Salvador.

Confesso que não gostei do que vi.

Sem meios-termos, devo dizer que a cidade me pareceu tumultuada e, em alguns aspectos, em processo de degradação urbana.

Possuo meus próprios critérios de investigação e o mais óbvio é ouvir taxistas sobre a atuação dos governantes. Posso garantir que em Salvador Jaques Wagner (a reeleição já o havia provado) está em alta, mas o prefeito João Henrique recebeu condenação unânime. E não só entre os taxistas: o povo nas ruas o desaprova. Muitas pessoas me disseram que hoje ele não mais se elegeria. Não foi à-toa que foi escolhido o pior prefeito do Brasil.

Várias são as críticas ao prefeito, a maioria se concentrando no problema do metrô.

Não custa lembrar que esse foi um reiterado item de campanha eleitoral, sempre descumprido. Há um detalhe que não pode ser omitido: Salvador talvez seja a única cidade do mundo em que o metrô, em vez de ser subterrâneo ou de superfície, é aéreo! Refiro-me, obviamente, à inconcebível linha do Bonocô. Abro meus artigos para alguém que possa me explicar por que, com tantos espaços nos canteiros das avenidas de vale, Salvador teve que construir uma longa linha de metrô elevado, montado sobre pilares e estruturas custosas.

É claro que João Henrique não pode ser responsabilizado por essa parte das obras, anteriores à sua administração, mas a ineficiência com que vem se conduzindo em relação ao resto do percurso e ao início do funcionamento do modesto trem urbano da Bahia é espantosa. Vários cidadãos me disseram: ele exibiu os vagões nos trilhos para se reeleger e depois deu sumiço em todos! Mas não é só isto: a desordem das construções na capital baiana é evidente. A orla marítima, urbanizada pelo pai do atual prefeito, está tomada pelo mato alto e horrendas construções em decadência, com destaque para o constrangedor monstrengo visual em que se transformou o Aeroclube Plaza. Em qualquer outra cidade do mundo, a prefeitura zelaria para que fosse a mais bela e nobre das áreas urbanas, à beira-mar plantada. Na Bahia, virou o símbolo da desorientação e da ineficiência administrativa.

Zonas de densa vegetação são hoje devastadas com o consentimento da prefeitura, tal como ocorreu com o Horto Florestal (li protestos em A TARDE), para dar lugar a gigantescos espigões, que, aliás, marcam agora, na atual gestão municipal, todos os pontos da cidade, gerando um aspecto atordoante para o visitante e torturante para o morador. Que será do futuro da cidade diante desse caos anunciado? O que a Bahia tem hoje de melhor deve exclusivamente à iniciativa privada, a exemplo do magnífico Salvador Shopping e outras obras enriquecedoras do tecido urbano, responsáveis pela dinamização dos acessos viários, pois a prefeitura, no particular, já no segundo mandato de João Henrique, nada fez de significativo. Não foi capaz sequer de aperfeiçoar o escoamento do tráfego que sai do shopping na direção da Avenida Tancredo Neves, outra área prematuramente degradada, pois, longe de ser a grande avenida de convivência social da Bahia moderna, é apenas uma estrada de rodagem de segunda categoria, frequentemente tumultuada (como toda a cidade) por um tráfego desordenado e infernal.

João Ubaldo Ribeiro me confessou que não vai mais à Bahia porque não há mais ruas para andar. Acha que a cidade ficou intransitável.

Salvador não é mais uma cidade para pedestres.

Não espanta que o Tribunal de Contas tenha rejeitado, unanimemente, as contas de João Henrique. Em suma, o prefeito, do qual tanto se esperava como liderança política nova, paga hoje o preço de ter eliminado da sua convivência elementos que foram decisivos para a sua condução ao poder e seriam relevantes, sem dúvida, para o seu desempenho. Mal dirigida, a nau municipal afunda, com a cidade levada no torvelinho do caos urbano e da falta de planejamento.

JC Teixeira Gomes é Jornalista, membro da Academia de Letras da Bahia. Artigo publicado originalmente no jornal A Tarde

DEU NO BLOG DO TOM ( Editado pelo músico baiano Tom Tavares)

A votação foi simbólica, ou seja, do tipo em que o congressista não declara seu voto. Quem preside (o Companheiro Sarney) diz: “Aqueles que aprovam, permaneçam como estão.” Somente os que se opõem ao projeto se manifestam, levantando o braço. Desta forma, fez-se o levantamento acerca dos votos dos digníssimos (?) representantes da nossa Bahia. TRINTA dos nossos deputados federais presentes votaram a favor do assalto aos cofres públicos, engordando os seus (im)próprios bolsos. Apenas NOVE votaram contra, ou não estavam presentes.

Eis as duas listas:

VOTARAM A FAVOR DO REQUERIMENTO

Alice Portugal PCdoB Sim

Antonio Carlos Magalhães Neto DEM Sim

Claudio Cajado DEM Sim

Colbert Martins PMDB Sim

Daniel Almeida PCdoB Sim

Edson Duarte PV Sim

Fábio Souto DEM Sim

Félix Mendonça DEM Sim

Geraldo Simões PT Sim

João Carlos Bacelar PR Sim

João Leão PP Sim

Jorge Khoury DEM Sim

José Carlos Aleluia DEM Sim

José Carlos Araújo PDT Sim

José Rocha PR Sim

Luiz Alberto PT Sim

Márcio Marinho PRB Sim

Marcos Medrado PDT Sim

Mário Negromonte PP Sim

Maurício Trindade PR Sim

Nelson Pellegrino PT Sim

Paulo Magalhães DEM Sim

Roberto Britto PP Sim

Sérgio Barradas Carneiro PT Sim

Sérgio Brito PSC Sim

Severiano Alves PMDB Sim

Uldurico Pinto PHS Sim

Veloso PMDB PmdbPtc Sim

Walter Pinheiro PT Sim

Zezéu Ribeiro PT Sim


VOTARAM CONTRA OU NÃO ESTAVAM PRESENTES

Geddel Vieira Lima (PMDB)

João Almeida (PSDB)

Jutahy Magalhães Junior (PSDB)

Lídice da Mata (PSB)

Luiz Bassuma (PV) – Não

Luiz Carreira (PFL)

Marcelo Guimarães Filho (PFL)

Márcio Marinho (PRB)

Tonha Magalhães (PFL)

Pages: 1 2 3 4 5 6 7 ... 21 22

  • Arquivos

  • dezembro 2010
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031