=======================================================
Composição: Geraldo Vandré e Carlos Lyra

Quem quiser encontrar o amor
Vai ter que sofrer
Vai ter que chorar
Amor assim não é amor,
É sonho, é ilusão
Pedindo tantas coisas
Que não são do coração.
Quem quiser encontrar o amor
Vai ter que sofrer
E ter que chorar.
Amor que pede amor
Somente amor
Há de chegar
Pra gente que acredita
E não se cansa de esperar
Feliz então sorrindo
Minha gente vai cantar
Tristeza vai ter fim
Felicidade vai ficar.
Quem quiser encontrar o amor
Vai ter que esperar
Vai ter que esperar.

BOA NOITE!!!

Be Sociable, Share!

Comentários

Marco Lino on 21 dezembro, 2010 at 12:37 #

Aqui, Dom Raulzito fala de um amor menos idealizado, mais carnal, mais Eros, menos Ágape, mais pop, mais moderno, com mais liberdade, com menos contratos, etc, etc, etc. Enfim, a cara do Maluco Beleza baiano.

A Maçã…
http://www.youtube.com/watch?v=8RkiPQELqNI

Medo da Chuva…
http://www.youtube.com/watch?v=fDifSGwNpo0

O que eu quero se te privo do que mais venero?! Pergunta desconcertante que a gente deveria fazer quando o velho ciúme quisesse perturbar-nos com um egoísmo infanto-juvenil.


Mariana Soares on 23 dezembro, 2010 at 8:57 #

O que está acontecendo com o nosso BP? Sinto falta de sua atualização diária e desse encontro com a noticia, a cultura e a poesia, receita desse nosso Blog ímpar.


regina on 23 dezembro, 2010 at 13:19 #

Feliz Natal & Prospero Ano Novo

Ouvimos essa expressão repetida muitas e muitas vezes durante essa data de festejos de fim de ano, e é sempre bom escuta-la ,e ocasionalmente, refletir no seu significado… O Natal, nascimento, sentido de algo novo, iluminando o caminho, trazendo bons augúrios, festejos, celebrações do que já foi e do que virá. Prosperidade, o que desejamos nas nossas vidas aqui no mundo, que tudo prossiga, aumente, melhore, aprimore e se transforme.

Com esses princípios em mente, venho trazer o meu abraço, amigo, caloroso, abrangente e acolhedor a todos os amigos aqui feitos no BP. São tantos e tão distintos e, cada qual com seu cada qual, em medidas de sabedoria, ironia, humor, sentimentalismo, fraternidade e confraternização, sem faltar a contestação, em medidas certas, que adoçam e apimentam esse vatapá que se faz na Bahia, mas que se saboreia em qualquer parte do mundo.

Vitor Hugo, o Sr. Editor desse blog, é meu dileto irmão, por isso sou um pouco suspeita de falar sobre suas inúmeras qualidades, que, tenho certeza, vocês já descobriram e admiram, tanto quanto eu, só me resta o pedido e o desejo imenso de que nunca se canse, juntamente com sua equipe, de nos brindar esse espaço cibernético que traduz realidade.

Eu, sou a filha desgarrada, que vive a milhares de milhas do solo onde nasceu, mas, que nunca o perdeu de vista e por ele se orienta com a régua e o compasso que trouxe da lá… Daqui mando esse abraço que comecei a descrever no principio e que agora fecho e arrocho!!!!!!!!

Regina

Aqui a musiquinha de Natal que cantava aí e que traduz, para mim, o meu Brasil.

http://www.youtube.com/watch?v=8wpovHCGGuo&feature=player_embedded


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • dezembro 2010
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031