======================================================
O cineasta norte-americano Blake Edwards, famoso por Bonequinha de Luxo (1961) e a comédia A Pantera Cor-de-Rosa (1963), morreu ontem, aos 88 anos, vítima de complicações decorrentes de uma pneumonia.

Edwards, que ganhou um Oscar especial em 2004, pelo conjunto da obra, em 1982 foi indicado a uma estatueta de melhor roteiro adaptado por Victor ou Victoria.

O diretor ficou conhecido primeiro por seus trabalhos na TV, como a série Peter Gunn. O primeiro sucesso nos cinemas foi Bonequinha de Luxo, estrelado por Audrey Hepburn. Seu último trabalho foi O Filho da Pantera Cor-de-Rosa, de 1993, com Roberto Benigni (A Vida É Bela) assumindo o papel do inspetor Clouseau.

Depois do suicídio do mestre da comédia à italiana, Mario Monicelli, há menos de 20 dias, em Roma, nada mais trágico para a comédia no cinema, que a partida agora de Blake Edwards. Como pode o riso sobreviver a dois golpes tão demolidores, quase ao mesmo tempo?

BOA NOITE!!!

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações do Blogbar do Fontana, Destak e agências internacionais).

======================================================

Assange na Time:”quer saber um segredo?”

======================================================

Os leitores da revista “Time” elegeram, com larga maioria, Julian Assange como “personalidade do ano”. Contudo, os editores da publicação optaram por considerar o criador do Facebook, Mark Zuckerberg, o vencedor do título, “por colocar em contacto mais de 500 milhões de pessoas e mudar a forma como vivemos”. A escolha não escapou à polémica.

(Informações do Diário de Notícias, de Portugal)

Segundo os resultados da votação dos leitores, Mark Zuckerberg teve cerca de 18 mil votos, ficando colocado no 10.º lugar do “ranking”. Já Julian Assange, fundador do Wikileaks, obteve cerca de 382 mil votos, destacando-se no 1.º lugar.

A “Time” defende a sua opção editorial como um exercício de “jornalismo democrático e interativo”. Assim, elegeram Julian Assange como “personalidade (não grata) do ano”.

O criador do portal Wikileaks surge, a preto e branco, na capa da revista com a boca amordaçada por uma bandeira norte-americana a cores. Ao lado, o título de capa: “Quer saber um segredo?”.

Entre Assange e Zuckerberg, no “ranking” dos leitores da “Time” figuravam personalidades como Lady Gaga, Barack Obama e os mineiros chilenos.

dez
16


========================================================
Boa Tarde, Bahia! Samba Brasil e o mundo inteiro!

(VHS)

Deu no site do blogueiro baiano Chico Bruno:

================================================

Direto da Varanda: Chico Bruno

As entrelinhas de Lula

O presidente Lula fez uma grande pajelança para registrar em cartório os feitos e os não feitos de seus dois mandatos.

São seis livros com 2.200 páginas e um livro-resumo com 310 páginas.

A pajelança rendeu uma grande repercussão nos telejornais.

O fato mais significativo foi à presença da ex-ministra Marina Silva, que passou o tempo fazendo anotações em uma folha de papel sobre o evento.

O repórter-fotográfico Lula Marques, da Folha de São Paulo, esperto como sempre, não perdeu tempo e registrou as anotações de Marina.

Josias de Souza levou ao seu blog a fotografia.

A anotação mais relevante descreve o sentimento de Marina sobre a presença da presidenta eleita Dilma Rousseff no evento:

“Dilma a maior parte do tempo olhava para um lugar que parecia não estar ali”.

Acompanhei a cerimônia pela TV estatal e concordo com a avaliação de Marina.

As feições de Dilma, durante a pajelança, acusavam que ela estava fisicamente presente, mas com o pensamento distante.

Aliás, ela não parecia estar satisfeita em fazer parte daquela encenação.

Talvez, por ter mais o que fazer, do que ficar ali ouvindo aquela conversa fiada.

Realmente, Dilma tem muito que fazer, ao contrário de Lula que não tem mais o que fazer, a não ser jogar confete em si.

Dilma está tendo muitos problemas para fechar o ministério, tanto que anda calada, sorumbática e preocupada com o que vai enfrentar a partir de 1º de janeiro.

Um pica-pau, dos mais bem informados do Distrito Federal, confidenciou que Dilma anda incomodada com o desempenho espaçoso de Lula.

Tudo bem que Lula a escolheu para sucedê-lo e a elegeu, mas tudo tem limite.

Neste mês de dezembro, Lula poderia ser mais comedido em suas manifestações, mas ao contrário ele está ultrapassando todos os limites do bom senso.

Lula age como se Dilma não existisse, apesar de citá-la sempre.

É que as citações de Lula sobre Dilma soam como se ele a estivesse colocando em uma camisa de força.

Lula insiste em afirmar que está deixando para Dilma uma herança bendita, o que deixa nas entrelinhas a idéia de que se alguma coisa sair dos trilhos será por culpa da futura presidenta.

Quem se fixa nas palavras de Lula tem a certeza dessa leitura.

Na cerimônia em que recebeu o título de “Brasileiro do Ano” conferido pela revista ISTOÉ, Dilma foi instada a falar.

– “Olharei para todos sem nenhuma distinção em relação a sua procedência política, visão de mundo, crença religiosa ou seu time de futebol.”

Com isso, Dilma mandou um recado.

Ela se compromete assumir a presidência da República sem discriminar os políticos de oposição, ao contrário de Lula que anda festejando e tripudiando a não reeleição de vários opositores.

Com certeza, Dilma torce para que Lula tire longas férias com D. Marisa longe dos palcos brasileiros.

Só assim ela poderá alçar vôo.

dez
16
Posted on 16-12-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 16-12-2010

DEU NO TSF ( LISBOA)

O recurso contra a liberdade condicional do fundador do WikiLeaks foi rejeitado por um juiz, mas agora terá de ser paga uma caução de 236 mil euros para Julian Assange sair da detenção em Londres.

O juiz Duncan Ouseley decidiu rejeitar o argumento de risco de fuga apresentado pelo Ministério Público britânico, que representa as autoridades suecas no tribunal.

Uma nova razão invocada esta quinta-feira no Tribunal Superior é que o esquadrão de polícia mais próximo da morada oferecida para Assange ficar nos próximos dias estará fechado durante vários dias no período de Natal.

A casa, uma residência de campo com 10 quartos e uma propriedade em redor com 2,4 quilómetros quadrados, fica perto de Bungay, no oeste de Inglaterra, a cerca de 200 quilómetros de Londres.

Foi oferecida por Vaughan Smith, um jornalista e antigo militar, cujo clube de jornalistas em Londres também abrigou o australiano antes da detenção, há nove dias.

O australiano, de 39 anos, foi detido a 07 de Dezembro no âmbito de um mandado de captura europeu emitido pelas autoridades suecas, sob a acusação de um ato de coerção, dois atos de agressão sexual e um de violação, que teriam sido cometidos em Agosto.

João: semelhanças com Itamar

===================================================

OPINIÃO POLÍTICA

O prefeito e o futuro

Ivan de Carvalho

A movimentação política do prefeito João Henrique, do PMDB, em direção ao Partido Verde, com a disposição abortada de criar uma Secretaria de Meio Ambiente, trouxe momentaneamente à frente da cena política baiana o possível futuro político do atual chefe do governo municipal.

O prefeito, que terminará em 2012 o seu segundo mandato no cargo, está procurando viabilizar um novo caminho político para 2014. É que nas eleições municipais, não podendo mais pleitear nova reeleição e não fazendo o menor sentido voltar ao início de sua carreira política, disputando mandato de vereador, ele terá de abster-se de concorrer.

Mas 2014 é outra coisa. E como está, na prática, e até por opção própria, sem relações políticas com o deputado e ex-ministro Geddel Vieira Lima, que controla o PMDB, o prefeito João Henrique busca outra legenda. Não precisaria trocar de legenda imediatamente, podendo fazer isto somente quando deixar o cargo, em 31 de dezembro de 2012.

A primeira legenda que lhe atraiu a atenção foi a do PV. Um partido light, simpático, com um desempenho surpreendentemente bom nas eleições presidenciais, por meio da candidatura de Marina Silva. Daí a idéia de criar a Secretaria do Meio Ambiente, uma espécie de passaporte dele para a possível futura legenda.

Mas a situação financeira da prefeitura é crítica e a criação de uma nova secretaria poderia ser, neste contexto, explorada por adversários e mal vista pela opinião pública. O prefeito, em toda sua carreira política, sempre deu a maior importância à opinião pública e, portanto, à sua própria imagem política. Daí a desistência quanto à criação dessa secretaria-isca para o PV.

Pessoas que não fazem muito boa avaliação da habilidade política do prefeito João Henrique às vezes o comparam ao ex-presidente Itamar Franco, ao qual se atribui a “competência” de fazer tudo errado e no fim tudo dar certo. Difícil é saber se têm ou não razão, mas o fato é que, até aqui, as coisas acabam saindo certo para João Henrique. O último grande ato foi, como a Fênix, o ressurgir das cinzas da impopularidade e da rejeição para a vitória espetacular na disputa pela reeleição.

Mas depois disso episódios menos vistosos já aconteceram, como a jogada de mestre da escolha do deputado estadual e dirigente partidário João Carlos Bacelar para a Secretaria Municipal da Educação, com o que atraiu o PTN e conseguiu formar, na Assembléia Legislativa, um bloco que lhe permite a indicação da deputada Maria Luiza Carneiro para a Mesa Diretora e, ao mesmo tempo, lançar uma ponte política para aproximar-se do governo Jaques Wagner. “Uma jogada de mestre. Será que foi pensada ou simplesmente aconteceu?”, indagava-se esta semana, entre fascinado e intrigado, um competente e experimentado articulador político.

Bem, voltando ao principal, o prefeito é também, na avaliação de alguns, um “visionário”. Ele estará pensando, talvez, ao menos como hipótese, numa candidatura a governador. Note-se que, no momento, as oposições têm nomes “possíveis” para desafiar o candidato oficial a governador em 2014, mas não tem o que se possa considerar um candidato “natural”.

Então, o prefeito pode estar pensando em incluir-se. Como poderá estar pensando na hipótese de uma candidatura a senador, sem excluir, claro, o que parece mais provável, a candidatura a deputado federal, o que apresenta certos problemas: ele disputaria uma cadeira na Câmara dos Deputados, com sua mulher Maria Luiza buscando a reeleição para a Assembléia e seu irmão, Sérgio Carneiro, deputado federal não reeleito, tentando reconquistar um mandato de deputado

dez
16
Posted on 16-12-2010
Filed Under (Charges) by vitor on 16-12-2010


=======================================================
Dálcio, no Diário do Povo (Campinas)

O empresário Nenê Constantino, pai de Constantino de Oliveira Júnior, presidente da companhia aérea Gol, foi preso na tarde de quarta-feira sob a acusação de ter mandado matar o genro Eduardo Queiroz, em 2008.

Ele participava da audiência de instrução de outro caso no Tribunal de Júri de Taguatinga, a cerca de 20 km de Brasília (DF), quando saiu a decisão da Justiça. Cercado por jornalistas, Constantino saiu do Fórum e foi levado de carro ao Instituto Médico Legal (IML) e, em seguida, ao Departamento de Polícia Especializada.

Segundo informações da assessoria de imprensa da Gol, Constantino foi integrante do conselho da companhia em 2001, mas, atualmente, não exercia nenhum tipo de participação na administração da empresa.

Constantino é réu também no processo sobre a morte do líder comunitário Márcio Leonardo de Sousa Brito. De acordo com informações do Tribuanl de Justiça do DF, a motivação do crime, segundo a denúncia, é que a vítima morava em uma invasão ao lado de uma das empresas dele e se recusava a deixar o local, por isso, o empresário teria dado ordem para que ele fosse executado.

A previsão inicial é que fossem ouvidas tanto as testemunhas de acusação quanto as de defesa neste caso. No entanto, os advogados de Constantino entraram com pedido junto ao TJ para que as testemunhas de defesa fossem ouvidas separadamente. O pedido foi aceito e os interrogatórios agendados para o dia 1º de março de 2011.

Os outros acusados por este crime são João Alcides Miranda, João Marques Dos Santos, Victor Bethonico Foresti e Vanderlei Batista Silva. A audiência começou por volta das 9h de quarta-feira e prosseguiu, segundo o TJ, até a noite. Até por volta das 19h apenas uma testemunha havia sido ouvida.

(Informações do IG)

  • Arquivos

  • dezembro 2010
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031