dez
15


===================================================
Cantora: Nora Ney (1922 – 2003)
Música : Menino Grande (Versão 2)
Álbum: Canta Nora Ney
Faixa: 03
Ano: 1955

Eu gosto tanto do carinho que ele me faz
Faz tanto bem o beijo que ele me traz

As horas passam
Ligeiras, felizes
Sem a gente sentir
Ele está ao meu lado
Com o corpo cansado
Precisa dormir

Dorme, menino grande, que eu estou perto de ti
Sonha o que bem quiseres, que eu não sairei daqui
Oh, vento não faz barulho, meu amor está dormindo
E o mar não bata com força, porque ele está dormindo

(Dorme, menino grande, que eu estou perto de ti
Sonha o que bem quiseres, que eu não sairei daqui
Oh, vento não faz barulho, meu amor está dormindo
E o mar não bata com força, porque ele está dormindo)

Dorme, menino grande, que eu estou perto de ti
Sonha o que bem quiseres, que eu não sairei daqui
================================
BOA NOITE!!!

DEU NO COMINIQUE-SE

Izabela Vasconcelos

Os veículos de comunicação e programas jornalísticos brasileiros têm ganhado destaque na web e nove deles já encabeçam a lista dos 1000 perfis mais seguidos do Twitter no mundo.

O programa Fantástico, com a 124ª posição, aparece na frente dos perfis do Wall Street Journal (WSJ) e do WikiLeaks, por exemplo.

Fantástico, Rede Globo, revista Capricho, Portal MTV, G1, rádio Jovem Pan FM e GloboEsporte.com superam o número de seguidores da agência internacional Reuters e do jornal britânico Financial Times. Juntos, os nove perfis brasileiros que aparecem entre os top 1000, somam mais de 5 milhões de seguidores. No entanto, nenhum jornal brasileiro aparece na lista, apenas revistas, portais, uma emissora de TV e uma de rádio.

Confira a lista:

dez
15

Deu no Zero Hora (RGS)

O balanço de oito anos de governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva já está disponível na internet, em dois endereços eletrônicos anunciados hoje pelo ministro da Comunicação Social, Franklin Martins, durante cerimônia para registrar em cartório os resultados da gestão de Lula.

A avaliação traz resultados de ações adotadas pelo governo nas áreas econômica, social, de política externa e combate à corrupção.

(Com informações da Agência Brasil)

dez
15
Posted on 15-12-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 15-12-2010

Mamika: heroina em livro aos 90

==================================================
DEU NO UOL

O fotógrafo Sacha Goldberger transformou a avó de 90 anos, Frederika, em super-heroína no livro “Mamika – Pequena-Grande Avó”.

Francês de origem húngara, Goldberger chama a avó de Mamika, ou “mãezinha” em húngaro, e diz que o livro pretende tratar de maneira divertida os problemas enfrentados por idosos, como as dificuldades físicas e a solidão.

“Sou muito próximo de minha avó. Como vivo com ela, é como se vivesse os mesmo problemas que ela tem, na sua idade”, disse o fotógrafo à BBC.

Além da série “supermamika”, Goldberger mostrou a avó como uma lutadora de boxe, uma banhista e uma dona de casa atrapalhada, que usa o cachorro para limpar os vidros.

“A supermamika voando foi o mais difícil de fazer com uma senhora de 90 anos. Eu fiquei um pouco envergonhado de pedir isso a ela, mas a imagem é fantástica”, contou Goldberger.

Segundo o autor, a ideia do livro nasceu em 2006, quando Frederika entrou em depressão após a “solidão imposta” pela aposentadoria. Ela trabalhou até os 80 anos.

Goldberger queria criar uma página de internet para suas fotos e achou que a avó seria a modelo ideal para apresentar seu trabalho.

“Eu não a escolhi. As fotos existem porque ela me inspira. Sem ela eu não conseguiria ter feito tudo isso”, diz.

O trabalho durou quatro anos, e Goldberger pensa em fazer um novo livro. A nova série pode trazer, além de Frederika, seu avô.

Ilma Figueredo: “hipocrisia” do parlamento

=================================================
A eurodeputada comunista portuguesa Ilda Figueiredo disse esta quarta-feira «respeitar» a decisão das autoridades cubanas de não permitirem a viagem do dissidente Guillermo Fariñas a Estrasburgo para receber o Prémio Sakharov, cuja atribuição considerou uma «hipocrisia» do Parlamento Europeu.

A cerimónia de entrega do prémio Sakharov teve lugar hoje no em Estrasburgo, com uma cadeira vazia no local da cerimônia, apenas ocupada por uma bandeira cubana, dado o governo cubano não ter permitido o deslocamento de Fariñas, que no entanto enviou uma mensagem previamente gravada, escutada pelos eurodeputados.

«É uma posição do governo cubano que, enfim, eu respeito e não tenho que tomar posição», acabou por dizer a deputada eleita pela CDU, após insistentes questões, às quais foi respondendo preferindo vincular sua discordância com a atribuição do prémio, «pela terceira vez» contra Cuba, no que considerou uma «hipocrisia» do Parlamento Europeu.

Ilda Figueiredo disse não ter que «concordar ou discordar com a posição do governo cubano», sublinhando antes que discorda com a opção do Parlamento Europeu que, «ao tomar por três vezes uma posição contra Cuba, de fato o que quer é desviar a atenção» e «não enfrentar Israel ou os Estados Unidos».

«Estou de acordo com uma posição que discorda desta atribuição do prémio Sakharov, em medida que tínhamos outros candidatos que, aqui bem mais perto, enfrentavam esta situação de não cumprimento dos direitos humanos», disse, referindo-se designadamente a uma organização não-governamental israelita que denuncia a ocupação dos territórios palestinos.

Esta é a terceira vez em menos de dez anos que o prêmio foi atribuído a um indivíduo ou organização contra o regime cubano, depois do opositor Oswaldo Paya Sardinas em 2002 e das Damas de Branco, movimento de que reúne as mulheres e familiares de dissidente detidos, em 2005.

(Deu no jornal SOL, de Lisboa, com informações da agência europeia LUSA)

dez
15
Posted on 15-12-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 15-12-2010

Dilma:muitas ministras e pouco poder

==================================================
Merece destaque neste espaço principal de opinião do Bahia em Pauta, o comentário feito pelo poeta Luiz Alfredo Motta Fontana, editor do Blogbar do Fontana, a propósito da nota sobre o recorde de mulheres na composição do ministério do governo Dilma. Saque, conteúdo e texto primorosos em uma mesma nota . Confira.

(Vitor hugo Soares)

===================================================

Governo machista

Provocação?

Pode até parecer, mas…

Dona Dilma, ao alocar mulheres em pastas tão desconcertantes como Pesca, ou secundárias como Desenvolvimento Agrário, ou mesms historicamente esvaziadas, como Planejamento, dá o tom de seu Governo, pode ser até rosa, mas esmaecido.

Já a Casa Civil que a projetou, o Banco Central que efetivamente comanda a Economia, Minas e Energia, o “fura-poço”, Economia, ou mesmo os sociais que importam, Saúde, Trabalho, Educação, pertinem aos varões assinalados.

Adicone-se neste sentido, que a guarda e serventia pessoal, assim como a tripulação do Aerolula, ou quem sabe do tal Aerodilma, pelo noticiado, estes sim, terão presença feminina assegurada e incrementada.

Governo Machista?

Ou não?

Luiz Fontana, editor do Blogbar do Fontana: http://fontanablog.blogspot.com/

dez
15
Posted on 15-12-2010
Filed Under (Charges) by vitor on 15-12-2010


================================================
Pelicano, no Bom Dia (SP)

dez
15
Posted on 15-12-2010
Filed Under (Artigos, Ivan) by vitor on 15-12-2010


Luiza Barrios: elo entre Bahia e Rio Grande do Sul

=====================================================

OPINIÃO POLÍTICA

Bahia e Ministério

Ivan de Carvalho

O governador Jaques Wagner não diria uma coisa dessas de maneira assim ostensiva, mas a julgar pelo que se sabia até ontem sobre as escolhas certas ou prováveis da presidente eleita para compor seu Ministério, ele não pode estar muito feliz.
A sucessora de Lula o consultou sobre as três pessoas ligadas à Bahia que podem integrar a equipe ministerial, como o próprio governador disse ontem. Claro que ele disse que achava “ótimo” todas três: sua secretária estadual Luiza Barrios para o Ministério da Igualdade Racial, Lúcia Falcón, para o Ministério do Desenvolvimento Agrário e o deputado Mário Negromonte para o Ministério das Cidades.
Mas o que o governador Wagner não explicitou na entrevista foi que, se a presidente eleita pediu sua opinião sobre aquelas três pessoas, até aqui – ou melhor, até ontem, no momento da entrevista – não lhe pediu para indicar ou sugerir um nome para a equipe ministerial.
Vale, assim, analisar, ainda que ligeiramente, o quadro “baiano” no Ministério, até aqui. Luiza Barrios foi idéia de Dilma Rousseff, que a conheceu como colega de secretariado no governo de Olívio Dutra, no Rio Grande do Sul. Mulher, negra, há tempo residindo na Bahia (o Estado com maior percentual de população negra do Brasil), Dilma lembrou dela para a Igualdade Racial. E está no secretariado do governo Wagner, de modo que não deixa de ser uma gentileza com este.
Mas, politicamente, a que serve a Wagner ter nesse ministério uma pessoa ligada à Bahia e pinçada do seu secretariado? Qual é o orçamento desse ministério, o que a Bahia poderá ganhar com ele e qual o peso político que tem? Estou certo de que o leitor não precisa que sejam dadas aqui as respostas.
Quanto a Lúcia Falcón, nasceu na Bahia. Seu irmão Pery Falcón é uma das lideranças da seção estadual do PT, que já presidiu, bem como foi presidente estadual da Central Única dos Trabalhadores, a CUT. Mas Lúcia, que militou com Wagner no Sindiquímica (como ele próprio lembrou ontem), não faz política na Bahia e nem é do PT. Está vinculada ao PC do B e trabalha com o governador reeleito de Sergipe, Marcelo Deda, deste mesmo partido.
Finalmente, o deputado Mário Negromonte, o nome para o importante Ministério de Cidades, foi uma indicação do PP. Como ao governador Wagner foi perguntado o que acha a respeito e ele achou ótimo, pode-se dizer que, embora indicado pelo PP logo depois das eleições, Negromonte vai para o Ministério com o aval de Wagner – da mesma maneira que aconteceu com Geddel Vieira Lima, quando foi para o Ministério da Integração Nacional por indicação “do PMDB da Câmara”, mas com o aval e até uma visita protocolar do então futuro ministro e do então governador eleito ao presidente Lula.
Bem, o governador diz que não vai “ficar” nisso de indicar ministros – embora ressalvando que é claro que gostaria de indicar ministros – pois, afinal, tem canal direto com a presidente eleita Dilma Rousseff, de quem é amigo. E assim pode conversar com ela diretamente sobre obras e recursos para a Bahia. Interessante o governador assinalar que, se o PT do Nordeste se julgar mal aquinhoado no Ministério, então deve queixar-se, não a Dilma, mas ao PT nacional.
Quanto a Dilma, a julgar pelo que aconteceu até ontem, talvez esteja raciocinando que o PT da Bahia já tem a presidência da Petrobrás, com Sérgio Gabrielli, e que a Bahia tem também o Ministério de Cidades, por indicação do PP, que integra a base política do governo de Wagner. Assim, tanto a Bahia quanto seu governador estariam atendidos.
Como diria Millor Fernandes, livre pensar é só pensar.

  • Arquivos

  • dezembro 2010
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031