nov
30
Posted on 30-11-2010
Filed Under (Multimídia) by vitor on 30-11-2010


======================================================
Mariza canta o fado Chuva no Concerto em Lisboa, junho de 2007.

BOA NOITE!!!

(vhs)

nov
30
Posted on 30-11-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 30-11-2010

A agência de classificação de risco financeiro Standard&Poor’s coloca sob vigilância nesta quarta-feira a qualificação da dívida de Portugal, a curto e longo prazo. A informação de última hora é do portal português TSF e já é manchete nos principais jornais de Lisboa em suas edições online.

Segundo TSF, em comunicado a agência alerta para o risco crescente da solvência do Estado português.

Portugal tem uma qualificação de ‘A-‘ para a dívida de longo prazo e de ‘A-2’ para a de curto prazo.

A Standard & Poor’s anunciou que vai ver se, nos próximos três meses, os dirigentes de Lisboa recorrem à ajuda externa e se avança o plano governamental para equilibrar o déficit orçamentario.

A agência de risco já baixou a nota atribuída a Portugal, em Abril, em dois níveis, antes do Governo ter apresentado em Bruxelas o seu segundo programa de consolidação orçamental, que prevê a redução do défice em 2010 para 7,3 por cento.

nov
30

Valadares: Sergipe ganha Turismo

=====================================================
DEU NO IG

O senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) foi convidado pela presidenta eleita Dilma Rousseff para assumir o Ministério do Turismo no lugar de Luiz Barreto, ligado ao PT de São Paulo. O convite teria sido intermediado pelo ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, em conversa no início da tarde desta terça-feira.

Num primeiro momento, Valadares foi cotado para ficar com o novo Ministério da Micro e Pequena Empresa, promessa de campanha de Dilma. Ele, porém, rechaçou a proposta para esta vaga. Segundo fontes do partido, ele teria dito ao presidente do PSB que “não queria ser uma rainha da Inglaterra” e, a depender do ministério, prefere ficar no Senado. O Turismo então, passou a ser opção para Valadares, transformando o assessor de Dilma Alessandro Teixeira em alternativa para ficar com a pasta de Micro e Pequena Empresa.

Valadares confirmou ao iG que esteve com Padilha hoje, embora tenha investido na tese de que foi tratar de emendas da bancada de Sergipe.”Estive com Padilha porque sou coordenador da bancada de Sergipe. Fui levar para ele a relação das emendas que ainda não foi empenhadas”, disse ele. Valadares disse que não tratou do assunto de ministério com Padilha. “Assunto de ministério está sendo tratado pelo Eduardo Campos”, afirmou. Padilha também negou que tenha falado sobre montagem de governo com Valadares.

O principal objetivo com a possível indicação de Valadares no Turismo é dar uma cadeira no Senado para o presidente do PT, José Eduardo Dutra. Ele é o primeiro suplente do senador do PSB. Com ida de Valadares para o ministério, Dutra fica com o lugar do socialista na Casa.

As articulações nesse sentido foram evidenciadas no mês passado, em entrevista concedida por Dutra ao iG. Mas, desde o início das negociações, o PSB deixou claro que uma indicação de Valadares teria de ser contabilizada na cota do PT, já que a operação teria Dutra e seu partido como beneficiários.

O presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, negocia a ampliação da participação do partido no governo Dilma. Ele elegeu como prioridade ficar com a pasta das Cidades, mas deve emplacar Fernando Bezerra na Integração Nacional.

Coordenador da campanha petista, Dutra forma o trio chamado por Dilma de “os três porquinhos”, composto ainda por Antonio Palocci, confirmado como ministro da Casa Civil, e José Eduardo Cardozo, cotado para assumir o ministério da Justiça.

Outras pastas

Para compensar o PT paulista, que perderá com a saída de Luiz Barreto do Turismo, Dilma articula a nomeação do deputado Vicente de Paula e Silva, o Vicentinho (PT-SP), para a pasta da Igualdade Racial. Ex-presidente da Central Única dos Trabalhadores, Vicentinho pertence à corrente majoritária petista Construindo Um Novo Brasil (CNB). Ele também histórico em defesa do movimento negro no País.

Como o iG informou mais cedo, Dilma acelerou a formação do governo. Hoje também foi feito o convite para Paulo Bernardo assumir o ministério das Comunicações. A nomeação precisa ser negociada com o PMDB do Senado, dono da pasta nos últimos cinco anos.

Para compensar a perda das Comunicações, o PT estuda entregar a pasta das Cidades para o PMDB. Com isso, perde espaço o PP. Desde 2005, a pasta é comandada por Márcio Fortes, cujo principal padrinho é o senador Francisco Dornelles (PP-RJ). Ele, porém, enfrenta resistência da bancada do PP na Câmara.

Parlamentares da Comissão Mista do Orçamento do Congresso aprovou nesta terça-feira (30), entre as emendas de bancada apresentadas pelos parlamentares baianos, recursos da ordem de R$ 110 milhões para a construção de dois novos aeroportos no interior baiano.
Segundo comunicado da assessoria do deputado federal ACM Neto (DEM-BA) foram assegurados R$60 milhões para a construção do aeroporto de Barreiras, na região Oeste, e outros R$50 milhões para o de Vitória da Conquista, no Sudoeste baiano.
As duas emendas, segundo a mesma fonte, foram articuladas pelo deputado ACM Neto (DEM) com a coordenadora da bancada baiana, a deputada e senadora eleita Lídice da Mata. O democrata lembrou que, no caso da obra em Conquista, já estão assegurados para este ano R$40 milhões, fruto de uma emenda individual do senador ACM Júnior (DEM).
“São obras importantes para o desenvolvimento da infraestrutura baiana em regiões estratégicas e que podem ajudar o estado, se forem encaradas com prioridade pelos governos federal e estadual, a recuperar a sua economia, que está em queda em relação a outras unidades da Federação”, salientou ACM Neto. As emendas agora precisam ser aprovadas em plenário na sessão conjunta da Câmara e do Senado.
Mãos à obra, então.


======================================================
Carmen Cuesta Loeb, de Madrid para o mundo, uma espanhola com Bossa na voz, no violão e na veia. Curta!
======================================================
BOA TARDE!!!

(Gilson Nogueira)

nov
30
Posted on 30-11-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 30-11-2010


Juazeiro(BA): gaúchos estão de olho

========================================================

Douglas Dourado

De Juazeiro(BA)

Após estudos detalhados e uma visita de alguns dos seus diretores na região do São Francisco, o Grupo Gaucho da Casa Valduga, referencia internacional na fabricação de vinhos finos, resolveu se instalar em Juazeiro-Ba. A previsão é de que isso se dê num prazo de 6 meses, ou seja, ainda na primeira quinzena de 2.011.

Inicialmente a atividade estará voltada para fabricação de sucos e geleia de uva, posteriormente outras frutas entrarão na linha de produção inclusive fabricação de Vinho. Para os diretores gaúchos foi satisfatória a visita e a constatação do potencial de frutas do Vale.

Com o prenúncio da instalação da Valduga na cidade um velho sonho dos juazeirenses vem a tona e agora com força total que é o Vapor do Vinho, unindo o útil ao agradavel. Ou seja, duas tradições regionais, os famosos vapores que navegaram no Rio São Francisco e o já conhecido e aprovado Vinho da região do Vale.
=========================================================
Douglas Dourado, ex-radialista esportivo em Juazeiro, colabora com o Bahia em Pauta na região do Médio São Francisco.

O ex-presidente da CPI do Futebol, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR), afirma que a denúncia de que o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, teria recebido US$ 9,5 milhões de uma empresa de marketing esportivo deve ser investigada por autoridades brasileiras.

Ontem(29), o programa Panorama, da BBC, revelou que Teixeira, bem como o paraguaio Nicolas Leoz e o camaronês Issa Hayatou, teriam recebido na década de 1990 pagamentos da empresa ISL, que havia ganhado os direitos de comercialização da Copa do Mundo.

As supostas propinas estão incluídas num documento confidencial que lista 175 transferências de dinheiro, totalizando US$ 100 milhões. Os dirigentes e a Fifa não se manifestaram sobre a reportagem.

Investigações

Segundo o programa da BBC, o presidente da CBF, também responsável pela organização da Copa do Mundo de 2014, recebeu a propina por intermédio de uma empresa de fachada chamada Sanud, sediada no principado de Liechtenstein.

Em 2001, a CPI do Futebol divulgou que Teixeira tinha uma relação muito próxima com a empresa. De acordo com as investigações conduzidas à época, até julho de 2000, a Sanud transferira a título de empréstimos R$ 2,9 milhões à empresa R.L.J Participações, que tinha como acionistas Teixeira, sua ex-mulher, Lúcia Havelange Teixeira, além da própria Sanud.

A comissão afirmou que a movimentação visava unicamente transferir recursos da Sanud para o Brasil, já que o Banco Central jamais teria registrado a devolução de qualquer parte do empréstimo pela R.L.J.

A operação, assim como dezenas de outras, embasou as denúncias da comissão contra Teixeira. Os senadores o acusaram de apropriação indébita de recursos da CBF, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, evasão de divisas e desvio de recursos.

Na ocasião, Teixeira negou que tivesse transferido recursos da CBF para suas contas pessoais e afirmou que todas as operações apontadas como irregulares pela comissão haviam sido analisadas pela Receita ou pelo Banco Central.

O relatório da CPI, que contou com 13 senadores e durou 14 meses, foi aprovado por unanimidade e também acusou de irregularidades outros dirigentes, como o ex-presidente do Vasco Eurico Miranda e o ex-presidente ds Federação Paulista de Futebol Eduardo José Farah.

Com o fim da comissão, Teixeira foi indiciado pelo Ministério Público, mas os processos tramitam lentamente na Justiça. Para Álvaro Dias, a candidatura do Brasil à Copa de 2014 ajudou a travá-los, já que se acreditava que eventuais condenações a Teixeira poderiam prejudicar as aspirações do país a sediar o evento.

O senador, contudo, diz esperar que a denúncia apresentada nesta segunda-feira dê novo fôlego às investigações.

( Informações da BBC de LÇondres, UOL e agências internacionais )

nov
30
Posted on 30-11-2010
Filed Under (Charges) by vitor on 30-11-2010


=========================================================
Humberto, no Jornal do Comércio(PE)

nov
30

Fuga de bandidos no Rio:para onde/

========================================
OPINIÃO POLÍTICA

Bahia, alvo preferencial

Ivan de Carvalho

Já existe na Bahia uma organização da atividade criminosa, que pode ser considerada incipiente somente se comparada ao que acontece no Rio de Janeiro, exemplo máximo no Brasil.

A criminalidade na Bahia tem muitos segmentos, inclusive aquele mais ligado ao comércio de drogas ilegais, para o qual já existe uma estrutura razoavel.

O cidadão dependente ou viciado (é a mesma coisa) simplesmente pode dar um telefonema de sua casa e minutos depois estará recebendo, devida e discretamente embalada, a encomenda estupefaciente. O avião-motoboy faz a entrega.

Já existe uma demanda considerável nas chamadas classes alta e médias, sem contar o crack, que por ter preço tão vil quanto ele, é consumido amplamente por pessoas de quase nenhum ou mesmo nenhum poder aquisitivo.

O governo do Estado percebeu o potencial destrutivo do crack, seja por sua capacidade de viciar com apenas uma, duas ou três vezes de uso (depende um pouco da predisposição do usuário, mas não muito), seja por sua capacidade de detonar o cérebro do usuário, seja pela capacidade de levá-lo rapidamente à condição de criminoso violento.

Faz todo sentido aquela propaganda do governo de que “crack é cadeia ou caixão”, embora ela haja provocado algumas críticas de psicólogos e outros especialistas, no sentido de que extinguiria a esperança e a idéia de dependentes de abandonarem o vício. Daria antecipadamente como perdida a batalha de cada um dos vitimados por essa droga. Não vejo esse problema como um dado objetivo. No máximo, é uma manifestação de idealismo fantástico.

É que, em verdade, a população envolvida com o crack, em sua quase totalidade, não tem recursos financeiros para fazer um tratamento sério de desintoxicação, com assistência psicológica e essas coisas. E o Estados (União, Estados, Municípios, Sistema Único de Saúde) não tem clínicas de recuperação a oferecer aos dependentes.

Aliás, não tem sequer cadeia suficiente para acolher os traficantes, de modo que se poderia até (ressalvando as exceções, claro), reduzir a advertência estatal para “crack é caixão”. Assim, sem a animadora alternativa de cadeia.

Mas a organização criminosa na Bahia não se restringe à questão das drogas (sempre acompanhada, com intensidade crescente, na medida do desenvolvimento do negócio, pelo tráfico de armas). Quadrilhas de assalto a bancos, de furto ou roubo, receptação e/ou desmanche de carros, assaltos nas estradas, seqüestro, tudo isso vai ganhando progressiva e notoriamente em organização.

Chegamos a este ponto, mas não ao fim. Infelizmente. Há algumas décadas, quando o crime organizado montou suas bases no Rio de Janeiro e em São Paulo, as autoridades baianas calculavam que, se postos em grave desconforto naquelas duas cidades, a tendência dos criminosos seria a de deslocamento para a Bahia e, mais especificamente, Salvador.

Salvador, que tinha bem menos que as 3 milhões de pessoas de hoje (chegando perto de quatro quando se considera toda a região metropolitana), é a terceira cidade mais populosa do país. Metrópole com topografia semelhante à do Rio de Janeiro (partes baixas e altas alternadas), o que é um fator que favorece os bandidos, e distribuição demográfica parecida – o Rio tem favelas, Salvador tem “invasões”. Que são favelas. Para completar, Salvador e a Bahia, analisava-se – e creio que não há razão para alterar a análise, já que a geografia não mudou – situam-se no meio da costa brasileira, passagem entre Sul/Sudeste e Nordeste/Norte, com irradiação rodoviária para essas regiões e também para o Centro-Oeste, fronteira com amáveis países vizinhos que mandam ao Brasil drogas e armas. Só não temos, em relação às drogas, uma capacidade de consumo capaz de rivalizar com o Rio ou São Paulo. Mas podemos ser também um pólo distribuidor, tudo indica que temos vocação para isso.

  • Arquivos

  • novembro 2010
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930