nov
27
Postado em 27-11-2010
Arquivado em (Multimídia) por vitor em 27-11-2010 13:27


========================================================
BOA TARDE!

(Gilson Nogueira)
========================================================

Desenredo
(Dori Caymmi – Paulo César Pinheiro)

Por toda terra que passo me espanta tudo que vejo
A morte tece seu fio de vida feita ao avesso
O olhar que prende anda solto,
O olhar que solta anda preso

Mas quando chego eu me enredo
Nas tranças do teu desejo
O mundo todo marcado a ferro, fogo e desprezo
A vida é o fio do tempo, a morte é o fim do novelo

O olhar que assusta anda morto,
O olhar que avisa anda aceso
Mas quando eu chego eu me perco
Nas tramas do teu segredo

Ê, Minas, ê Minas
É hora de partir, eu vou, vou me embora prá bem longe

A cera da vela queimando, o homem fazendo seu preço
A morte que a vida anda armando,
A vida que a morte anda tendo
O olhar mais fraco anda afoito, o olhar mais forte, indefeso
Mas quando eu chego eu me enrosco nas cordas do teu cabelo

.

.

=================================================
boa tarde!!!

(Gilson Nogueira)

Be Sociable, Share!

Comentários

gilson on 27 novembro, 2010 at 20:59 #

A tabelinha musical de Edu e Dori, lembrando a genialidade da dupla Pelé e Coutinho, no imbatível Santos Futebol Clube da minha mocidade, é um verdadeiro gol de placa.
Desenredo, do grande poeta Paulo César Pinheiro, é uma composição para sempre, dessas que enfeitam a vida. Bravo!!!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2010
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930