nov
25


======================================================
Este empolgante clip musical garimpado pelo editor do Bahia em pauta no You Tube, esta acompanhado da seguinte mensagem e letra do samba imortal de Caymmi:
———————————————————————————————————————————
“Uma homenagem ao centenário do nascimento, em 9 de fevereiro de 1909, da Carmen Miranda, ícone da MPB, falecida em 5 de agosto de 1955, aos 46 anos. É ainda um tributo ao saudoso Dorival Caymmi (30/04/14 – 16/08/2008), lançado oficialmente pela Pequena Notável, e também um reconhecimento aos caricaturistas que, com arte e talento, souberam retratar tão bem esses dois imortais da nossa música.
Infelizmente desconheço os nomes dos profissionais cujas caricaturas de Caymmi – ripadas de vários sites – são usadas nesse vídeo. Assim, por respeito a arte de cada um, as assinaturas disponíveis dos autores são mantidas no vídeo. As caricaturas de Carmen, por sua vez, são todas de autoria do jornalista Luiz Fernandes, que foi amigo da artista. As cenas de Carmen na parte instrumental do vídeo são do filme “Banana da terra”, dirigido em 1939 por Braguinha, em que interpreta originalmente “O que é que a baiana tem”. As imagens foram extraídas do vídeo disponível no canal de Doni Sacramento – http://www.youtube.com/DoniSacramento
Vale lembrar que a música “A preta do Acarajé” é o lado B do disco de 78 rpm que traz o clássico “O que é que a baiana tem”, lançado no início de 1939 – faz, portanto, 70 anos. O disco é um dos mais importantes da MPB, pois foi por meio dele que Carmen conquistou o mercado internacional, ficou caracterizada pelo traje de baiana e marcou o início da carreira igualmente brilhante de Caymmi. Além dessas duas músicas, Carmen gravou outras duas do cantor e compositor: “Roda pião” (1939) e O dengo que a nega tem (1940), ano dos últimos registros musicais da artista no Brasil.

Confira a letra de “A preta do Acarajé”:

Dez horas da noite
Na rua deserta
A preta mercando
Parece um lamento
“Iê abará!”

Na sua gamela
Tem molho e cheiroso
Pimenta da Costa
Tem acarajé

Ô acarajé é cor
Ô la lá io
Vem benzer
Tá quentinho

Todo mundo gosta de acarajé
Todo mundo gosta de acarajé
Mas o trabalho que dá pra fazer é que é
Mas trabalho que dá pra fazer é que é
Todo mundo gosta de acarajé
Todo mundo gosta de acarajé
Todo mundo gosta de abará
Todo mundo gosta de abará
Mas ninguém quer saber o trabalho que dá
Ninguém quer saber o trabalho que dá
Todo mundo gosta de abará
Todo mundo gosta de abará
Todo mundo gosta de acarajé

“Iê abará!”
“Iê abará!”

Dez horas da noite
Na rua deserta
Quanto mais distante
Mais triste o lamento

Ô acarajé é cor
Ô la lá io
Vem benzer
Tá quentinho!!”

Todo mundo gosta de acarajé

——————————————————

BOA TARDE E UM FORTE VIVA ÀS BAIANAS (DO ACARAJÉ OU NÃO)

(vhs)

Be Sociable, Share!

Comentários

Monte Barios on 13 Abril, 2011 at 13:19 #

Utterly composed written content , Really enjoyed examining .


Ana Lúcia on 16 julho, 2011 at 3:55 #

Excelente blog. Eu só hoje tropeçei em seu site e queria dizer que realmente tenho apreciado ler varios artigos do seu blog. Afinal, vou estar assinando RSS Feed e espero visitar em breve novamente. Bom trabalho!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2010
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930