nov
24
Postado em 24-11-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 24-11-2010 11:43

Rio: mais um dia de tensão

========================================================

O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), afirmou na manhã desta quarta-feira, em entrevista à rádio CBN, que a onda de arrastões e incêndios de veículos na cidade e região metropolitana são “desespero de marginais”.

Cabral afirmou também que as polícias Militar e Civil “estão de prontidão” e existe um gabinete de crise, comandado pelo secretário de Segurança, José Mariano Beltrame.
“Nós temos uma equipe corajosa. Temos que manter a serenidade. Falei [com o presidente] Lula ontem duas vezes”, disse o governador.
“Há trabalho de inteligência da Polícia Civil junto com a Polícia Federal, Forças Armadas e a Polícia Rodoviária Federal”, acrescentou.

A pacificação das favelas no Rio vai continuar, disse ainda. Uma das explicações para as ações de criminosos no Rio é a revolta de bandidos contra a implantação das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) em comunidades até então dominadas pelo narcotráfico.
“Não vão nos inibir. Semana que vem vamos dar posse à UPP do Morro dos Macacos. Vamos prosseguir no trabalho de pacificação de diversas comunidades”, disse o governador. Segundo ele, até 2014 todas as áreas estarão pacificadas.

“Essa ação [de bandidos] que está ocorrendo na região metropolitana do Rio não é de ameaça, mas de desespero da marginalidade porque há retomada de territórios [nas comunidades]”, disse Cabral.
Questionado por ouvintes da CBN sobre por que ainda não pediu ajuda às Forças Armadas e à Força Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça, Cabral disse que não quer promover ações espetaculares.

“Temos um trabalho permanente com as Forças Armadas, o que nós não fazemos é pirotecnia. Não há solução mágica”, afirmou o governador que pediu “serenidade e muita tranquilidade à população” do Rio.

“Tudo que o marginal quer é provocar o pânico”, disse. No fim da entrevista, Cabral ressaltou que polícia iria para o confronto. “Não tem acordo [com marginais]. Não tem paz falsa”.
Novos ataques

Segundo o portal UOL, o Corpo de Bombeiros informou que outros dois veículos –um ônibus e uma van– foram incendiados por volta das 9h desta quarta-feira no Rio de Janeiro, ambos em Santa Cruz, zona oeste da cidade. Mais cedo, um carro e um ônibus também tinham sido queimados. Com mais esses ataques, o Rio registra pelo menos 16 veículos incendiados entre a noite de terça (23) e manhã desta quarta.

O novo incêndio de ônibus foi registrado na rua Felipe Cardoso, próximo ao conjunto habitacional conhecido como Cesarão. Criminosos atearam fogo também em uma van na estrada Urucânia. Segundo o Corpo de Bombeiros, quatro passageiros da van ficaram feridos. Equipes de resgate foram para o local.

(Informações dos portais uol, ig e agência Reuters)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2010
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930