Tiririca, tranquilo, chega para teste no TRE-SP/IG

=========================================================
Campeão nacional de votos por São Paulo em outubro de 2010, o deputado federal eleito Francisco Everardo Oliveira Silva, mais conhecido como o comediante Tiririca, afastou esta quinta feira mais uma pedra do caminho antes de aportar democraticamente no Congresso Nacional, em Brasília.

Falta ainda a decisão final do juiz, mas aparentemente Tiririca conseguiu tirar de letra a prova pela qual foi obrigado a passar: escreveu o ditado a que foi submetido no processo que corre na Justiça Eleitoral de São Paulo. Conseguiu igualmente ler em voz alta as manchetes de jornais que foram apresentadas a ele pelos julgadores.

Segundo o portal IG, a frase ditada foi extraída aleatoriamente de um livro da Justiça Eleitoral. “A promulgação do código eleitoral em fevereiro de 1932 trazendo como grandes novidades a criação da Justiça Eleitoral”. As manchetes foram “Procon manda fechar lojas que vendem produtos vencidos” e “O tributo final a Senna”.

Para ser candidato no Brasil uma pessoa tem que ser alfabetizada e o Ministério Público levantou a suspeita de que ele não seria alfabetizado. O teste foi feito na manhã desta quinta-feira na sede do TRE-SP.

Depois de pausa para o almoço, Tiririca retornou ao prédio do TRE para participar do depoimento de testemunhas. Segundo o presidente do tribunal, Walter de Almeida Guilherme “não se pode afirmar se ele sabe ler ou escrever” a partir do teste feito. A decisão caberá ao juiz Aloízio Silveira, da primeira zona eleitoral.

Tiririca foi convidado a fazer um teste grafotécnico para constatar que a carta entregue à Justiça Eleitoral havia sido escrita de próprio punho. Mas ele se recusou a fazer o teste grafotécnico, agindo dentro do que prevê a legislação, já que ele não estava obrigado a apresentar provas contra ele mesmo. Por isso foi submetido aos exames de leitura e ditado.

Diplomação

O presidente do TRE-SP, Walter Almeida Guilherme, informou que o deputado eleito “vai ser diplomado, independentemente do resultado ou da decisão do juiz” que julgará se Tiririca é alfabetizado. Segundo Guilherme, “o registro (da candidatura) foi deferido tecnicamente e não existe nenhuma provocação para que se desfaça esse registro”.

Testemunhas

No período da tarde desta quinta-feira, o tribunal começou a ouvir as testemunhas do caso. Os nomes não foram divulgados e há vários rumores sobre o tema. A única confirmação até agora é de que o jornalista Victor Ferreira, da revista Época, que numa reportagem escreveu que a grafia dos autógrafos dados por Tiririca era diferente da existente na declaração apresentada à Justiça Eleitoral.

Denúncia

Nesta manhã, Tiririca participou de uma audiência no TRE-SP por conta de uma acusação feita pelo promotor eleitoral Maurício Lopes de fraude na declaração em que afirmou ser alfabetizado para poder se candidatar. O deputado eleito driblou a imprensa ao deixar o TRE-SP.

Os defensores do deputado eleito alegam que ele é alfabetizado, mas que, ao se candidatar, ele contou com a ajuda da mulher para redigir a declaração por ser portador de síndrome que o impede de unir o indicador e polegar.

Tiririca foi eleito com 1.353.820 votos – deputado federal mais votado do País em 2010 – para o cargo de deputado federal nestas eleições pela coligação Juntos por São Paulo (PR/PT/PRB/PC do B/PT do B). Ele é filiado ao Partido da República (PR).

Be Sociable, Share!

Comentários

MeuPovo on 11 novembro, 2010 at 20:19 #

É produto indireto dos tempos do famigerado Mobral. Tiririca não irá longe pois o próprio povo que o colocou ali naquela Casa em Brasília, saberá, no devido momento, de lá arrancá-lo. Quem não se lembra do animal Cacareco! Este era respeitado, era um hipopótamo feio, mas robusto, vigoroso. Tiririca se encherá de vergonha, podem acreditar. Ele terá essa grandeza, com certeza. Aprenderá as lições do competente Tom Cavalcanti. Meu Deus, o comportamento do Francisco Tiririca é uma afronta ao sistema político-eleitoral-parlamentar do Brasil, alcunhado também de patropi! Bom, e o Caetano Veloso, onde se refugiou? Deve ter ido associar-se à camarilha reacionária, sem pátria Brasil! Viva Chico Buarque e seu bom estado de espírito rumo ao sempre progressista Brasil. Valeu Chico!


Carmem on 11 novembro, 2010 at 20:20 #

Quem é mesmo o palhaço? Tomara que ele entre com pedido de reparação, nunca vi tamanho constrangimento, isto é preconceito de paulista metido a m…Valeu!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2010
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930