nov
09
Postado em 09-11-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 09-11-2010 23:28

Tiro certeiro do blogueiro baiano Chico Bruno. Direto de seu observatório no litoral norte de Salvador com vista para o mundo em geral, e para as malandragens dos coroneis eletrônicos em particular, que na discussão do anteprojeto de regulação do setor de radiodifusão usa o santo nome da liberdade de imprensa em vão. Confira.

(Vitor Hugo Soares)
=====================================================

Direto da Varanda: Chico Bruno

Franklin acertou na mosca

O ministro Franklin Martins, da Secretaria de Comunicação Social, em estilo curto e grosso, acertou em cheio o alvo, durante a abertura do seminário internacional “Comunicações Eletrônicas e Convergência de Mídias”, evento organizado em Brasília pelo governo federal para discutir o anteprojeto de regulação do setor de radiodifusão que o Palácio do Planalto pretende enviar ao Congresso até o fim do ano.

Ele criticou a distribuição de canais de radiodifusão entre e para políticos.

Segundo Leandro Colon, de O Estado de S.Paulo, Franklin, com um tiro curto e certeiro, atingiu em cheio os parlamentares que possuem concessões de emissoras transmissoras e retransmissoras de rádio e televisão.

– Todos nós sabemos que deputados e senadores não podem ter televisão, disse.

Segundo ele, o setor virou “terra de ninguém” e os parlamentares usam “subterfúgios” para conseguir as concessões de emissoras de TV.

– A discussão foi sendo evitada e agora é a oportunidade para que se discuta tudo isso, observou.

Franklin, disse ainda que criaram uma tese fictícia que o governo quer ameaçar a liberdade de imprensa ao levantar o debate sobre o tema da radiodifusão.

– Essa história de que liberdade de imprensa está ameaçada é bobagem, fantasma, é um truque. Isso não está em jogo, disse.

– Não haverá qualquer tipo de restrição. Mas vamos com calma. Isso não significa que não pode ter regulação. Isso (ameaça à liberdade) entra na discussão para não se entrar na discussão. Liberdade de imprensa não quer dizer que a imprensa não pode ser criticada, observada, afirmou Franklin Martins.

– Liberdade de imprensa quer dizer que a imprensa é livre, não necessariamente boa. A imprensa erra, ressaltou.

Franklin defendeu um novo marco regulatório nos setores de radiodifusão e telecomunicações e mandou um recado aos adversários:

– Nenhum grupo tem o poder de interditar a discussão. A discussão está na mesa. Terá de ser feita, num clima de enfrentamento ou entendimento.

É a primeira vez desde a redemocratização do país, que uma autoridade toca em um tema tão espinhoso, como a burla a lei que impede que parlamentares sejam proprietários de redes de rádio e televisão.

O ministro Franklin Martins encerrou sua fala, na abertura do seminário, afirmando que as críticas são frutos de “fúrias mesquinhas”.

– Os fantasmas passeiam por aí arrastando correntes. Os fantasmas, quando dominam nossas vidas, nos impedem de olhar de frente a realidade. Os fantasmas não podem comandar esse processo. Se comandarem, perderemos uma grande oportunidade, afirmou Martins.

Valeu à pena a franqueza do ministro.

Ela colocou por terra a fuxicaria sobre a verdadeira intenção do governo, que é dar uma atenção especial ao setor de radiodifusão na discussão sobre o novo marco regulatório do setor.

É chegada a hora derradeira dos coronéis eletrônicos serem enquadrados nos rigores da lei.

Puiblicado no Site de Chico Bruno: http://www.chicobruno.com.br/

Be Sociable, Share!

Comentários

[…] Read the rest here: Bahia em Pauta » Blog Archive » Da varanda de Chico Bruno: É hora … […]


[…] Read more: Bahia em Pauta » Blog Archive » Da varanda de Chico Bruno: É hora … […]


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2010
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930