====================================================================

Deu no portal TSF (Lisboa)

“José e Pilar”, o documentário sobre a relação do escritor português com a sua mulher, a espanhola Pilar del Rio, vai estrear nesta sexta-feira, no Brasil, em 11 cidades, incluindo Salvador.

O documentário de Miguel Gonçalves Mendes, que entra no circuito comerciall em Portugal no dia 18 de novembro, tem estreia marcada no Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Novo Hamburgo, Curitiba, Tubarão SC, Santos, Salvador , Fortaleza, Juiz de Fora e Belo Horizonte).

O realizador acompanhou José Saramago e Pilar del Rio em Lanzarote e Lisboa entre 2006 e 2009, enquanto Saramago escreveu “A Viagem do Elefante” e viajou para promover o livro.

A pré-estréia do filme em Portugal está marcada para o dia 16 de novembro, dia do aniversário do escritor vencedor do prêmio Nobel. A banda sonora do documentário vai ser apresentada ao vivo no dia 18, dia da estreia comercial do filme, na discoteca Lux, em Lisboa. Da banda sonora fazem parte músicos como Camané, Pedro Gonçalves (baixista dos Dead Combo) e Noiserv.

nov
04


=========================================================

Este vídeo de “Farinha”, a música de Djavan para terminar a quinta-feira no BB, é um trabalho de artes, feito por filipe, thais, mirela, dayana e nicholli do centro edu catolica de Brasilia. Um abraço de parabéns para eles, com os agradecimentos do site blog baiano com antenas para o planeta.

BOA NOITE!!!

(vhs)

nov
04
Posted on 04-11-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 04-11-2010


============================
No e-mail mandado de Porto Alegre para o editor do BP a arquiteta gaúcha, Helga Correa, amiga e colaboradora deste BP, envia o que ela considera a melhor manchete jornalística sobre o resultado da eleição presidencial no Brasil, com a vitória de Dilma Rousseff. Saiu na edição de terça-feira, 2 de outubro de 2010, no jornal uruguaio “La República”, de Montevideo.

Diz a manchete: “NEM A DIREITA, NEM A MÍDIA, NEM O PAPA PUDERAM COM A CANDIDATA DO PT QUE GANHOU POR 56% A 44%”.

Diz Helga:”Em uma linha, o melhor resumo do que significou a vitória”.

(Postado por Vitor Hugo Soares )

nov
04


=======================================================
BOA TARDE!!!

nov
04
Posted on 04-11-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 04-11-2010

Metro:leão em crise/DN

============================================

Os estúdios de cinema Metro Goldwyn Mayer (MGM), cuja história em Hollywood remonta aos anos 1920, declararam oficialmente a falência, revelou nesta quinta-feira a publicação The Hollywood Reporter.

A empresa, que acumula dívidas superiores a quatro bilhões de dólares (2,8 bilhões de euros), entregou na quarta-feira num tribunal em Nova Iorque um documento estratégico para a reestruturação dos estúdios, depois de saldado o processo de bancarrota.

Na semana passada, os credores da MGM, entre os quais a empresa de produção de cinema Lionsgate, decidiram aprovar um plano para perdoar a dívida em troca de uma posição acionista quando os estúdios forem reestruturados.

Criada em 1924, a MGM possui um catálogo de cinema norte-americano de mais de quatro mil filmes, entre os quais “O Mágico Oz”, ” E o Vento Levou”, “Ben-Hur” e os mais recentes filmes de James Bond e “Hobbit”, de Peter Jackson.

(Informações do Diário de Notícias, de Portugal)

nov
04
Posted on 04-11-2010
Filed Under (Artigos) by vitor on 04-11-2010

Chico Bruno: direto ao ponto

======================================================================

Mais uma vez o blogueiro Chico Bruno fixa luneta de precisão em sua famosa varanda no litoral norte de Salvador e vai direto ao ponto.

Agora ao analisar a manchete “torta” da edição desta quinta-feira do jornal A Tarde (mais uma de tantas ultimamente) “Turismo sexual mancha a imagem de Salvador para Copa” .

O título, no entanto, tem duas leituras, e uma delas bastante positiva para a capital baiana, que o jornal despreza. O fato é que Salvador é a capital onde o assédio e os atentados sexuais são mais denunciados no Nordeste, e não a capital da região campeã em turismo sexual ou de crimes desse, como sugere a manchete .
Bahia em Pauta reproduz o texto de Chico Bruno

=====================================================================

Direto da Varanda: Chico Bruno

Manchete torta

A manchete “Turismo sexual mancha a imagem de Salvador para Copa” do jornal baiano A Tarde, desta quinta-feira (4) tem duas leituras.

Segundo o jornal, “dentre as 12 capitais-sede da Copa do Mundo de 2014, Salvador ocupa o primeiro lugar no ranking de denúncias de exploração sexual de jovens e adolescentes”.

Quem lê a manchete imagina que Salvador lidera o ranking de turismo sexual no país.

Mas, ao começar a ler a reportagem o leitor descobre que Salvador ocupa o primeiro lugar no ranking de denúncias de exploração sexual de jovens e adolescentes.

Segundo Ministério do Turismo, “até outubro deste ano, foram contabilizadas 138 denúncias da prática criminosa, com base nos dados do disque-denúncia (100) em Salvador”.

Atrás da capital baiana está o Rio de Janeiro com 108 denúncias, Fortaleza (88), São Paulo (76) e Manaus (71).

Ora bolas.

Se Salvador é campeã de denúncias de turismo sexual isso é uma boa notícia e não uma má notícia como induz a manchete de A Tarde.

Isso significa que a população da capital baiana é a mais conscientizada e sensibilizada para o problema.

Vale lembrar, que a liderança do ranking de denúncias não quer dizer que Salvador seja a cidade onde mais ocorra o turismo sexual.

Mas, que a população da capital baiana está mais atenta para o problema do que as demais capitais-sede da Copa do Mundo de 2014.

Portanto, ao invés de uma manchete torta, A Tarde deveria enaltecer a conscientização da população contra a prática do turismo sexual.

nov
04
Posted on 04-11-2010
Filed Under (Charges) by vitor on 04-11-2010


======================================

Pelicano, hoje no Bom Dia (SP)

====================================================================


OPINIÃO POLÍTICA

Dilma e Sakineh

Ivan de Carvalho

Só temos que reconhecer e até proclamar o acerto e principalmente a ênfase da declaração feita ontem pela presidente eleita Dilma Rousseff, quando respondeu em entrevista coletiva sobre o a execução da iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, condenada à morte por lapidação (apedrejamento), sob acusação de adultério, que teria ocorrido quando ela já era viúva.
A reação internacional à aplicação da pena de apedrejamento levou a teocracia iraniana, por intermédio de seu suposto “Poder Judiciário” – a serviço e submisso à tradição xiita, ramo islâmico que domina o país – a montar um caso jurídico mais complexo. Ao invés de morrer por apedrejamento por causa do adultério, Sakineh Ashtiani poderia ser executada por homicídio, caso em que a pena é de morte por enforcamento.

Mas como assim? É simples. Como a coisa das pedras estava “pegando mal” para o regime iraniano em todo o mundo livre (perdão por usar esta antiga expressão do tempo da guerra fria) – ou no mundo democrático ou, se preferir o leitor, no mundo que se declara “civilizado”, o poder político iraniano tentou o pulo do gato.
Sakineh Ashtiani poderá ser executada por enforcamento para pagar o assassinato do ex-marido, que teria sido morto numa ação conjunta dela e de um homem que viria a ser seu amante. Assim se evitaria o “barbarismo” do apedrejamento, que muitos Estados, principalmente do Ocidente, não conseguem aceitar, enquanto aceitam – quando não praticam – quase sem pestanejar o enforcamento, a cadeira elétrica, o fuzilamento, a injeção letal e a bala solitária na nuca – esta, uma especialidade chinesa.

Como está no noticiário da mídia eletrônica desde ontem e nos jornais impressos de hoje, a presidente eleita Dilma Rousseff, embora declarando-se desprovida ainda de qualquer “status oficial” para se pronunciar sobre o assunto, afirmou que é “radicalmente contra o apedrejamento da iraniana”, e, dirigindo-se diretamente aos jornalistas, repisou: “Externo aqui perante vocês que eu acho uma coisa bárbara o apedrejamento da Sakineh. Mesmo considerando os usos e costumes de outros países, continua sendo bárbaro o apedrejamento da Sakineh”.
O presidente Lula já havia, há uns meses, interferido neste assunto, ao oferecer o Brasil para receber Sakineh, “se ela está causando algum incômodo” no Irã. Mas ocorreu que o governo iraniano não só recusou a oferta como a criticou, muito aborrecido. O presidente Lula, na prática, tirou seu cavalinho da chuva. Isso faz da declaração de Dilma, realmente, uma surpresa. Uma grata surpresa.

E vale assinalar que, no caso de Dilma, sua posição política e humanitária no geral mescla-se (e é aí reforçada, da mesma forma que tornada mais exigível) a sua condição de mulher em defesa de outra mulher prestes a ser apedrejada por um regime que se apoderou de um importante país.

Talvez haja faltado na declaração da presidente eleita a observação de que a eventual mutação da forma de execução para enforcamento, sob a tardia acusação de outro crime, não elimina o barbarismo. Mas Dilma Rousseff terá, creio, oportunidade de fazer este acréscimo com a mesma ênfase de sua declaração de ontem.


Mayara no twitter: OAB quer punição
=========================================================

Deu no Comunique-se, portal especializado em notícias de bastidores da imprensa)

Da Redação

A Ordem dos Advogados do Brasil, seção Pernambuco, entrou nesta quarta-feira (03/11) com uma representação criminal contra a estudante de Direito Mayara Petruso, que iniciou a série de ataques contra os nordestinos, logo após a vitória de Dilma Rousseff (PT) à presidência da República. A presidente eleita teve mais votos na região nordeste do Brasil.

Mayara, que se revoltou com o resultado da eleição, postou a mensagem “Nordestino não é gente. Faça um favor a SP, mate um nordestino afogado!”. Depois dela, outros usuários postaram outras ofensas, como “Tinham que separar o Nordeste e os bolsas vadio do Brasil” e “Construindo câmara de gás no Nordeste matando geral”.

Os nordestinos reagiram e levaram a hashtag “#orgulhodesernordestino” para os Trending Topics mundial, como o assunto mais discutido no Twitter.

“São mensagens absolutamente preconceituosas. Além disso, é inadmissível que uma estudante de Direito tenha atitudes contrárias à função social da sua profissão. Como alguém com esse comportamento vai se tornar um profissional que precisa defender a Justiça e os direitos humanos?”, questionou o presidente da OAB-PE, Henrique Mariano.

De acordo com Mariano, a estudante deverá responder por crime de racismo (pena de dois a cinco anos de prisão, mais multa) e incitação pública de prática de crime (cuja pena é detenção de três a seis meses, ou multa), no caso, homicídio.

(As informações são de O Globo)

  • Arquivos

  • novembro 2010
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930