=======================================================


Domingo, 31, o País escolherá entre Dilma Rousseff, do PT, e José Serra, do PSDB, quem será o futuro presidente da República pelos próximos quatro anos (com direito a reeleição). Direto de seu observatório localizado de frente para o mar aberto do litoral norte de Salvador, o bem informado blogueiro baiano Chico Bruno focaliza, direto de sua varanda, os agitados e decisivos movimentos dos candidatos, dos partidos e de seus propagandista, na última semana antes da votação no segundo turno. Bahia em Pauta reproduz o texto de Chico. Confira.

(Vitor Hugo Soares)
==================================================

Direto da Varanda: Chico Bruno

A reta final

Seis longos dias serão vividos na semana que se inicia nesta segunda-feira (25) por José Serra e Dilma Rousseff que disputam a cadeira ocupada por Lula.

Com certeza crescerá a tensão dos dois e de seus apoiadores.
Dilma Rousseff e José Serra se esforçarão para manter os cabos eleitorais mobilizados.

Só um louco se arriscaria a prever o desfecho desta disputa, principalmente depois do que ocorreu no primeiro turno.
Apesar de que nesta eleição presidencial apareceu louco para tudo.
A loucura anda solta por aí.
Vejam os institutos de pesquisa. Eles continuam se achando a voz do povo, apesar de terem quebrado a cara no primeiro turno.

Tem um instituto que anda fazendo ponderação. É somente esquisito, coisa de amador ou de mal intencionado.
Neste mesmo instituto, os números oscilam como preço na feira, na primeira pesquisa do 2º turno tinha 24% de evangélicos e 12% de outras religiões e ateus.

Na segunda pesquisa os evangélicos caíram para 21% e os ateus e outras religiões para 16%.
Vendo isso é normal uma hora a diferença dar oito pontos percentuais e depois subir para 12.
Como a confiança nos resultados das pesquisas escoou-se pelo ralo, aumenta a tensão nas duas campanhas.

Além disso, o domingo de votação é parte de um feriadão de quatro dias, o que aumenta a possibilidade de uma grande abstenção, afinal a multa para quem se abstém de votar é ínfima.
No Nordeste, quem puxa os eleitores dos grotões para votar são os cabos eleitorais dos candidatos proporcionais.

Essa eleição terminou em três de outubro, por isso dificilmente essas peças funcionarão no próximo dia 31.

Isso pode fazer aumentar a abstenção no Nordeste, haja vista, que apenas no Piauí e Alagoas as eleições para governador serão finalizadas em segundo turno.

Vale lembrar, que no primeiro turno a abstenção foi grande no
Nordeste, com ênfase para o Maranhão.

A falta de confiança nas pesquisas, o feriadão e a abstenção incentivam a tensão e a inquietação nas campanhas de Dilma e Serra.
Por isso, o bom senso indica que só nos resta aguardar as urnas.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos