out
10
Posted on 10-10-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 10-10-2010

Brasileiros festejam conquista na quadra/IG/AP

=======================================================
Com superioridade em quadra, o Brasil conquistou o tricampeonato mundial de voleibol este domingo à tarde, em Roma. O time de Bernardinho venceu a seleção de Cuba, por 3 sets a 0, com parciais de 25/22, 25/14 e 25/22 no ginásio Palalottomatica em uma hora e 14 minutos de partida e ficou com a medalha do ouro, repetindo o resultado da final do Mundial de 2006, diante da Polônia. Além da conquista, a equipe nacional ainda fechou o torneio com o melhor jogador, com o ponteiro Murilo.

Essa foi competição mais importante da nova seleção masculina, modificada após as Olimpíadas de Pequim. O time contava apenas com Murilo, Dante, Rodrigão e Giba remanescentes da conquista de 2006. Vissotto, o novo oposto já dizia depois da semifinal: “Agora nós temos que nos reafirmar”. Foi isso que a seleção fez em quadra, dominando Cuba praticamente o tempo todo.

O Brasil liderou os dois primeiros sets e ficou atrás apenas na terceira parcial, quando se desconcentrou depois de uma marcação duvidosa da arbitragem no ataque de Dante. A equipe ainda levou um susto, quando Murilo se chocou com cubano Leon e sentiu o tornozelo esquerdo. Mas o ponteiro ficou em quadra e o time nacional logo voltou para o jogo e, com boa atuação de Leandro Vissotto e Bruninho e muitos erros de Cuba, liquidou a partida.

Vissotto, que já havia liderado o time na semifinal contra a Itália, voltou a crescer. Ele foi o maior pontuador da partida, com 19 acertos. A seleção ainda contou com os pontos de graça em erros de Cuba: foram 27 em toda a partida. O Brasil também foi melhor no bloqueio, com oito pontos no fundamento contra quatro de Cuba. Em aces, os times ficaram empatados, com dois para cada lado.

Superação em quadra

O Brasil teve que se superar neste Mundial graças aos problemas físicos de seus jogadores. Marlon, que seria o levantador titular nos planos de Bernardinho, quase perdeu o torneio por conta de uma inflamação no intestino.

Bruninho assumiu a posição e comandou a seleção com boas atuações. Mas, contra a Itália na semifinal, a lesão que todos temiam. Bruninho machucou o tornozelo em um choque com Murilo e Marlon que entrar e jogar grande parte da partida. Depois de uma noite de gelo e tratamento, Bruninho foi para a final neste domingo.

E no jogo decisivo, Murilo sentiu o tornozelo e, mesmo demonstrando algumas dores, se segurou em quadra. Do lado de fora, Bernardinho, sempre muito ativo, teve que se controlar. Ele passou o torneio usando muletas porque ainda se recupera de uma cirurgia após romper o tendão de Aquiles em um treino da seleção.

A seleção ainda teve outra baixa, antes do Mundial. O líbero Serginho teve que passar por uma cirurgia para retirada de hérnia de disco e ficou fora do time na temporada. Mário Jr foi “promovido” a titular na Liga Mundial e repetiu o posto no Mundial na Itália.

A seleção brasileira igualou a marca da Itália, que era a única seleção tricampeã mundial em sequência (1990, 1994 e 1998). E o oposto Leandro Vissotto chegou à marca do ex-capitão Nalbert, com ouros em Mundiais com as seleções infanto, juvenil e adulta.

A mulher de Liu Xiaobo, vencedor do Nobel da Paz 2010, está em prisão domiciliar, na sua casa, em Pequim, depois de ter visitado o marido na cadeia, este domingo, para informá-lo da conquista. Liu Xia «está atualmente em prisão domiciliar no seu apartamento em Pequim», disse à agência francesa AFP Beth Schanke, porta-voz da Freedom Now.

Segundo a organização americana de defesa dos direitos humanos, Liu Xia não pode receber a visita de familiares ou amigos e dos meios de comunicação social e está ainda impedida de usar o telefone celular.

Liu Xia visito hoje o marido na prisão, num encontro em que o dissidente chinês disse, em lágrimas, que dedica o prémio às vítimas do massacre de Tiananmen.

Liu Xiaobo, condenado há cerca de um ano por atividades consideradas «subversivas» cumpre uma pena de onze anos de prisão, na terceira detenção do dissidente desde a sangrenta repressão do movimento pró-democracia da Praça Tiananmen, em junho de 1989.

A atribuição do Nobel da Paz 2010 foi largamente ignorada pelos órgãos de informação chineses. A agência noticiosa oficial limitou-se a difundir o protesto do governo contra a decisão do Comitê Nobel norueguês, que considerou «contrária aos objetivos do galardão».

(Informações do portal europeu TSF)


=====================================================
Salvador. Romantismo nela, já!

Boa noite!
(Gilson Nogueira )

out
10

Deu no portal europeu TSF:

A mulher do dissidente chinês laureado com o Prêmio Nobel da Paz 2010 disse, este domingo, que o visitou na prisão e que Liu Xiaobo, que já sabia da distinção, rompeu em lágrimas quando a viu.
Liu Xia colocou uma mensagem no “Twitter” em que diz que viu hoje o marido e que ele foi informado da atribuição do Nobel da Paz no sábado pelos guardas da prisão.

A mensagem foi confirmada à agência Associated Press por um amigo próximo.

Liu Xiaobo, de 54 anos, cumprer uma pena de prisão de 11 anos por “subversão do poder do Estado”, crime pelo qual foi condenado depois de ter sido um dos subscritores da “Carta 08”, um manifesto por reformas políticas no país.


=======================================================
Wilson Simonal: Começou a carreira cantando em bailes do 8º grupo de Artilharia da Costa, cantando também em inglês, rock e calipsos. Em 1961 foi crooner do conjunto de calipso Dry Boys, fez parte do conjunto Os guaranis. Se apresentou no programa Os brotos comandam, sendo apresentador do programa Carlos Imperial. Cantou nas casa noturnas Drink e Top Club. Foi levado por Luiz Carlos Miéle e Ronaldo Bôscoli para o Beco das Garrafas, que era o reduto da bossa nova.
=======================================================
Lobo Bobo
Wilson Simonal
Composição: Carlos Lyra / Ronaldo Bôscoli
Era uma vez um lobo mau
que resolveu jantar alguem
estava sem vintem
mas arriscou
e logo se estrepou
um chapeuzinho de maio
ouviu buzina e nao parou
mas lobo mau insiste
faz cara de triste
mas chapeuzinho ouviu
os conselhos da vovo
dizer que nao pra lobo
que com lobo nao sai só
(Postado por Vitor Hugo Soares )

lobo canta, pede promete
tudo ate amor
e diz que fraco de lobo
é ver um chapeuzinho de maio

chapeuzinho percebeu
que o lobo mau se derreteu
pra vez voces que lobo
tambem faz pápel de bobo

so posso lhe dizer
chapeuzinho agora traz
um lobo na coleira que
nao janta nunca mais

lobo bobo…….

Deu no Terra (Eleições 2010)

Claudio Leal

Direto de São Paulo

Horas antes do primeiro debate do segundo turno, que será realizado neste domingo (10) na TV Bandeirantes, a candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff, visitou a Bienal de São Paulo e criticou, em conversa com os jornalistas, a “guinada conservadora” do seu adversário José Serra (PSDB) na corrida eleitoral.

Sem nominar, Dilma rebateu uma declaração atribuída a Mônica Serra, ex-primeira dama de São Paulo e mulher do candidato tucano, que havia declarado em setembro, no Rio de Janeiro, que a petista era a favor de matar criancinhas. Para a candidata, isso é uma campanha da Guerra Fria. “Fui acusada de coisas da Guerra Fria dos anos 50. Disseram e vocês gravaram: ‘ela comia criancinhas’. Eu jamais esperava ouvir isso. Não foi só conservador, mas beirou às acusações absurdas da guerra-fria”, afirmou a candidata.

“Eu não tenho o menor interesse de virar conservadora. Não faço nenhuma virada à direita para aparecer”, prosseguiu em novo ataque a Serra.

Para o debate deste domingo (10), a candidata espera um encontro esclarecedor e promete não torná-lo conservador. Ela ainda comentou o resultado da pesquisa Datafolha, divulgado no último sábado(9), que a coloca com 48% das intenções de voto (54% dos votos válidos). “Vou repetir pela 29ª vez: não comento pesquisa porque é um retrato do momento e ninguém tem certeza da precisão”, desconfiou.

Entre as instalações visitadas pela petista na Bienal de São Paulo, está a polêmica obra do artista Gil Vicente, que coloca o presidente Lula e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em cenas violentas. “Nessa história de tolerância, a cultura não pode ser objeto de censura. As obras trabalham com o simbólico. Esteticamente é uma obra até bonita, mas o que quis dizer são outros 550.”

out
10
Posted on 10-10-2010
Filed Under (Charges) by vitor on 10-10-2010

Fernandes , no Diário do ABC


======================================================
O cantor soul norte-americano Solomon Burke morreu, ontem, aos 70 anos, no avião que o levava de Los Angeles para Amesterdão, onde deveria dar um concerto na terça-feira. A causa da morte não foi ainda revelada.

Burke é autor de êxitos como “Everybody Needs Somebody to Love”, de 1964, e “Cry to Me”, do filme “Dirty Dancing”, de 1987. Nascido em Filadélfia em 1940, entrou pela primeira vez num estúdio de gravação aos 14 anos, recorda o jornal espanhol El País.

Em 1969 foi descoberto pelo produtor Jerry Wexler, da Atlantic, que o lançou numa carreira que o levaria a receber um Grammy e a fazer parte do Rock and Roll Hall of Fame. Para Wexler, ele era “o melhor cantor de soul de todos os tempos”.

Com mais de 200 quilos, Burke era uma figura imponente e, segundo disse numa entrevista ao Philadelphia Weekly em 2002, pai de 21 filhos e avô de 90 netos. Em 2008  lançou aquele que viria a ser o seu último disco, “Like a Fire”. Os ingressos para o concerto, marcado para terça-feira, num clube de Amesterdãm, estavam completamente esgotados.

(Informações do jornal Público, de Portugal)

out
10
Posted on 10-10-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 10-10-2010

Pacheco Filho: emoção à flor da pele

=======================================================

Maria Olivia

Um justo tributo baiano a um de seus maiores radialistas de todas as épocas. No próximo dia 14, quinta-feira, às 14 horas, será inaugurada a Rua Pacheco Filho – antiga Travessa Almeida Garret -, no bairro Itaigara. Decorrente de projeto do vereador Pedro Godinho (atendendo muitas solicitações, inclusive dos inúmeros amigos do radialista , a homeagem a Balbino Pacheco de Oliveira Junior, conhecido como Pacheco Filho, deixou seus inúmeros amigos e admiradores muito satisfeitos, a exemplo de Manoel Cruz, amigo de Pacheco há 50 anos: ‘Que beleza, que bela homenagem, pela sua vida, ele merecia este reconhecimento’, afirmou emocionado.
Morto em 2 de dezembro de 2008, Pacheco Filho atuou no rádio desde 1946, teve passagens pela Excelsior e Sociedade, além de emissoras de rádio e tv no Rio de Janeiro. Antes de morrer, ele apresentava na Rádio Metrópole, o programa de grande audiência Almoçando com Pacheco Filho, que ia ao ar todos os sábado e domingos.
O local do evento é Avenida Antônio Carlos Magalhães, fundo do estacionamento do Bahia Parque, onde funciona a agência do Bradesco, um ponto antes do Shopping Itaigara.
————————————————————————————————————————————-
Homenagem da deputada Lidice da Mata (eleita senadora) na Câmara Federal, quando da morte de Pacheco:

————————————————————————————————————————————-

A SRA. LÍDICE DA MATA (Bloco/PSB-BA. Pronuncia o seguinte discurso:

Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, é com pesar que registro a morte do radialista Pacheco Filho, ocorrida na madrugada de terça-feira, dia 2 de dezembro, em Salvador. Um nome visceralmente ligado à história do rádio na Bahia, onde iniciou sua carreira na década de 40, na chamada era de ouro do rádio.
Voz impostada que dava ênfase a tudo que comentava com uma clareza quase didática. Comandou programas de grande audiência. Na Rádio Cultura durante décadas era dono absoluto de audiência com o programa Só para Mulheres, um dos primeiros nesse gênero que hoje se popularizou por várias emissoras. Emprestou também a sua colaboração e seu talento às rádios Sociedade e Excelsior.
A sua grande popularidade o levou à Câmara de Vereadores, onde exerceu o mandato de 1959 a 1962. Mas foi no rádio que escreveu a sua história e construiu a sua fama. Hoje não tem como se contar a história do rádio na Bahia sem citar Pacheco Filho. Era um radialista que vivia intensamente a sua cidade, um apaixonado pela profissão e pela vida. Segundo relato dos amigos mais próximos, por amor, certa feita largou o emprego e foi para Buenos Aires cortejar uma bailarina por quem se apaixonou. Pacheco era assim mesmo, pura emoção, que absorvia dos boleros e dos tangos com os quais embalava seus programas.
Um radialista de palavras medidas, da elegância no trato com os ouvintes e no respeito com o público. Não se tem registro de uma passagem sua por esse jornalismo de ocasião, que agride, ataca por conveniência ou para prestar serviço e cobrar mais adiante. Sua postura de homem progressista e esquerdista também se fazia sentir na profissão.
Essa postura, entretanto, não lhe garantiu o merecido reconhecimento. Por muito tempo foi esquecido, passou por sérias dificuldades financeiras. Recentemente voltou a comandar o programa de rádio Almoçando com Pacheco Filho, transmitido aos sábados e domingos pela Metrópole.
Com a sua morte, o rádio perde mais um pouco do glamour de uma era que vai ficando cada vez mais para trás.
Pacheco Filho também freqüentava o chamado “Senadinho”, lugar que passou a ser o ponto de encontro onde já há alguns anos jornalistas, políticos e empresários aposentados passaram a se reunir todas as semanas em um café logo na entrada do Shopping Barra, em Salvador, para bater papo e colocar os assuntos da política em dia. Devido à projeção que tiveram na vida pública, o local passou a ser chamado de “Senadinho”.
A todos os queridos amigos o nosso abraço neste momento de dor em comum e saudade.
Obrigada.
=======================================================

Olívia Soares é jornalista

out
10
Posted on 10-10-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 10-10-2010

Deu no portal TSF (Portugal)

A mulher do Nobel da Paz 2010, Liu Xia, encontrou-se este domingo com o marido, Liu Xiaobo, preso há quase dois anos numa cadeia no nordeste da China.

O encontro ocorreu este domingo à tarde (hora local), indicou o Centro de Informação para os Direitos Humanos e a Democracia, com sede em Hong Kong, citando a sogra de Liu Xiaobo.

Advogados do casal alertaram este domingo de manhã a imprensa internacional que perderam o contacto com Liu Xia desde sexta-feira à noite, quando a mulher do Nobel da Paz teria saído de Pequim sob escolta policial, para ir encontrar-se com o marido.

Liu Xiaobo, condenado há cerca de um ano por atividades consideradas subversivas, cumpre uma pena de onze anos de prisão numa cadeia da província de Liaoning, a cerca de 400 quilómetros de Pequim.

É a terceira detenção de Liu Xiaobo desde a sangrenta repressão do movimento pró-democracia da Praça Tiananmen, em junho de 1989.

Liu Xiaobo, 54 anos, foi detido pela última vez em Dezembro de 2008, depois de ter lançado através da Internet um abaixo-assinado a favor da introdução de reformas políticas democráticas na China, como o fim do regime de partido único, a liberdade de expressão e associação, e a independência do poder judicial.

Para o governo chinês, Liu Xiaobo é «um criminoso condenado por violar as leis chinesas» e os apelos para a sua libertação constituem «uma ingerência nos assuntos internos da China».

Pages: 1 2

  • Arquivos