set
27

Dilma e Serra antes do debate na Record: amabilidades/Divulgação

======================================================

TERRA (Eleições 2010) escala três repórteres atentos e antenados e capta nos bastidores o melhor do debate da noite de domingo (26) na Rede Record de Televisão. BP reproduz. Confira.
(VHS)

============================= ===================
Claudio Leal, Filippo Cecilio e Marcela Rocha

Minas

Onipresente no noticiário, o empresário Eike Batista, bilionário dono da EBX, não escapou do debate de presidenciáveis. O candidato do PSOL, Plínio de Arruda Sampaio, contra-atacou Dilma Rousseff (PT), ao falar do salário mínimo, e disse que, somente numa licitação da Petrobrás, Eike ganhou (R$ 20 bilhões) mais do que o programa social Bolsa Família.
Na plateia, o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, olhou para trás e sorriu, levantando as mãos, como quem não entendeu.
– Plínio se confundiu, a gente não tem nada de mineração!

Hummm

Plínio reagiu à declaração de Gabrielli:

– Ah, meu Deus… Ele agora vai negar? Eike ganhou o primeiro leilão da Petrobrás de R$ 20 bilhões. Eu comparei com o Bolsa Família. Já não somos donos da Petrobrás.

Sabe?

Presente no debate, o advogado de Eike Batista brincava com interlocutores:
– Posso pedir direito de resposta?

“É mentira”

Gabrielli também contestou, nos bastidores, em conversa com jornalistas, a crítica de Serra ao crescimento de funcionários terceirizados na Petrobrás. O tucano afirmou que realizou milhares de concursos no governo de São Paulo.
– É mentira! É mentira! Cerca de 40% dos trabalhadores da Petrobrás foram contratados nos últimos oito anos…

Não há vagas

No intervalo após o terceiro bloco, o coordenador do programa de governo de Dilma, o professor Marco Aurélio Garcia, comenta a polarização da petista com Marina Silva (PV).
– Acho que Marina prossegue na tentativa de tirar voto de Serra. Da Dilma ela não tira voto, Serra está sofrendo uma erosão.
E rebate o ataque do tucano ao loteamento de cargos técnicos entre militantes do PT, no governo federal:
– Nunca houve tanto concurso público como neste governo. Agora, o ideal é reduzir os cargos de livre provimento. Mas o problema dos tucanos é que, com essas derrotas no âmbito estadual, muita gente vai ficar desempregada.

Plateia

A jornalista e especialista em media training Olga Curado, que assessora Dilma, acompanhou o debate no auditório da Record, sempre acompanhada de assessores da candidata.

A bomba

Os verdes não deixaram barato a resposta de Plínio sobre as relações que o presidente Lula mantém com o Irã. O socialista afirmou que, se EUA e Israel têm bomba atômica, os iranianos também podem ter a sua.
– Você viu? O PSOL agora defende que os fascistas tenham a bomba atômica – disse, às gargalhadas, Alfredo Sirkis.

URSS

Na mesma roda, Fernando Gabeira, com um casacão de veludo cinza e gola alta, ao melhor estilo Beatles em 1964, emendou um ataque à confusão de Plínio, que chamou a Rússia de URSS.
– E a história da União Soviética? Eu adorei aquilo (mais risos). Já falei, eles estão parados no século XX! – vociferou Gabeira.

É…

Na hora em que Plínio defendeu um salário mínimo de R$ 2.000, com base no Dieese, um diretor da Record comentou com outro funcionário da emissora:
– Queria ver se ele fosse dono de uma empresa… Como iria fazer pra pagar um salário desse pra todos os funcionários?

Audiência

No início do debate, a Record comemorou um pico de 18 pontos de audiência. Ao anunciar o intervalo, o apresentador Celso Freitas chegou a se referir ao bom desempenho, sem citar números. A média esteve entre 10 e 12 pontos ao longo do confronto entre os presidenciáveis, superando os debates realizados pela Band, Rede TV!, Folha/UOL e CNBB.

strong>Boa aluna

O revide de Dilma contra Marina, que abordou casos de corrupção na Casa Civil, foi aprovado pelo marqueteiro João Santana Filho. A petista lembrou que Marina também foi obrigada a lidar com subordinados que se envolveram no esquema de liberação da venda de madeiras sem certificado ambiental.
No final da resposta, Santana balançou a cabeça, entusiasmado. E logo foi cochichar no ouvido de Antonio
Palocci.

Ele voltou

O presidente do DEM, Rodrigo Maia, ausente há muito tempo nos eventos da campanha presidencial, chegou ao debate no meio do segundo bloco. Indio da Costa deixou o estúdio para buscá-lo na porta, a pedido de Marcio Fortes.

Sobrevoo

O senador Sergio Guerra, presidente do PSDB, chegou a sobrevoar o Rio de Janeiro, mas não conseguiu aterrissar e foi parar em… Minas Gerais.
Assistiu ao debate de lá mesmo.

Quem?

Plínio estava tão fixado em Marina que trocou o nome de Dilma, ao falar que a petista não era do antigo PT, e sim do PDT de Leonel Brizola. “Eu era do PT lá no comecinho, o antigo PT que não tinha Marina…”. Trocou os nomes pela segunda vez ao falar sobre o salário mínimo.

Tropa de choque

Dilma levou mais aliados ao debate do que o rival Serra.
Na tropa dilmista, os peemedebistas Michel Temer (vice na chapa com o PT), Sérgio Cabral e Moreira Franco, o presidente do PSB, Roberto Amaral, e os coordenadores de sua campanha: José Eduardo Dutra, José Eduardo Cardozo, Antonio Palocci e Marco Aurélio Garcia.
Entre os serristas, destacaram-se o vice Indio da Costa, o prefeito Gilberto Kassab, o presidente do DEM, Rodrigo Maia, e Mônica Serra.
Candidato do PV ao governo do Rio de Janeiro, Gabeira circulou entre os aliados de Marina e de Serra.

Nervos de aço

O presidente do PMDB, Michel Temer, não moveu músculo durante todo o debate. Mão no queixo, não franziu a testa nem mesmo quando Serra criticou a demora para aprovar os genéricos no governo e culpou o PMDB, que conduz o Ministério da Saúde.
Dilma e Serra não trocaram perguntas. Mas Serra se preparou para questioná-la sobre o Caso Erenice.
Serra, surpresa

O presidente do PT, José Eduardo Dutra, estranhou a ausência de perguntas de Serra a Dilma. Crente na existência do segundo turno, Marina atacou tanto a petista quanto o tucano e conseguiu polarizar com a ex-ministra da Casa Civil em dois momentos do debate. Quanto ao retraimento de Serra…
– Isso pra mim foi uma surpresa… – reconheceu Dutra.

(Mais eleições no Terra: ( http://terramagazine.terra.com.br )

Be Sociable, Share!

Comentários

CLEVERSON JUNIOR on 28 setembro, 2010 at 17:59 #

QUEM VENCEU FORAM OS SAPOS! ISSO MESMO DESTAQUES NOS BASTIDORES DO DEBATE DA REDE RECORD, DE PROTESTANTES NA PORTA DO RECNOV A CONVIDADOS DE MARINA SILVA NA PLATÉIA DO DEBATE
ESSE CORAJOSO QUE PROTESTARAM VESTIDOS DE SAPOS DO VALE DO PARAIBA, SAPOS ESSE DO SITE FICHALIMPA.COM, 500 KM EM PRO DE UMA CAMPANHA SEM PAPEL E SUJEIRA VEJA O VIDEO http://www.youtube.com/watch?v=cpQ4Qt1f2lY


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2010
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930