set
27

Lula (com Silvio Santos): “popularidade imbatível”/DN
===================================================================

ELEIÇÕES-2010
========================================================

Deu no DN (Lisboa)
====================================================================

“Lula não concorre, mas é o verdadeiro vencedor destas eleições. No próximo domingo, o Brasil vai ter um novo presidente escolhido por ele. Nos trópicos, nasceu um rei-sol”. Esta é a chamada para a reportagem política do jornal Diário de Notícias, um dos mais importantes de Portugal, sobre Lula e o papel do presidente do Brasil na campanha sucessória e o seu futuro. Bahia em Pauta reproduz. (Confira)
(Postado por Vitor Hugo Soares )

Por RICARDO J. RODRIGUES, enviado ao Brasil

Quem atravessar todo o calçadão de Copacabana e, em vez de virar para Ipanema, seguir em frente para o morro do Arpoador encontra uma pequena praia no fim do areal que os habitantes do Rio de Janeiro costumam chamar de “lá nos confins”. Banhistas são poucos, vendedores de artesanato nenhuns, apesar da costa formar uma baía de águas serenas. O que há ali é uma comunidade de pescadores. Como a areia está ocupada por pequenas embarcações de madeira e um emaranhado de redes, os únicos cariocas que visitam o local são os que querem comprar peixe ao início da manhã.
José Rebouças, nome de mar Piranha, é pescador há trinta anos e, desde Março, recusa pescar lula. “É uma questão de respeito pelo Lula, o Presidente”, assume, dedos ocupados no remendo da rede. Porquê? “Foi ele que financiou esse motor para o barco. Agora pescamos mais, não precisamos da lula porque o mar dá peixe-serra”, ri. Serra é o nome do candidato da oposição. E a ProPesca – o programa de incentivo à frota pesqueira do Brasil – nasceu de uma parceria entre o ministério da Agricultura e do Ambiente, cuja antiga ministra, Marina Silva, está em terceiro lugar na corrida para as presidenciais, pelos Verdes e contra Dilma. Mas ninguém tira da cabeça de Piranha que foi Lula que lhe mudou a vida.
O jornalista Merval Pereira, editor de política do diário O Globo, afirma que há um novo fenómeno no Brasil: o lulismo. “Foi criado o mito do grande timoneiro, do guia genial, do Pai do povo e dos pobres. Esta eleição é como se fosse a terceira do Lula, mas por interposta pessoa.” Para os opositores, o sucesso está a embriagá-lo. Um exemplo óbvio aconteceu há dias, quando Lula atacou a imprensa por divulgar casos de corrupção na sua esfera política: “Não precisamos dos media. Nós somos a opinião pública.”
Choveram críticas, algumas do próprio PT. Pedro Malan, ex-ministro da Fazenda de Fernando Henrique Cardoso, atirava há dias na TV Record outra acha para a fogueira: “Ele foi bom no governo e é carismático. Mas isso torna os deputados reféns dele. Será que ele vai ser um fantasma de Dilma ou vai deixá-la governar ao seu estilo? Se ficar mandando, então o plano é voltar daqui a quatro anos.”
Há dias houve um comício do Partido dos Trabalhadores no centro do Rio. O objectivo era apoiar o programa cultural de Dilma Rousseff para o novo governo: durante duas horas e meia, o nome de Lula foi repetido 739 vezes, o de Dilma 254. No final, José Eduardo Dutra, presidente do PT, disse ao DN: “Se o Lula quiser voltar em 2014, o partido irá apoiá-lo.” Muitos analistas, no entanto, acreditam que o seu futuro passará por uma grande organização internacional.
A imagem resplandecente está construída. A coisa é tão séria que o filme brasileiro candidato aos próximos Óscares é Lula, o Filho do Brasil, uma biografia épica do líder da nação. “Pode não ser talhado para Hollywood, mas é uma boa rampa de lançamento para o Nobel da Paz”, diz meio a brincar Plínio Fraga. No maior barómetro social que existe em qualquer país – o interior de um táxi – esse seria prémio certo, ainda que parco. Fala Robson Mateus, motorista: “A gente já sabia que Deus era brasileiro. Agora achamos que Ele se chama Luiz Inácio Lula da Silva.”

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2010
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930