set
23
Postado em 23-09-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 23-09-2010 15:29

Deu no Terra (Eleições 2010)

ClaudioLeal

Direto de Brasília

O repórter do programa humorístico ‘CQC’, da Band, Danilo Gentili, constrangeu o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci durante a coletiva da candidata Dilma Rousseff (PT), na manhã desta quinta-feira (23), em Brasília. Ao lado do parlatório da petista, numa posição destacada, Palocci ouviu Gentili fazer uma espinhosa pergunta para Dilma: “Erenice vai ter um cargo de bastidores, como o Zé Dirceu, ou na cara dura, igual ao Palocci, que tá aí?”.

Contrariada, Dilma esquivou-se com um “eu passo; agradeço a pergunta, mas passo”. Palocci desatou um riso nervoso, olhou para Gentili e disparou nova gargalhada. Os assessores da ex-ministra fizeram olhar de fuzilamento. Mas Palocci continuou a rir, para demonstrar que não se incomodou.

Coordenador da campanha de Dilma, ele foi afastado do governo Lula depois do espisódio da violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos, em 2006 (caso evocado por José Serra na TV e em declarações públicas).

Minutos depois, a repórter Delis Ortiz, da TV Globo, voltou a perguntar à petista se ao seu lado estava o futuro ministro da Fazenda. “Eu gosto muito do Palocci, assim como gosto do José Eduardo Dutra… e tem o José Eduardo Cardozo. Mas se eu discutir ministério antes de discutir eleição e subir no salto alto com esse pezinho imobilizado aqui…”, brincou a candidata, antes de mandar um beijo para a repórter e encerrar a coletiva.

(Mais eleições no Terra: http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2010 )

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 23 setembro, 2010 at 16:31 #

Caro VHS

Seria cômico, mas …

Beira ao trágico!

Lá no passado, o personagem “Eduardo Varela”, criado por Marcelo Tass entrou para história, o alvo, o escorregadio Maluf.

Agora, o CQC, e não por acaso, sob a batuta de Tass, encurrala a “ex-amiga” da “ex-assessora”.

Uma verdade sobrevive, a imprensa nacional, no que diz respeito aos órgãos tradicionais e com expressão nacional, é submissa, bem comportada, e adora pautas sob vigilância.

Aqui o dilema tupiniquim:

Ocupam as instituições indivíduos que a apequenam.

Essa constatação, embora triste, é geral.

Pena que, ainda e insistentemente, os “beijinhos sobrevivam em prejuízo do tal “profissionalismo”, que, acrescento eu, não advém de cursos de graduação.

Saudades das velhas redações,m em que os dirtetores não eramescolhidos pelo corte moderno dos ternos e cabelos. Qualquer referência aos “Matinas Susukis” da vida, não é mera coincidência.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2010
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930