======================================================
De Belmont, na área da baia de San Francisco, a caminho do show de Willie Nelson, acompanhada do filho que ama o rock e o country, Regina manda a sugestão da música para terminar o dia no BP, acompanhada de mensagem:
“Estou indo ver Willie Nelson, um dos meus favoritos, hoje com Pablo. Deixamos para vocês um “tira-gosto”.

Maravilha de escolha! Confiram.
Em tempo: BP espera um texto sobre o show
BOA NOITE!!!

(VHS)

set
23
Posted on 23-09-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 23-09-2010

A disputa pelas duas vagas da Bahia no Senado permanece acirrada, com três candidatos em empate técnico em primeiro lugar, segundo pesquisa Datafolha.

César Borges (PR) tem 29% e Lídice da Mata (PSB) tem 28%. Os dois mantiveram os índices da semana passada. Walter Pinheiro (PT) variou dois pontos para baixo, dentro da margem de erro de três pontos, e tem agora 25%.

(UOL)


DEU NO MSN/ESTADÃO

A pesquisa Datafolha para a disputa do governo da Bahia, divulgada na noite desta quinta-feira, mostra que a diferença entre Jaques Wagner (PT), candidato à reeleição, e o ex-governador Paulo Souto (DEM), seu principal adversário, caiu dez pontos porcentuais desde a sexta-feira, quando foi divulgado o último levantamento. Ainda assim, Wagner venceria a eleição em primeiro turno.

O governador tem, de acordo com o Datafolha, 48% das intenções de voto, ante 53% da sondagem anterior. Já Souto subiu de 16% para 21%. Em terceiro lugar aparece o ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima (PMDB) com 12% – tinha 11% no levantamento anterior. Luiz Bassuma (PV) tem 2%, Marcos Mendes (PSOL), 1%.

Os outros dois candidatos, Sandro Santa Bárbara (PCB) e Professor Carlos (PSTU), tiveram menos de 1% das citações. Os indecisos somam 11% e 5% declaram pretender votar em branco ou anular o voto.

A sondagem, realizada com 1.100 eleitores em 43 municípios entre os dias 21 e 22, foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 31.421/2010. De acordo com o instituto, a margem de erro é de três pontos porcentuais, para mais ou para menos.

set
23
Posted on 23-09-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 23-09-2010

Briceño: baque nas FARC/ImgDN

======================================================
O comandante militar da guerrilha das FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), Jorge Briceño, conhecido como «Mono Jojoy», foi morto num bombardeamento na quarta-feira, anunciaram hoje fontes oficiais colombianas. A notícia, distribuida pela agência europeia de notícias AFP, é uma das manchetes principais nas edições online de diários europeus e da América Latina.

Segundo o Diário de Notícias, de Portugal, esta morte é considerada um revés significativo para a guerrilha colombiana depois da morte de Raul Reyes, ‘número dois’ do grupo, em Março de 2008.

“Uma fonte militar confirmou que durante uma operação envolvendo diferentes forças militares, um grupo de guerrilheiros foi morto (…), entre eles foi encontrado o corpo de ‘Mono Jojoy'”, declarou aos jornalistas Guillermo Mendoza, procurador-geral.

Fonte do Ministério da Defesa disse à agência noticiosa francesa AFP que Jorge Briceño, membro do ‘bureau’ político da guerrilha e considerado seu chefe militar, foi morto num bombardeamento que ocorreu na quarta-feira à noite. Segundo a mesma fonte, outros 20 guerrilheiros foram mortos na mesma operação que ocorreu no departamento de Meta, perto de La Macarena, que foi até há alguns anos um feudo da guerrilha.

A operação militar envolveu cerca de 30 aviões, 16 helicópteros e pelo menos 250 homens em terra, de acordo com a mesma fonte.

«Mono Jojoy», de 57 anos, ingressou na guerrilha em 1975 e era um dos homens mais procurados pelo exército colombiano, ao lado de Alfonso Cano, líder máximo dos guerrilheiros.

O chefe militar das FARC era também procurado pelos Estados Unidos por tráfico de droga.

Em declarações em Nova Iorque, o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, considerou a morte de «Mono Jojoy» como “o golpe mais duro na história” das FARC. “O símbolo do terror na Colômbia caiu”, declarou Santos aos jornalistas, falando à margem da Assembleia-Geral das Nações Unidas.

set
23
Posted on 23-09-2010
Filed Under (Charges) by vitor on 23-09-2010


=======================================================
Frank, hoje na Notícia (SC)

set
23


========================================================
BOA TARDE!!!

Deu no Terra (Eleições 2010)

ClaudioLeal

Direto de Brasília

O repórter do programa humorístico ‘CQC’, da Band, Danilo Gentili, constrangeu o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci durante a coletiva da candidata Dilma Rousseff (PT), na manhã desta quinta-feira (23), em Brasília. Ao lado do parlatório da petista, numa posição destacada, Palocci ouviu Gentili fazer uma espinhosa pergunta para Dilma: “Erenice vai ter um cargo de bastidores, como o Zé Dirceu, ou na cara dura, igual ao Palocci, que tá aí?”.

Contrariada, Dilma esquivou-se com um “eu passo; agradeço a pergunta, mas passo”. Palocci desatou um riso nervoso, olhou para Gentili e disparou nova gargalhada. Os assessores da ex-ministra fizeram olhar de fuzilamento. Mas Palocci continuou a rir, para demonstrar que não se incomodou.

Coordenador da campanha de Dilma, ele foi afastado do governo Lula depois do espisódio da violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos, em 2006 (caso evocado por José Serra na TV e em declarações públicas).

Minutos depois, a repórter Delis Ortiz, da TV Globo, voltou a perguntar à petista se ao seu lado estava o futuro ministro da Fazenda. “Eu gosto muito do Palocci, assim como gosto do José Eduardo Dutra… e tem o José Eduardo Cardozo. Mas se eu discutir ministério antes de discutir eleição e subir no salto alto com esse pezinho imobilizado aqui…”, brincou a candidata, antes de mandar um beijo para a repórter e encerrar a coletiva.

(Mais eleições no Terra: http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2010 )

set
23

Cena do filme de Fabio Barreto

======================================================
DEU NO UOl

======================================================
O filme “Lula, o Filho do Brasil”, de Fábio Barreto, foi o escolhido nesta quinta-feira por uma comissão de especialistas para representar o Brasil na disputa por uma vaga ao Oscar de melhor estrangeiro em 2011. O longa foi eleito por unanimidade.

A lista dos finalistas sai no dia 25 de janeiro. A cerimônia de premiação acontece no dia 27 de fevereiro, em Los Angeles.

“Lope”, do brasileiro Andrucha Waddington, é um dos finalistas pela Espanha, já que o filme é uma coprodução com o país.

Divulgação

Cena do filme “Lula, o Filho do Brasil”, que foi escolhido para representar o Brasil em disputa por vaga ao Oscar

A comissão que escolheu o filme foi formada por representantes do MinC, da Secretaria do Audiovisual, da Agência Nacional de Cinema e da Academia Brasileira de Cinema.

Foram o júri Cássio Henrique Starling Carlos, Clélia Bessa, Elisa Tolomelli, Frederico Hermann Barbosa Maia, Jean Claude Bernardet, Leon Cakoff, Márcia Lellis de Souza Amaral, Mariza Leão Salles de Rezende e Roberto Farias.

Concorriam os filmes “As Melhores Coisas do Mundo”, “A Suprema Felicidade”, “Antes que o Mundo Acabe”, “Bróder”, “Carregadoras de Sonhos”, “Cabeça a Prêmio”, “Cinco Vezes Favela, Agora Por Nós Mesmos”, “Chico Xavier”, “É Proibido Fumar”, “Em Teu Nome”, “Hotel Atlântico”, “Nosso Lar”, “Olhos Azuis”, “Ouro Negro”, “O Bem Amado”, “O Grão”, “Os Inquilinos”, “Os Famosos e os Duendes da Morte”, “Quincas Berro D’Água”, “Reflexões de um Liquidificador”, “Sonhos Roubados” e “Utopia e Barbárie”.

set
23

Deu no portal Comunique-se ( especializado em notícias de bastidores da imprensa)

Da Redação

O Jornal do Brasil respondeu às denúncias feitas pela TV Bandeirantes durante esta semana. Desde segunda-feira (20/9), a emissora exibe uma série de reportagens sobre os investimentos do empresário Nelson Tanure, principal investidor do jornal.

As matérias criticam a atuação de Tanure no setor da indústria naval, além de citar crises em seus jornais, como a extinta Gazeta Mercantil. A emissora ouviu ex-funcionários do empresário e afirmou que Tanure deixou “milhares de desempregados, destruição e dívidas milionárias”. Segundo a Band, as dívidas do empresário ultrapassam os US$ 600 milhões.

Suposto risco de falência

Nesta quarta-feira (22/9), o JB respondeu com a informação de que a Band estaria sob o risco de falência. Segundo o veículo, a emissora teria um calote milionário pela compra de uma rede de fibra ótica para a TV Cidade. O jornal informa que a Band foi executada judicialmente há cinco anos, e que há poucos meses foi aberto o Leilão judicial da rede de fibra ótica. A rede agora é disputada por várias empresas, entre elas a NET e o grupo de Tanure.

De acordo com o JB, a série de reportagens foi motivada por essa disputa. O jornal acusa o empresário João Carlos Saad, dono da Band, de manter um “noticiário inescrupuloso, utilizado para ameaçar e chantagear interessados no negócio que Saad não soube conduzir”.

Ataques em editorial

Além da matéria, o Jornal do Brasil ataca a Band em seu editorial, ao dizer que a emissora faz “chantagem” e que “presta um desserviço ao jornalismo brasileiro”. O texto ainda acusa Joelmir Beting de ser “dublé de apresentador, porta-voz e propagandista de empreendimentos bancários”.

A série de reportagens da Band deve continuar até sexta-feira, informou o site O Repórter. O JB também trará nova matéria sobre a TV Bandeirantes na edição de hoje (23/9).

Procurada pelo Comunique-se, a Band disse que não irá se pronunciar sobre o assunto.


=======================================================
No artigo que assina esta quinta-feira-feira, na Tribuna da Bahia, o jornalista Ivan de Carvalho comenta o resultado da pesquisa do Pew Research Center, realizada em 21 países. As melhores avaliações encontradas no Brasil, dentro do universo de temas pesquisados pelo Pew Research Center, couberam ao presidente Lula e à mídia . “Lula conseguiu uma pequena vantagem sobre a mídia, mas com uma margem estreita o suficiente para caracterizar o chamado empate técnico”, revela Ivan no texto que Bahia em Pauta reproduz.
(VHS)

=======================================================
OPINIÃO POLÍTICA

Avaliações positivas

Ivan de Carvalho

O Pew Research Center é uma organização apartidária sediada em Washington e que, como o próprio nome indica, pesquisa. Nesta sua função, acaba de anunciar – a notícia chegou ao Brasil ontem – os resultados de uma pesquisa que realizou em 22 países. OI, numa outra forma de dizer, os resultados de uma pesquisa realizada no Brasil, semelhante a outras realizadas em 21 países espalhados pelo mundo.
O cerne dessa pesquisa de opinião pública diz respeito à avaliação que a população do Brasil e dos outros 21 países fazem de diversas coisas. As melhores avaliações encontradas no Brasil, dentro do universo de temas pesquisados pelo Pew Research Center, couberam ao presidente Lula e à mídia – esta, atualmente, sob ataque do governo.
Lula conseguiu uma pequena vantagem sobre a mídia, mas com uma margem estreita o suficiente para caracterizar o chamado empate técnico. Nada menos que 84 por cento dos entrevistados no Brasil consideram que a influência do presidente tem sido positiva para o país.
No momento, só Deus seria capaz de superar Lula em avaliação positiva no Brasil e mesmo assim tenho minhas dúvidas, já que o eleitorado se apronta para eleger uma candidata que, segundo voz geral no meio político, era atéia até o início da campanha eleitoral, quando, talvez em resposta à ânsia dos repórteres por novidades, passou a experimentar um processo de conversão progressiva e rápida.
Assim, essa candidata teria avançado do ateísmo àquela “reza básica” quando o avião balança, maneira com que “a gente vai assim equilibrando as coisas” entre o “não sei se é, não sei se não é”, chegando às lembranças da formação cultural católica e do batismo até a mais recente afirmação categórica – “Sou católica, com certeza”.
Mas a mídia – que por falta de coisa mais importante a fazer, anda aqui e ali informando (com demasiada discrição) sobre a orientação religiosa ou o ateísmo de candidatos a presidente da República, uma informação que pode não ter importância para muitos eleitores, mas tem grande importância para muitos outros – não fica quase nada atrás do presidente Lula.
Dos entrevistados pelo Pew Research Center (podem esperar, alguém vai alegar que não vale, por ser entidade sediada em Washington e ter nome em inglês), 81 por cento avaliam que a mídia tem tido uma influência boa para o Brasil.
Assim, quando a mídia critica o presidente, a grande maioria das pessoas não concorda. A outra face da moeda é a de que, quando o presidente critica a mídia, ou simplesmente a ataca, grosseiramente, como vem fazendo nos últimos dias – período em que a mídia tem denunciado certas malfeitorias no governo – a grande maioria das pessoas não concorda com o presidente.
Esta é uma boa razão para ele refletir. Talvez conclua que deve rever os conceitos recentemente emitidos sobre a mídia. Ou talvez conclua, como fez seu colega venezuelano Hugo Chávez, que vale a pena manter a queda de braço e que acabará vencendo. Mas, se vencerá ou não, caso persista, somente a história nos contará.

Pages: 1 2

  • Arquivos

  • setembro 2010
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930