======================================================
BOA NOITE!!!

set
14
Posted on 14-09-2010
Filed Under (Charges) by vitor on 14-09-2010


=======================================================
Pelicano, hoje no Bom Dia (SP)


=======================================================
A policia francesa evacuou a Torre Eiffel e algumas ruas próximas devido a um alerta de bomba. Segundo um reporter da France Press a evacuação foi realizada de forma tranquila. A famosa torre e uma parte do Campo de Marte, que lhe fica adjacente, foram evacuados esta tarde, de terça-feira, pela polícia de Paris, que afastou da zona cerca de duas mil pessoas.

De acordo com a câmara municipal de Paris, a sociedade que gere o monumento «recebeu um alerta anónimo cerca das 20:20, no horário francês, 15:20 horário de Brasília.

«Brigadas especializadas, incluindo binómios homem/cão, seguiram para o local, de modo a fiscalizar, piso a piso, a Torre Eiffel», acrescentou a autarquia parisiense.

(Com informações do portal europeu TSF e France Oress)


======================================================
Esta vem de mineração distante, lá da Califórnia. Para ser mais exato, vem lá da localidade de Belmont, na área da lindissima baia de San Francisco. Chega na Bahia pelas mãos saudosas de Regina Soares, com cheiro e sabor de samba brasileiro do melhor, para alegrar a tarde desta terça-feira. BP estava precisando e seu editor agradece.

(Vitor Hugo Soares)

DEU NO TERRA (ELEIÇÕES 2010)

Claudia Andrade

Direto de Brasília

Pesquisa do Instituto Sensus encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) mostrou nesta terça-feira (14) a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, com mais da metade das intenções de voto no levantamento estimulado – quando os nomes dos candidatos são mencionados. Dilma tem 50,5%, contra 26,4% do seu principal adversário, o tucano José Serra. Marina Silva, do PV, aparece com 8,9%. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.
Nenhum dos outros candidatos ao Palácio do Planalto chegou a ter 1% das intenções de voto. Brancos e nulos somaram 3,5% e indecisos, 9,1%. Dilma Rousseff tem 57,8% dos votos válidos, enquanto Serra totaliza 30,2% dos votos válidos – descontando brancos, nulos e indecisos. Desta forma, se a eleição fosse hoje, a candidata petista venceria em primeiro turno.
Para realização da pesquisa, foram feitas 2 mil entrevistas, em 24 Estados do País, entre os dias 10 e 12 de setembro. O número de registro no Tribunal Superior Eleitoral é o 29.517/2010.
No levantamento anterior, realizado entre 20 e 22 de agosto, a petista tinha 46% das intenções de voto, contra 28,1% de José Serra e 8,1% de Marina Silva. O percentual de votos brancos e nulos era maior: 5,1%, assim como o de eleitores indecisos: 11,7%.
Na pesquisa espontânea, em que os nomes dos candidatos não são indicados aos entrevistados, Dilma Rousseff aparece com 44,3% das intenções de voto, contra 23% de José Serra e 7,1% de Marina Silva. Na pesquisa anterior, Dilma aparecia com 37,2%, Serra, com 21,2%, e Marina com 6%.
A análise do limite de voto do eleitor mostrou rejeição de 41,3% do candidato José Serra e de 29,4% de Dilma Rousseff. Marina Silva é a candidata em que “não votaria” para 45% dos entrevistados. A avaliação da CNT é que, historicamente, rejeições acima de 40% são mais difíceis de serem revertidas.
O Instituto Sensus também fez uma simulação de um eventual segundo turno entre Dilma e Serra. A petista venceria com 55,5% dos votos, contra 32,9% do tucano. Brancos e nulos somaram 5,9% e indecisos, 5,7%.

LEIA MAIS ELEIÇÕES NO TERRA:
http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2010/noticias

set
14

Dirceu: autocrítica na Bahia

===============================================

DEU EM A TARDE

José Dirceu (PT), em visita a Salvador ontem (13), proferiu uma palestra para sindicalistas no Comitê dos Petroleiros, no Jardim de Alá. Sem saber da presença de jornalistas, o deputado cassado e ex-chefe da Casa Civil avaliou que a candidata do seu partido a presidente, Dilma Rousseff, “não se representa” sozinha, mas acredita que a eleição dela está “carimbada”.

Dirceu avalia que a presidenciável tem uma liderança limitada, diferentemente de figuras como Antonio Carlos Magalhães. “A Dilma não é uma liderança que tenha uma grande expressão popular, eleitoral, uma raiz histórica no país como o Lula teve, como o Brizola, o Arraes, e como a própria direita também teve aqui mesmo (na Bahia), uma liderança que foi o próprio ACM que, independentemente do fisiologismo, era uma liderança popular”, falou.

Na autocrítica do partido que ajudou a fundar, Dirceu defende a renovação como prioridade. “Nós temos que voltar a transformar o PT em uma instituição política, para o que ele foi criado, e uma instituição política tem valores, tem programa”, disse.

Na palestra para petroleiros, o ex-ministro José Dirceu assumiu que evita os ambientes públicos ao lado de seus candidatos e exemplificou, ao dizer que ia passar o São João na Bahia este ano, mas desistiu por conta da vinda de Dilma. “Não gosto de estar presente porque a imprensa transforma a minha presença em campanha contra ela e o PT”, assumiu.

O petista disse que “já pagou o mico em 2005”, quando teve o mandato de deputado federal cassado por conta do Mensalão, e que se prepara para o julgamento do Supremo Tribunal Federal, ano que vem. O petista fez um longo histórico sobre as dificuldades políticas dos governos de Lula e colocou em xeque a ética dos senadores peemedebistas Renan Calheiros e José Sarney. “Quando fizemos o Alencar vice do Lula, ganhamos a eleição. Como nós ganhamos essa quando o PMDB não ficou com o PSDB, porque aquele movimento anti-Renan Calheiros, anti-José Sarney – vocês não vão acreditar que eles são éticos…”, declarou.


============================================================
Primeiro lugar no Festival Nacional de MPB da
TV Excelsior, em 66, foi defendida pela
cantora Tuca e por Airto Moreira.
Esta é a versão de um dos seus autores:
Geraldo Vandré.
BOM DIA!!!


DEU NO COMUNIQUE-SE (PORTAL ESPECIALIZADO EM NOTÍCIAS DE BASTIDORES DA IMPRENSA)

Da Redação

A ombudsman da Folha de S. Paulo Suzana Singer criticou o jornal por ignorar a campanha #Dilmafactsbyfolha, que questionava a imparcialidade do veículo no tratamento dado à candidata à Presidência, Dilma Rousseff (PT). Na última semana, a campanha chegou ao topo do Trending Topics mundial, como um dos assuntos mais comentados no Twitter. Ao todo, foram postadas mais 45 mil mensagens críticas ao jornal.

Cala Boca Galvão e #Dilmafactsbyfolha
“Não dá para desprezar essa reação e a Folha fez isso. Não respondeu aos internautas no Twitter e não noticiou o fenômeno. O “Cala Boca Galvão” durante a Copa virou notícia. No primeiro debate eleitoral on-line, feito por Folha/UOL em agosto, publicou-se com orgulho que o evento tinha sido um “trending topic”. Não dá para olhar para as redes sociais apenas quando interessa”, escreveu a ombudsman.

Segundo ela, o jornal deveria buscar o equilíbrio e “abrir espaço para vozes dissonantes”. Suzana também criticou a manchete “Consumidor de luz pagou R$ 1 bi por falha de Dilma”, que levou à campanha no Twitter. Para ela, a Folha “avançou o sinal”, e que as conclusões do caso devem ser do leitor, não do jornalista.

set
14
Posted on 14-09-2010
Filed Under (Artigos, Ivan) by vitor on 14-09-2010


=================================================
OPINIÃO POLÍTICA
Eleitor está tiririca
Ivan de Carvalho

Nas eleições de outubro de 1958 para a Câmara Municipal de São Paulo foi eleito com cerca de 100 mil votos o rinoceronte fêmea Cacareco, uma votação extraordinária naquele tempo, quando ninguém teve naquelas eleições, em São Paulo, mais de 110 mil votos. Cacareco, filha de Britador e Terezinha, nascida no zoológico do Rio de Janeiro e emprestada para a inauguração do zoológico de São Paulo, foi lançada candidata a vereadora pelo jornalista Itaboraí Martins, crítico da atuação da Câmara Municipal paulistana. A brincadeira pegou. Usavam-se cédulas individuais de papel, de modo que o voto em Cacareco era possível, o que já não seria com as urnas eletrônicas de hoje.

Se fosse candidata às eleições presidenciais deste ano, Cacareco talvez usasse o nome de Cacareca, já que a candidata a presidente Dilma Rousseff escolheu ser proclamada candidata a presidenta, palavra que não existe (ou não existia) no vocabulário português.

Presidente é uma palavra neutra, não varia segundo o gênero, mas Lula, Dilma e o marketing da campanha dela resolveram que chamá-la de candidata a “presidenta” a identificaria melhor com o eleitorado feminino, que andava meio arisco em relação a Dilma quando essa decisão foi tomada.

No entanto, do Palácio do Planalto já foram lançados nos últimos oito anos tantos insultos ao idioma de Camões que essa história de “presidenta”, salvo por uma certa dor de ouvido, vem sendo assimilada com bastante naturalidade. Atentado maior contra o vernáculo cometeu o presidente ao decretar o tal acordo ortográfico, que tem se revelado, em nível internacional, um total desacordo, pois tanto Portugal quanto os demais países que usam o idioma português recusam-se até aqui a aplicá-lo.

Tenho a impressão de que o acordo ortográfico foi adotado aqui no Brasil como uma espécie de facilitário. É que há uma imensa parcela da população que enfrenta dificuldades grandes com o idioma. Então, junto com uma ou outra coisa correta – a exemplo da reinclusão das letras K, W e Y e da queda do trema, que já estava mesmo praticamente em desuso – decidiram por simplificar coisas que a muitos pareciam extremamente complexas, a exemplo do uso da crase.

Mas deixa pra lá. Voltemos à Cacareco. A revista Time abriu-lhe espaço e até citou a opinião de um eleitor: “É melhor eleger um rinoceronte do que um asno”. Aliás, deixa também a Cacareco pra lá, já escrevi a respeito. E devo lembrar ainda o Macaco Tião (nome dado em homenagem ao padroeiro do Rio de Janeiro, São Sebastião), que em 1988 teve 400 mil votos para a prefeitura carioca, ficando em terceiro lugar entre 12 candidatos. Está no Guinness World Records como o chimpanzé que recebeu mais votos no mundo.

Agora ninguém pode votar em Cacareco ou no Macaco Tião (ambos já morreram, aliás), mas ainda é possível, para os paulistas, votar em Tiririca para deputado federal. O palhaço está filiado ao PR em coligação com o PT e o PC do B, é considerado “puxador de votos”. Ele aparece em primeiro lugar em São Paulo no conjunto de pesquisas do Ibope para a Câmara dos Deputados. É governista, mas seu slogan é “Pior que tá num fica, vote Tiririca”. Ele pede: “Vote no abestado”. Pode até ser o deputado mais votado do Brasil em 3 de outubro. Candidato “abestado”, eleitor abestado…

  • Arquivos

  • setembro 2010
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930