set
12
Postado em 12-09-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 12-09-2010 23:36

Debate: empate na Rede TV

=======================================================
Acabou o debate dos presidenciáveis na Rede TV , realizado no chamado horário nobre do domingo.
Menos engessado no formato e mais “quente” nos temas abordados, aparentemente salvaram-se os quatro participantes, com alguns arranhões sem gravidade.Pelas declarações de contentamento de cada candidato com seus respectivos desempenhos depois da refrega, aparentemente deu empate. Salvo melhor avaliação de futuras pesquisas.

Sob ataques dos adversários por conta de denúncias de corrupção que marcaram o governo e suspeitas de irregularidades cometidas por seus aliados, a presidenciável petista Dilma Rousseff disse não aceitar ser julgada por acusações que recaem sobre terceiros. A petista passou boa parte do debate organizado na noite de hoje pela Rede TV! rebatendo o discurso ético de adversários.

Tanto o tucano José Serra quanto a candidata do PV, Marina Silva, confirmaram as expectativas e subiram o tom contra Dilma durante o debate. Ainda assim, evitaram tomar a iniciativa de mencionar pela primeira vez as denúncias trazidas pela revista Veja deste fim demana, envolvendo em um susposto esquema de lobby o filho da ministra da Casa Civil, Erenice Guerra. Considerada uma das pessoas de confiança de Dilma, Erenice é apontada como uma das favoritas da petista para compor um eventual ministério.

Coube à jornalista Renata Lo Prete trazer à tona o caso, perguntando a Dilma se ela poria a mão no fogo por sua antiga secretária-executiva. “Não vou aceitar que se julgue minha pessoa baseado no que aconteceu com o filho de uma ex-assessora minha”, disse Dilma, ao afirmar que o assunto “cheira a manobra eleitoreira”. “Eu tenho até hoje a melhor e maior impressão da ministra Erenice”, reiterou a petista. Ela argumentou que a acusação que, se de fato as investigações confirmarem alguma irregularidades, defender punições cabíveis.

Serra teve sua primeira oportunidade de subir o tom contra Dilma logo na abertura do debate. Foi o segundo a responder a uma pergunta sobre quais avalia serem os sucessos e fracassos do atual governo. Enquanto a petista investiu na tese de que o governo soube crescer com distribuição de renda, Serra engatou: “O maior fracasso foram os casos do mensalão, o dossiê dos aloprados e agora essas violações na Receita”, afirmou Serra, em referência à crise política de 2005, à tentativa de compra de um dossiê contra tucanos na eleição de 2006 e ao recente vazamento de dados sigilosos de tucanos na Receita Federal.

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações do IG)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2010
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930