DEU NO TERRA (ELEIÇÕES 2010)

Claudio Leal

Direto de São Paulo

“Estão procurando uma bala de prata”, afirmou a candidata Dilma Rousseff, na entrada do Hospital Sírio-Libanês, na tarde deste sábado (11), sobre as últimas denúncias contra a ministra da Casa Civil, Erenice Guerra. Antes da visita ao vice-presidente José Alencar, Dilma conversou com jornalistas e desqualificou as críticas de seu oponente José Serra (PSDB) a sua campanha a partir da reportagem da revista Veja.

Erenice Guerra, segundo a revista, teria atuado para viabilizar negócios nos Correios intermediados por uma empresa de consultoria de seu filho, Israel Guerra. Segundo a reportagem, Erenice teria se encontrado com o empresário Fábio Baracat, ex-sócio da MTA Linhas Aéreas, que atua com transporte de correspondências. A atual ministra nega os encontros fora de agenda oficial.

“Eu acho que o meu adversário tem perdido todas as estribeiras… periga passar as eleições chamado de caluniador”, advertiu Dilma. A candidata garantiu ter mantido pouco contato com Erenice e que não conhece os empresários citados como próximos à ministra da Casa Civil. “Até hoje ela tem a minha confiança”.

A candidata petista considera essa questão como “governamental” e não quis comentar o conteúdo da denúncia da revista. Dilma garantiu ainda que conhece “muito o pouco” o filho de Erenice Guerra.

Sorrindo, Dilma disse que estão fazendo coisas “do arco da velha”. “Espero que essa campanha não se paute por isso”, comentou a ex-ministra, sobre uma suposta onda de denuncismo.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2010
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930