set
11
Postado em 11-09-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 11-09-2010 13:56

Obama: hoje no Pentágono/PÚBLICO

=====================================================

Ao lado do secretário da Defesa, Robert Gates, Obama recordou “aquela terrível manhã” em que “um grupo deplorável”, pervertendo os ensinamentos de uma religião, desferiu o mais violento ataque jamais registado em solo americano, com o intuito de dividir e desmoralizar o país.

O Presidente cumpriu um minuto de silêncio às 9h37, a hora em que, há nove anos, o voo número 77 da American Airlines bateu contra a fachada do edifício do Pentágono, nas imediações da capital, provocando 184 mortos.

“Hoje declaramos uma vez mais que nunca lhes concederemos vitória”, sublinhou o Presidente. Mas Obama disse também que na sua luta contra o terrorismo, a América “não sacrificará as liberdades que tanto preza, não se esconderá atrás de muros de suspeição e desconfiança e não cederá ao ódio e à intolerância”.

Por isso, garantiu Barack Obama, a América continuará a defender o direito à liberdade religiosa, a defender a diversidade e a tolerância e a condenar o extremismo.

Antes da cerimónia, na tradicional mensagem radiofónica de sábado, o Presidente admitira que as comemorações do dia 11 de Setembro este ano eram “especialmente difíceis” – falando em abstrato, Obama censurou aqueles que procuraram aproveitar o evento para “alimentar a amargura e usar as nossas diferenças para nos dividir”.
(Informações do jornal Público, de Lisboa)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2010
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930