ago
18
Postado em 18-08-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 18-08-2010 14:17

DEU NO TERRA (ELEIÇÕES 2010)

Reportagem publicada na edição online do jornal argentino Clarín nesta quarta-feira (18) destaca que a candidata do PT à presidência do Brasil, Dilma Rousseff, utilizou sua primeira propaganda veiculada no horário eleitoral gratuito, na terça-feira, para falar sobre o seu passado guerrilheiro. Segundo o jornal, a petista “tem um passado complexo, como todos os políticos em torno de 60 anos que aspiram a cargos eletivos em um país da América do Sul”.

A matéria diz que Dilma atuou em movimentos guerrilheiros dos anos 70 que lutaram contra o regime ditatorial no Brasil. Instruída por seus marqueteiros, ela falou seus “segredos” durante o programa eleitoral para evitar que os adversários utilizem a imagem de “militante armada” para prejudicar sua campanha.

De acordo com a reportagem, os relatos da candidata foram isentos de qualquer drama, apesar de utilizar palavras simples e em tom emocionado. Durante a propaganda, Dilma explicou ao eleitorado que esteve presa por lutar pela democracia e pela justiça.

O Clarín fala que Dilma foi uma militante da Vanguarda Armada Revolucionária Palmares e uma das cabeças em uma operação de recuperação de dinheiro, um assalto, à casa da amante do governador do Rio de Janeiro Adhemar Barros, em 1969. Segundo a reportagem, a história de Dilma é um tema explorado pela oposição, mas que não alarma as elites locais.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos