ago
17
Postado em 17-08-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 17-08-2010 13:14

O tempo anda ruço em Salvador , Região Metropolitana e Recôncavo Baiano. “Chove inconsequente na província”, como nos versos proféticos do saudoso poeta Carlos Sampaio. Os prédios desabam no centro histórico mal cuidado, e deixam vítimas nas famílias e na memória. O tráfego da primeira capital do País atravancou de vez e os buracos no asfalto dissolvido como Sonrisal escondem armadilhas que também podem ser fatais.”Tudo demorando em ser tão ruim”, canta Caetano.

Mas de sua varanda de frente para o mar do litoral norte, o blogueiro Chico Bruno é dos raros que ainda conseguem enxergar no meio do temporal. Confira, por exemplo, o que ele escreve esta terça-feira em seu site, no texto que Bahia em Pauta reproduz, sobre a dança louca dos institutos de pesquisa e o horário eleitoral gratuito iniciado hoje.

(Vitor Hugo Soares)

==============================================================

Direto da Varanda: Chico Bruno

Tudo agora depende do guia eleitoral

Para os analistas fissurados em pesquisa eleitoral Serra entra no guia eleitoral com a eleição perdida.

Além do amparo das pesquisas, esses analistas argumentam que desde 1989 nenhuma eleição presidencial virou no guia eleitoral.

Como contorcionistas, eles ignoram que Collor, FHC e Alckmin cresceram no horário gratuito eleitoral.

Esses analistas usam sempre meias verdades como argumento.

Na eleição de 2006, por exemplo, esses analistas asseguravam que Lula venceria no 1º turno.

Eles baseavam-se nas pesquisas, o Ibope apontava uma diferença pró-Lula de 26 pontos percentuais sobre Alckmin.

Os 26 pontos foram reduzidos a seis pontos quando terminou a contagem dos votos do 1º turno, o que remeteu a eleição para um 2º turno.

Para esses analistas, o guia eleitoral não teve a mínima influência. Eles creditam a redução da diferença ao dossiê dos Aloprados.

O interessante é que conforme a conveniência, eles afirmam que as pesquisas eleitorais refletem uma fotografia do momento.

No momento, eles não pensam assim.

Todos vendem a idéia que a eleição será vencida por Dilma Rousseff no primeiro turno.

Se a eleição for para o 2º turno acharão uma desculpa.

Vale lembrar, que esses analistas não levam em consideração as viradas em campanhas majoritárias estaduais e municipais, como a de Jaques Wagner ou a de Luiza Erundina.

Ou a de Gilberto Kassab que saiu de 14% nas pesquisas para a vitória no 1º turno contra Marta Suplicy e Geraldo Alckmin, chegando a 60,7% dos votos contra Marta no 2º turno.

Vale lembrar que o guia eleitoral marcou a primeira eleição direta em 1989.

Fernando Collor renunciou ao governo das Alagoas e se transformou em celebridade nacional, graças ao guia eleitoral.

Collor, um desconhecido, deixou para trás mitos como Leonel Brizola, Ulysses Guimarães e Mário Covas, e surpreendeu no programa eleitoral Lula com o depoimento de Miriam Cordeiro, que revelou ao País a existência de uma filha do petista com ela.

Outro exemplo da força do guia eleitoral foi Enéas.

Candidato a presidente em 1994 com apenas um minuto de tempo no guia ficou em terceiro lugar com 4,7 milhões de votos graças ao mote: “meu nome é Enéas”.

É por essas e outras, que não me atrevo a prever o que vai acontecer no dia 3 de outubro, principalmente por que às pesquisas eleitorais refletem um momento.

Quem é do ramo sabe que muita coisa pode acontecer nos próximos 45 dias.
===============================================================
Leia mais no site de Chico Bruno:

http://www.chicobruno.com.br/

Be Sociable, Share!

Comentários

rosana santana on 17 agosto, 2010 at 15:51 #

Chico é show de bola! Inteligente, brilhante, competente e figura humana como poucas.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos