ago
13
Postado em 13-08-2010
Arquivado em (Artigos, Ivan) por vitor em 13-08-2010 09:09

Serra na Bahia:segurança em pauta

====================================================================

OPINIÃO POLÍTICA

A campanha e a segurança

Ivan de Carvalho

Em seu artigo desta sexta-feira, na Tribuna da Bahia, o colunista político Ivan de Carvalho destaca a presença de José Serra em Salvador. À tarde, no restaurante do SENAC, no Pelourinho, o candidato da coligação PSDB-DEM-PTB-PPS, José Serra, anuncia ao país sua proposta para a área da segurança pública. A previsão é de um ato relevante. “Espero que realmente seja”, diz Ivan no texto que BP reproduz.
(VHS)
=============================================================================

Um ato relevante da campanha eleitoral para a Presidência da República está previsto para hoje em Salvador. À tarde, no restaurante do SENAC, no Pelourinho, o candidato da coligação PSDB-DEM-PTB-PPS, José Serra, anuncia ao país sua proposta para a área da segurança pública.

O ato é relevante porque o ex-governador paulista é, inegavelmente, um dos dois principais candidatos a presidente. Somente ele e a candidata governista Dilma Rousseff, do PT, têm chances de vencer as eleições e por em prática (ou não, o que muitas vezes acontece) o que já prometeram e o que ainda vão prometer aos eleitores e, com isso, à sociedade brasileira, durante a campanha.

Também é relevante porque o que José Serra vai apresentar hoje em Salvador, mas para o país, diz respeito a um dos três temas mais essenciais, no momento, à vida e à qualidade de vida dos brasileiros no futuro imediato e mediato. Esses três temas são a saúde, a segurança pública e a educação.

É evidente que existem outros temas igualmente essenciais, a exemplo do representado pela produção de alimentos, pelos valores éticos da sociedade e do Estado, pelo emprego, pela distribuição de renda, pela preservação da democracia e do estado de direito, pela liberdade em seus múltiplos e todos capitais aspectos, liberdade cada vez mais ameaçada por avanços tecnológicos que caminham para produzir o monitoramento do indivíduo e, na sequência, muito possivelmente, o cancelamento de sua liberdade.

Mas no momento atual não há déficit de produção de alimentos no Brasil, os valores éticos só podem ser recuperados, no que estejam faltando, a longo prazo, a oferta de empregos não está numa fase ruim, embora tenha muito que melhorar, sobretudo quanto à qualidade (e aí se insere a educação, bem como na distribuição de renda, mas é bom ressalvar que não só nesses dois casos fundamentais). Quanto à preservação do estado democrático de direito, creio que paira uma ameaça difusa “no ar”, mas não parece haver ainda reunidos – e na intensidade que geraria perigo imediato – os fatores capazes de destruí-lo.

Quanto à liberdade ameaçada por más intenções capacitadas e potencializadas pela tecnologia, este é um problema tão novo quanto complexo e não vejo como abordá-lo como um simples tópico deste artigo. Disto falaremos em outras ocasiões.

Excetuando a ameaça planetária à liberdade do indivíduo, com repercussão em cada país isoladamente, nada, no momento – no que um governo pode interferir – é tão preocupante quanto a saúde, a segurança e a educação. Esta última questão há que ser resolvida progressivamente, exigindo abordagem em prazo muito mais dilatado que a saúde e a segurança pública, ambas intrinsecamente vinculadas à preservação da vida e ambas (como também a educação) em situação extremamente crítica no Brasil, exigindo intervenção massiva, drástica e imediata.

Daí que a proposta do candidato Serra para o setor de segurança me parece tão relevante. Espero que realmente seja. Que ele promete criar um Ministério da Segurança Pública já se sabe, mas importa saber o que significa isto e o que mais ele se compromete a fazer no setor e como pretende fazer. Aliás, Dilma Rousseff, após Serra prometer a criação do Ministério da Segurança Pública, está fazendo às pressas um projeto de combate ao crack. Tudo bem, mas antes do crack tornar-se uma praga, a insegurança pública já o era. Talvez por isto o crack achou tanta facilidade para instalar-se.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos