==============================================================
Antes de ser sabatinado pelo repórter Tonico Ferreira o candidato do PSOL à Presidência da República, Plínio de Arruda Sampaio, passou um pito na TV Globo nesta quinta-feira durante gravação da entrevista para o Jornal Nacional.

Revoltado com o tempo de apenas três minutos dado pela emissora para que ele pudesse apresentar suas propostas, o candidato resolveu protestar em rede nacional: “A Globo inventou para o debate presidencial a classe executiva, com os candidatos “chapa branca”, e a classe econômica que não tem a bancada e os doze minutos, que serve apenas ao candidato do PSOL”, afirmou.

O protesto do candidato foi exibido pela TV Globo como condição para que a entrevista fosse ao ar. O apresentador do Jornal Nacional, Willian Bonner, explicou que o candidato teve apenas três minutos porque não pontuou nas últimas pesquisas de intenção de voto.

“O critério da TV Globo foi entrevistar na bancada do Jornal Nacional, em doze minutos, os candidatos de partidos com representação na Câmara que tenham ao menos 3% das intenções de voto nas pesquisas eleitorais, sem considerar a margem de erro”, justificou Bonner. “Na última pesquisa divulgada pelo Ibope, Plínio não pontuou. Nas próximas, se o desempenho do candidato atender ao critério, ele será convidado para as entrevistas na bancada do Bom Dia Brasil e do Jornal da Globo”, afirmou o apresentador.
(Informações do IG)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos