Deu no Terra (Eleições 2010)
Claudia Andrade
Direto de Brasília

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, voltou a negar neste domingo (8) qualquer relação com a suposta montagem de dossiês. Questionada sobre a reportagem da revista Veja que aponta a sede da Previ (fundo de previdência dos funcionários do Banco do Brasil) como sede da suposta produção de dossiês, a candidata disse que a tentativa de vincular sua campanha às denúncias tem intenção “eleitoreira”.

“Eu não acredito que tenha algo a ver isso com a minha campanha. Primeiro que isso de alguém acusar alguém tem que ser provado. Mas, de qualquer jeito, eu não tenho, minha campanha não tem nenhuma vinculação com a Previ. Eu não entendo qual é a relação”.

Para Dilma Rousseff, fatos semelhantes ocorreram também em governos anteriores, sem que fosse feita qualquer ligação com a candidatura de seus adversários. “Também é possível que a imprensa levante tudo o que aconteceu em governos anteriores. Por exemplo, todos os grampos que aconteceram durante a privatização do BNDES. Elas atingirão, por acaso, o candidato da oposição, o José Serra?”, questionou.

“Se for fazer a vinculação de denúncias com pessoas que integraram os governos, tem que fazer com todos e não só com os meus. Porque isso me parece bastante eleitoreiro, essa tentativa de vinculação (com a campanha petista). É muito oportunismo”, acrescentou.

O grampo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social citado pela candidata ocorreu em 1998, durante a privatização do sistema Telebrás. A acusação foi feita pelo Ministério Público a partir de gravações telefônicas que apontariam um esquema de favorecimento no processo de privatização. O escândalo derrubou o então ministro das Comunicações, Luiz Carlos Mendonça de Barros, além de integrantes da diretoria do BNDES.

A candidata petista fez uma caminhada na manhã deste domingo em uma feira livre de Ceilândia, cidade do Distrito Federal.

Be Sociable, Share!

Comentários

danilo on 9 agosto, 2010 at 16:32 #

a política brasileira é mesmo um lixo e todos os partidos são iguais. quem lembra do PT esbravejando contra ACM Malvadeza por fazer dossiês e mandar grampear adversários, hein? e agora o PT usa do mesmo artifício. Iogualzinho sem tirar nem pôr. Talvez até pior, porque Malvadez nunca escondeu isso. Já o PT era aquele poço cristalino de hombridade, e hoje virou esta vala de água putrefeita.

agora o que deu mais raiva mesmo foi saber do dossiê do PT contra D. Ruth Cardoso e que foi divulgado às vésperas da sua morte. e eis que no velório de D. Ruth aparece Lulla e se abraça emocionado com FHC como se nada tivesse acontecido.

diante de fatos tão deploráveis e naquela situação, qualquer brasileiro com um mínimo de honradez enxotaria Lulla do recinto na hora.


Carlos Volney on 9 agosto, 2010 at 19:12 #

Não resisto a dar uma opinião sobre o comentário do sr. Danilo. Para mim, disputa entre PT E PSDB é bem pior que briga de quadrilha. Estas, para mim, desprezam menos a ética. Então, tanto o PT pode ter fabricado os vários dossiês, como eles podem ser invenção do PSDB para desmoralizar o outro. E divulgados pela VEJA, então?…. Agora, acreditando-se no dossiê sobre dona Ruth, era verdadeiramente para o Lula ser enxotado. Mas, como isso teria de ser feito por alguém com honradez, quem poderia fazê-lo naquele momento? FHC??Só em piada….


Marco Lino on 10 agosto, 2010 at 0:02 #

Nunca na história deste país um 31 de dezembro foi tão festejado como será o próximo. Não é para menos, pois nunca o país foi tão achincalhado como nos últimos anos. Os nossos velhos valores morais e éticos, tão puramente trazidos pelos nossos pais portugueses, estão em frangalhos. Corrupção sempre houve, é claro, mas não no volume e grau em que essa gente introduziu na nossa jovem República. Nossa ainda informe democracia corre risco de morrer prematuramente.

Retirantes, sindicalistas, desempregados, arruaceiros e políticos sem nenhuma classe aparelharam Brasília, os principais postos do governo, aparelharam o Estado! Onde já se viu palácio ocupado pela plebe? Só na revolução dos bichos! Palácio combina com corte, gente fina, elegante, poliglota, de berço! Por mais dinheiro que esses retirantes consigam com a corrupção nunca serão como um bem nascido da zona sul carioca ou paulista. Questão de berço. Brasília será desinfetada no final de ano. Venha voando 31 de dezembro!!!

Certo estava Nietzsche quando, sem nenhum pudor, disse que Sócrates era feio por ser mestiço. Belo e fino era Platão…

ps(1): Estará o professor Alencastro certo? Não tenho tanta certeza, mas ele diz que a classe média está ressentida… Vejamos o que ele diz:

“ Isso já está acontecendo. É o que alimenta a agressividade anti-Lula de certos jornais e revistas, que retratam a perplexidade de uma camada social insegura: os pobres estão satisfeitos e os ricaços também, mas a velha classe média não acha graça nenhuma. Ter doméstica com direito trabalhista, pobres e remediados comprando carro e atrapalhando o trânsito, não ter faculdade pública garantida para os filhos matriculados em escola particular. Tudo isso é resultado da mobilidade social, que provoca incompreensão e ressentimento numa parte da classe média. Daí o furor contra o ProUni, as cotas na universidade, o Bolsa Família. Leio a imprensa brasileira pela internet e às vezes fico pasmo com os comentários dos leitores, a agressividade e o preconceito social explícitos. O discurso de gente como o senador Demóstenes Torres no DEM [contra o sistema de cotas raciais nas universidades públicas] indica uma guinada à direita da direita parecida com a dos republicanos nos Estados Unidos. Lá, esse extremismo empolgou o partido inteiro e pode desestabilizar o país. A falta de perspectiva da oposição cria um vácuo para o radicalismo.” Será?

ps(2): Estaria Marx certo ao supor que a classe média tinha pavor dos “de baixo”? Sei lá, Marx morreu…

Abs


danilo on 10 agosto, 2010 at 2:01 #

meu Deus, quanto maniqueísmo fajuta. demonizar a velha classe média é coisa ultrapassada demais. é coisa de stalinista mesmo. ainda mais estando de braços dados e almas entregues a Collor, Sarney, Renan.

quanta crueldade para com uma classe que foi fundamental em episódios importantes na redemocratização do país e que acreditou nas promessas de Lulla e votou em peso nelle, principalmente este segmento mais crítico da classe média.

e se no futuro esta nova classe média lullista se informar e descobrir q Lulla foi um baita de um demagogo? os lullo-petistas irão demonizá-la por ter abandonado o barco??

e tudo isso como se os llu-petistas também não fossem adeptos da vida burguesa. vide os mangangões do PT e do alto sindicalismo pelego.

preconceito invertido é isso aí. e é tão ou mais sacana quanto o preconceito da atual zelite contra o torneiro mecânico…


danilo on 10 agosto, 2010 at 2:10 #

ah sim, como a recista Veja era bacan quando denunciava a corrupção de Collor [fase pré-lullista] e alimentada com informações passadas por Zé Dirceu, estampava os escândalos do Sivam e as piruetas tersecutórias do procurador medonho Luis Francisco.

engraçado é que os dossiês de ACM Malvadeza e os possíveis contra-dossiês do PSDB são verdadeiros. já os dossiês fabricados pelo PT são apenas suposições.

o Brasil tá mal com essa guerrinha provinciana, ridícula e maiqueísta. de um lado os bons, do outro a escória, quando tudo é a mesmíssima merda.


Marco Lino on 10 agosto, 2010 at 11:43 #

Calma Danilo, eu apenas concordei contigo… Quem deu “pitaco” foi o outro “companheiro”… hehehe
Abs e bom dia!!


Marco Lino on 10 agosto, 2010 at 14:32 #

Pois é

A “luta de classes” acabou (para alguns ela nunca existiu), mas deve ter ficado algum ressentimento entre as classes… (risos).

E o pior é que antes a crítica à classe média partia da própria classe média intelectualizada. Sérgio Buarque, por exemplo, disse que a classe média brasileira era burra. Hoje, além dos “intelectuais”, essa crítica é feita também pelos “emergentes” com acesso à web. hehehe

Agora, cá pra nós, trocar Prado Jr e Celso Furtado por Diogo Mainardi e Arnaldo Jabor é dose, não? A idiotização pós-moderna assola nosso Brasil Varonil! Ninguém merece…


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos