ago
07
Postado em 07-08-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 07-08-2010 22:51

Eliana: dedicação à magistratura

========================================
O Senado aprovou na tarde da última quarta-feira, dia 4, a indicação da Ministra (baiana) Eliana Calmon para compor o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A aprovação ocorreu com 51 votos a favor e três contra. No mesmo dia (pela manhã), ela foi sabatinada pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado
O nome da ministra precisa agora ser aprovado pelo Plenário. “ Estamos encaminhando a indicação para que o nome da ministra seja votado pelo Plenário ainda nesta tarde”, informou o presidente da CCJ, senador Demóstenes Torres (DEM-GO) na quarta-feira.

O CNJ controla a atuação administrativa e financeira dos órgãos do Poder Judiciário, além de supervisionar o cumprimento dos deveres funcionais dos magistrados. O órgão é composto por 15 integrantes, com mandato de dois anos, sendo admitida uma recondução.

Eliana Calmon é formada em Direito pela Universidade Fedeal da Bahia (UFBA) e foi a primeira mulher a ocupar uma cadeira no STJ, onde está desde 1999. Ela iniciou a carreira da magistratura como juíza federal e depois integrou o Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Antes, havia sido procuradora da República. A candidata ao CNJ tem cursos no Brasil e no exterior na área do Direito e é autora de vários livros e artigos técnicos, além de ter proferido palestras em eventos nacionais e internacionais.
Em seu pronunciamento durante a sabatina, a ministra afirmou ter orgulho de fazer parte da magistratura há 32 anos, 11 dos quais no STJ. Assinalou, ainda, que o CNJ é um órgão que se impôs pela sua importância dentro da magistratura e pela popularidade que ganhou. “Serei dedicada a essa nova função da mesma forma que me dediquei nesses 32 anos à magistratura”, garantiu Eliana Calmon.

(Com informações da Agência Senado)

Be Sociable, Share!

Comentários

Mariana Soares on 8 agosto, 2010 at 10:57 #

Parabéns a Ministra Eliana, que também foi minha inesquecível mestra na universidade, e certamente abrilhantará o CNJ, onde assumirá o cargo de Corregedora-Geral, em substituição ao Ministro Gilson Dipp, valoroso combatente à corrupção que avassala este país. A missão dela não é fácil, mas ela já mostrou no STJ e em toda sua vida de magistrada que tem fôlego para isto e muito mais. Boa sorte e bom trabalho!


Tania R. Mattos on 1 Janeiro, 2012 at 21:46 #

Só posso dizer, obrigada a Ministra Eliana Calmon, que por admira-la pelo seu brilhante serviço prestado a naçao brasileira, hoje depois dos 50 anos de idade estou seguindo seus passos, sou academica de direito com muito orgulho.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos