Campos(PE) e Wagner(BA): os melhores avaliados

==================================================

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), candidato à reeleição, é o governador mais bem avaliado do País entre os oito que tiveram sua atuação medida pelo Datafolha. Foram ouvidos eleitores dos sete maiores colégios eleitorais e do Distrito Federal, entre os dias 20 e 23.

No levantamento do Datafolha, Campos recebeu dos pernambucanos nota média de 7,7. Ele também tem a maior taxa de aprovação: 62% consideram seu governo ótimo ou bom, e 7% o classificam como ruim ou péssimo.

O segundo melhor colocado nesse ranking de governadores é Jaques Wagner (PT), da Bahia, que também tenta se reeleger. O petista teve nota média 6,6.

Em terceiro lugar aparece Orlando Pessuti (PMDB), governador do Paraná desde que Roberto Requião (PMDB) deixou o cargo para disputar uma vaga no Senado. Pessuti recebeu nota 6,3. O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), candidato à reeleição, também tem nota 6,3, mas graças ao critério de desempate está em quarto no ranking.

O critério de desempate do Datafolha é o índice de popularidade, que leva em consideração a taxa de aprovação e a de reprovação. Em quinto lugar está Antonio Anastasia (PSDB), de Minas Gerais. Ex-vice de Aécio Neves (PSDB), que tenta vaga no Senado, o governador está no cargo há quatro meses e recebeu nota 6,2.

Também no cargo há quatro meses, Alberto Goldman (PSDB) assumiu o Estado de São Paulo quando José Serra (PSDB) deixou o cargo para concorrer à Presidência. A sua nota média é 5,7. Para 21% dos paulistas, a gestão Goldman é ótima ou boa, contra 7% que a consideram péssima ou ruim.

Em penúltimo lugar nesse ranking está Yeda Crusius (PSDB), do Rio Grande do Sul. Candidata à reeleição, a tucana aparece com 4,9. Yeda tem a maior taxa de rejeição: 36% dos gaúchos avaliam seu governo como péssimo ou ruim, e 25% o consideram ótimo ou bom.

O pior avaliado é Rogério Rosso (PMDB), governador do Distrito Federal. Há apenas três meses à frente do Executivo do DF, Rosso recebeu nota 4,8. Rosso é o governante que tem a pior taxa de aprovação: 16% de ótimo e bom contra 22% de ruim ou péssimo.

JOÃO É PIOR PREFEITO

Pesquisa do Datafolha divulgada nesta terça-feira também indica que o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, do PSB, lidera o ranking de melhor avaliação, com nota média de 6,5. Já a aprovação ao prefeito curitibano chega a 50% (avaliação de ótimo ou bom a seu governo), após quatro meses de governo. Os que consideram sua gestão regular somam 30%, e ruim ou péssimo atinge apenas 5%. Com esses resultados, o índice de popularidade do prefeito é de 153 pontos,.

O prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro (PMDB), é o administrador com pior avaliação dos habitantes da capital que governa. Obteve 39% de taxa de reprovação dos soteropolitanos, segundo Datafolha. JH teve nota média de 4,5, a mais baixa entre os prefeitos das sete capitais brasileiras pesquisadas (Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Porto Alegre e Curitiba). Apenas 20% dos habitantes de Salvador aprovam sua gestão, indicativo de que pode se constituir em péssimo cabo eleitoral para Geddel Vieira Lima, candidato a governador da Bahia pelo PMDB.

Luciano Ducci está à frente de Márcio Lacerda (PSB), de Belo Horizonte, nota média de 6,3; Eduardo Paes (PMDB), do Rio de Janeiro, nota 5,8; Gilberto Kassab (DEM), São Paulo, 5,5; José Fortunatti (PDT), Porto Alegre, 5,4; João da Costa (PT), Recife, 5,3; e João Henrique Carneiro (PMDB), Salvador, 4,5. Vale lembrar que Luciano Ducci está há apenas 4 meses à frente da Prefeitura.

( Postado por Vitor Hugo Soares, com informações da Folha de S. Paulo, JB Online e portal Jus Brasil)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • julho 2010
    S T Q Q S S D
    « jun   ago »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031