jul
27
Posted on 27-07-2010
Filed Under (Multimídia) by vitor on 27-07-2010


================================================
Através da BP, feliz João Gilberto pra todo mundo!!!

BOA NOITE!!!

(Gilson Nogueira))

jul
27

Wallace: morte em SP

========================================
DEU NO TERRA (ELEIÇÕES 2010)

Arnoldo Santos
Direto de Manaus

O ex-deputado estadual do Amazonas Wallace Souza morreu por volta das 16h30 (hora de Brasília) desta terça-feira, em São Paulo. Segundo informações da assessoria da família de Wallace, em Manaus, o ex-deputado foi vítima de uma infecção generalizada.

Souza estava internado no Hospital Bandeirantes, em São Paulo, desde o dia 18 de março, quando se agravou o quadro da síndrome de Budd Chiari, no fígado, doença contra a qual lutava desde o ano passado.

O ex-deputado foi cassado em outubro de 2009, depois de ser acusado da participação em vários homicídios. Ele também foi expulso do PP. Segundo o Ministério Público, ele usava o programa de televisão que apresentava para forjar casos de polícia envolvendo traficantes da região onde as reportagens eram gravadas. Ele seria o mandante de vários assassinatos, para mostrá-los na TV e ganhar audiência no Estado.

Souza foi preso em outubro do ano passado, e, no dia 16 de fevereiro, passou a cumprir prisão em casa. No início de abril, a Polícia Federal cumpriu o mandado de prisão contra ele, que já estava hospitalizado. Dois agentes federais passaram a fazer a escolta do quarto em São Paulo.

O ex-deputado é irmão do vice-prefeito de Manaus, Carlos, e do vereador Fausto. O filho dele, Raphael Souza, está preso e cumpre pena por tráfico de drogas.

Mais notícias de Política

http://noticias.terra.com.br/

Campos(PE) e Wagner(BA): os melhores avaliados

==================================================

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), candidato à reeleição, é o governador mais bem avaliado do País entre os oito que tiveram sua atuação medida pelo Datafolha. Foram ouvidos eleitores dos sete maiores colégios eleitorais e do Distrito Federal, entre os dias 20 e 23.

No levantamento do Datafolha, Campos recebeu dos pernambucanos nota média de 7,7. Ele também tem a maior taxa de aprovação: 62% consideram seu governo ótimo ou bom, e 7% o classificam como ruim ou péssimo.

O segundo melhor colocado nesse ranking de governadores é Jaques Wagner (PT), da Bahia, que também tenta se reeleger. O petista teve nota média 6,6.

Em terceiro lugar aparece Orlando Pessuti (PMDB), governador do Paraná desde que Roberto Requião (PMDB) deixou o cargo para disputar uma vaga no Senado. Pessuti recebeu nota 6,3. O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), candidato à reeleição, também tem nota 6,3, mas graças ao critério de desempate está em quarto no ranking.

O critério de desempate do Datafolha é o índice de popularidade, que leva em consideração a taxa de aprovação e a de reprovação. Em quinto lugar está Antonio Anastasia (PSDB), de Minas Gerais. Ex-vice de Aécio Neves (PSDB), que tenta vaga no Senado, o governador está no cargo há quatro meses e recebeu nota 6,2.

Também no cargo há quatro meses, Alberto Goldman (PSDB) assumiu o Estado de São Paulo quando José Serra (PSDB) deixou o cargo para concorrer à Presidência. A sua nota média é 5,7. Para 21% dos paulistas, a gestão Goldman é ótima ou boa, contra 7% que a consideram péssima ou ruim.

Em penúltimo lugar nesse ranking está Yeda Crusius (PSDB), do Rio Grande do Sul. Candidata à reeleição, a tucana aparece com 4,9. Yeda tem a maior taxa de rejeição: 36% dos gaúchos avaliam seu governo como péssimo ou ruim, e 25% o consideram ótimo ou bom.

O pior avaliado é Rogério Rosso (PMDB), governador do Distrito Federal. Há apenas três meses à frente do Executivo do DF, Rosso recebeu nota 4,8. Rosso é o governante que tem a pior taxa de aprovação: 16% de ótimo e bom contra 22% de ruim ou péssimo.

JOÃO É PIOR PREFEITO

Pesquisa do Datafolha divulgada nesta terça-feira também indica que o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, do PSB, lidera o ranking de melhor avaliação, com nota média de 6,5. Já a aprovação ao prefeito curitibano chega a 50% (avaliação de ótimo ou bom a seu governo), após quatro meses de governo. Os que consideram sua gestão regular somam 30%, e ruim ou péssimo atinge apenas 5%. Com esses resultados, o índice de popularidade do prefeito é de 153 pontos,.

O prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro (PMDB), é o administrador com pior avaliação dos habitantes da capital que governa. Obteve 39% de taxa de reprovação dos soteropolitanos, segundo Datafolha. JH teve nota média de 4,5, a mais baixa entre os prefeitos das sete capitais brasileiras pesquisadas (Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Porto Alegre e Curitiba). Apenas 20% dos habitantes de Salvador aprovam sua gestão, indicativo de que pode se constituir em péssimo cabo eleitoral para Geddel Vieira Lima, candidato a governador da Bahia pelo PMDB.

Luciano Ducci está à frente de Márcio Lacerda (PSB), de Belo Horizonte, nota média de 6,3; Eduardo Paes (PMDB), do Rio de Janeiro, nota 5,8; Gilberto Kassab (DEM), São Paulo, 5,5; José Fortunatti (PDT), Porto Alegre, 5,4; João da Costa (PT), Recife, 5,3; e João Henrique Carneiro (PMDB), Salvador, 4,5. Vale lembrar que Luciano Ducci está há apenas 4 meses à frente da Prefeitura.

( Postado por Vitor Hugo Soares, com informações da Folha de S. Paulo, JB Online e portal Jus Brasil)

Haroldo lima: na alça de mira

==========================================================

deu no site de CHICO BRUNO

==========================================================

Miriam Leitão

O mico e a pressa

Um plano nacional de contingência para conter vazamento de petróleo é o que o Brasil deve fazer diante das novas circunstâncias criadas pelo desastre do Golfo do México. O que deve ser abandonada é a atitude de que os estrangeiros não sabem nada, e nós sabemos tudo, que está em cada declaração do governo. A postura é arrogante, e mostra desconhecimento de como funciona o setor.

“Esse pessoal da Europa não tem a experiência que nós temos”, como disse ontem o diretor-geral da Agência Nacional de Petróleo (ANP), Haroldo Lima, na entrevista a Ramona Ordoñez, publicada no jornal O Globo.

A British Petroleum foi a primeira empresa a sair da sua região para explorar o petróleo. Antes desse desastre, a BP usou a mesma sonda para perfurar outro poço a mais de 10 mil metros, no campo de Tiber, onde a Petrobras participa. A Petrobras é sócia desse “pessoal da Europa”, para usar a expressão de Haroldo Lima. No poço que deu o problema, o de Macondo (a obra-prima de Gabriel García Márquez não merecia isso), a BP está associada à Anadarko que é a única empresa que no Brasil encontrou petróleo no pré-sal sem estar associada à Petrobras. Ninguém está sozinho ou detém uma tecnologia só sua nesse setor.

– A indústria de petróleo se desenvolve pela interação que existe entre empresas especializadas em serviços e as grandes companhias de petróleo – diz Wagner Freire, ex-diretor de Exploração e Produçãoda Petrobras.

O professor Helder Queiroz, do Grupo de Economia da Energia da UFRJ, confirma:- As tecnologias das empresas são as mesmas, as empresas parapetrolíferas fornecem serviços que são contratados por todas as companhias. A competição e a cooperação entre as firmas é que faz avançar a tecnologia. E isso ficou confirmado na reunião de Houston, quando estiveram 200 empresas do setor discutindo o problema do Golfo do México.

A Petrobras teve quatro acidentes, dois em Enchova, um em Roncador e o da Refinaria Duque de Caxias. Todos com pouco impacto ambiental exceto o vazamento na Baía de Guarabara. Esse histórico já deveria dar à empresa, ao governo brasileiro e à ANP um pouco de humildade. Essa é uma atividade de risco, a nova fronteira de exploração de petróleo é offshore, mesmo que dois terços da produção ainda sejam em terra, a produção de petróleo no mar do Golfo é maior do que a do Brasil. Enfim, há vários motivos para redobrar os cuidados e nenhum para a atitude de superioridade que o governo brasileiro tem demonstrado em seus atos e palavras.

Um fato de pouca repercussão, mas da maior gravidade, é o acidente que acabou de acontecer no Libra, poço que a Petrobras estava perfurando para a ANP na Bacia de Santos. Na visão de Wagner Freire, a situação é toda estranha:

– A perfuração acontece à margem da legislação e das disposições legais porque não é concessão, apesar de ser esse o regime vigente. E como é um poço para a agência reguladora fica mais estranho. A ANP não tem condição de ser operadora e não se sabe a que título a Petrobras está perfurando, se é terceirizada da agência ou não. Não fica claro também a responsabilidade de cada um.

“Juro que não vai doer se um dia eu roubar
o seu anel de brilhantes.
Afinal de contas dei meu coração
E você pôs na estante
Como um troféu
No meio da buginganga
Você me deixou de tanga
Ai de mim que sou romântica!”
=================================================
MaravilhA! Quer mais? Então confira.
BOM DIA!!!

(VHS )

jul
27

Ciro na TV: “o que der na telha”

============================================================================

A revista VEJA publica, na coluna RADAR, assinada pelo jornalista Lauro Jardim:

“Até o início do ano, Ciro Gomes imaginava que nesta altura do campeonato estaria às voltas com uma agenda enlouquecida, típica de candidato a presidente da República — de preferência com o apoio de Lula. Não deu, e ele começa agosto em novas funções: será comentarista do telejornal policial Cidade 190, transmitido na hora do almoço, e do Jornal da Cidade, que vai ao ar à noite, duas atrações da afiliada da Record no Ceará. Três vezes por semana, Ciro dará sua opinião sobre temas políticos, econômicos, policiais e tudo o mais que lhe der na telha”.

jul
27
Posted on 27-07-2010
Filed Under (Artigos, Ivan) by vitor on 27-07-2010


=======================================
A questão do aborto é o tema do artigo do colunista político Ivan de Carvalho na Tribuna da Bahia, que Bahia em Pauta reproduz. Os três principais candidatos a presidente da República – José Serra, Dilma Rousseff e Marina Silva – têm afinal fixada posição clara sobre o aborto, um dos temas que mais estão sobressaindo no debate desse início de campanha eleitoral e, mais do que isto, um dos temas sobre os quais o governo, o Congresso e a sociedade poderão ter que se posicionar no próximo quatriênio. Confira.

(VHS)

=======================================

OPINIÃO POLÍTICA

Aborto:candidatos fixam posições

Ivan de Carvalho

Os três principais candidatos a presidente da República – José Serra, Dilma Rousseff e Marina Silva – têm afinal fixada posição clara sobre o aborto, um dos temas que mais estão sobressaindo no debate desse início de campanha eleitoral e, mais do que isto, um dos temas sobre os quais o governo, o Congresso e a sociedade poderão ter que se posicionar no próximo quatriênio.

Importa – para que o eleitorado possa considerar esse tema essencial com o necessário conhecimento de causa quando for dar seu voto, em outubro – registrar aqui, bem como em todos os lugares possíveis, as posições de cada um dos três principais candidatos a respeito.

Começando por Marina Silva, do PV, evangélica sem contestação. Ela declarou que é contrária ao aborto. Sofreu então ataque intenso no sentido de que é conservadora (?!). Não sei se os atacantes queriam acusá-la de conservadora por ser a favor da conservação da vida humana. Mas Marina sentiu o ataque, manteve a posição pessoal, mas acrescentou uma concessão: admite, se o Congresso assim decidir, a realização de um plebiscito, no qual o eleitorado do país decidiria se o aborto deve ser descriminalizado (liberado) ou não.

Nesse plebiscito, evidentemente, ela poderá, querendo, fazer campanha para que os eleitores digam não à liberação do aborto. Se estiver na presidência da República, sua posição terá grande influência. Mas aborto é, na prática, homicídio cruel de ser humano inocente e indefeso. Será que Marina admitiria um plebiscito para o eleitorado decidir se os homicídios em geral serão liberados ou não?

Dilma Rousseff. Eu a vejo como totalmente favorável à liberação do aborto. Prova: em sabatina no jornal Folha de S. Paulo, em 2007, Dilma defendeu a descriminalização do aborto. “Acho que tem de haver descriminalização do aborto. No Brasil, é um absurdo que não haja, até porque nós sabemos em que condições as mulheres recorrem ao aborto. Não as de classe média, mas as de classe mais pobres deste país”, disse. Mais claro do que isso, só a luz de uma bomba nuclear ou a palavra de Deus – “Não matarás”. E ela agora (antes não) diz que é cristã e católica.

Mas depois de declarar isso, Dilma Rousseff foi lançada por Lula candidata do PT a presidente da República. O governo Lula tem um ministro da Saúde, José Carlos Temporão, que defende a liberação do aborto, considerando-o uma “questão de saúde pública”, mesma tese do presidente Lula, segundo revelou Dilma. E o programa do PT, por decisão do 3º Congresso do partido, defende a descriminalização do aborto.

Em 2007, Dilma alinhou sua posição pessoal com a do governo do qual participava e a posição oficial do PT. Depois disso, foi lançada candidata a presidente. Seu programa de governo, registrado no TSE, era claramente favorável à descriminalização do aborto, provocando forte reação da Igreja Católica e de muitos evangélicos. Ela então tratou de esconder o que é ruim, isto é, camuflar o que lhe ameaçava criar problemas eleitorais. Mudou o programa. E disse: “Eu sou a favor da vida em todas as suas dimensões e todos os seus sentidos. Sou a favor da preservação da vida”, declarou na semana passada. Parece claro, mas não é. A vida do ser humano no ventre materno, a vida da mãe, arriscada nos abortos clandestinos? Claro seria se ela dissesse: “Sou contra a descriminalização do aborto”. Mas isto ela não disse.

A clareza total ficou com o tucano José Serra. No dia 21, eliminou qualquer dúvida. Serra disse que a legalização do aborto prejudicaria programas de prevenção à gravidez indesejada. “Dificultaria o trabalho de prevenção, como no caso da gravidez na adolescência, que é um assunto muito grave. Vai (ter) gravidez para todo o lado porque (a mulher) vai para o SUS e faz o aborto”, disse.

O candidato José Serra acrescentou que a liberação do aborto promoveria uma “carnificina” no país. “Considero o aborto uma coisa terrível”, afirmou, em sabatina promovida pelo jornal Folha de S. Paulo e pelo portal UOL.

jul
27

“Santásticos” despertam expectativas/ MSN

=======================================

Deu na Gazeta Esportiva e no IG

Após a convocação da seleção brasileira nesta segunda-feira para o amistoso contra os EUA, no próximo dia 10 de agosto, na qual o técnico Mano Menezes chamou apenas quatro jogadores que disputaram a Copa da África do Sul (Daniel Alves, Thiago Silva, Ramires e Robinho), sendo apenas um deles titular absoluto (Robinho), a imprensa internacional destacou a renovação na seleção brasileira.

Na manchete do site do jornal A Bola, de Portugal, (“David Luiz estreia-se na ‘canarinha’; Ramires também convocado”), foi comemorada a presença do zagueiro David Luiz, de 23 anos, que saiu do Brasil desconhecido para jogar no Benfica, de Portugal, onde se tornou ídolo. O jornal também lembrou da presença do volante Ramires, outro jogador dos encarnados.

O site da revista americana Sports Illustrated exalta a convocação de Neymar, Paulo Henrique Ganso e Alexandre Pato (“Menezes chama Pato, Ganso e Neymar para estrear”), mas erra quando afirma que o atacante do Milan estreará na seleção canarinha, uma vez que ele já havia atuado pela equipe quando Dunga era o técnico.

Já a manchete do site do jornal Marca, da Espanha, (“Menezes deixa fora Kaká e recupera Marcelo”) chama a atenção para o fato de o meia Kaká não ter sido convocado, mas também celebra a volta do lateral esquerdo Marcelo à equipe, que foi esquecido pelo técnico Dunga na convocação para a Copa do Mundo.

Por fim, a La Gazzetta Dello Sport, da Itália, publicou em seu site uma matéria (“Novo Brasil novamente com Pato e Thiago Silva”) que celebra novas convocações de Alexandre Pato e Thiago Silva, dois jogadores do Milan.

  • Arquivos

  • julho 2010
    S T Q Q S S D
    « jun   ago »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031