jul
20
Posted on 20-07-2010
Filed Under (Multimídia) by vitor on 20-07-2010

———————————————————
Tudo é magnífico
=================================================

Elizeth Cardoso

Magnífica é aquela tragada puxada depois do café
Magnífica é a escola de bola de um homem chamado Pelé
Magnífico é o papo da tarde, na mesa de amigos no bar
Magnífico é o barco voltando, depois dos castigos do mar

Magnífica é a lágrima calma, que tantos segredos contém
Magnífico é o homem do espaço, voando no céu de ninguém
Formidável sou eu, que abraço no espaço, a saudade de alguém
Formidável sou eu esperando, querendo, sofrendo, sabendo que você não vem

DEU NA FOLHA DE S. PAULO

LUIZ FERNANDO VIANNA

DIVINA E CRUEL

RIO DE JANEIRO – Elizeth Cardoso gira no toca-CD sem parar, e a cara-metade não resiste à incorreção política: “Como é que essas cantorinhas de hoje ouvem isso e pensam que podem ficar gravando por aí?”.
A crueldade é momentânea, um lapso. Melhor absorver a delicadeza de Chico Buarque e entender Elizeth como a “mãe de todas as cantoras do Brasil”. A definição está no encarte do último disco da Divina, “Todo o Sentimento”, que ela não pôde ver lançado por causa do câncer que a matou em 1990.
Hoje, às 19h30, o Instituto Moreira Salles realiza no Rio homenagem aos 90 anos de Elizeth, completados na última sexta-feira. Ao lado do violonista Bilinho Teixeira, Áurea Martins cantará “Meiga Presença”, “Canção de Amor”, “Barracão” e outras que a amiga eternizou.
A apresentação é uma janela aberta para um relacionamento que se tornará público em 2011. A instituição concluirá até o próximo ano a catalogação do acervo da cantora, com cerca de 360 “suportes sonoros” (fitas, LPs, CDs), 1.400 fotografias e 450 documentos (manuscritos, agendas, cartas etc.). A consulta será possível por internet.
Entre as preciosidades do acervo está o primeiro show dela no Canecão, em 1971, inédito em disco. Ela é acompanhada de orquestra, coro e ainda narra passagens de sua vida, como quando era uma dancing girl de poucos clientes.
Amores teve muitos. No final da vida, lamentava ao amigo Herminio Bello de Carvalho que a sorte já não fosse a mesma: “Não tenho nem quem me mande à merda”.
No encerramento do show do Canecão, Elizeth agradecia a todos. “Obrigado até a você, Ary Valdez, meu marido”, alusão sarcástica e doída a alguém que morrera dez anos antes e de quem ela estava separada havia três décadas. Em seguida, cantava um trechinho de “Apesar de você”.
A crueldade de Elizeth não era momentânea.


=======================================
Polêmica das boas sobre a questão agrícola promete acontecer no próximo mês em Salvador, com a participação confirmada nesta terça-feira pelos organizadores, do deputado federal Aldo Rebelo, do PC do B.A mais nova fronteira agrícola do Brasil (Corredor Norte/Nordeste) é o tema principal do Fórum Internacional da Soja & Cia – Soybean.e entre 18 e 21 de agosto de 2010, em Salvador (BA

A expansão e tendências da terceira (e possivelmente a última) grande fronteira agrícola do Brasil, na direção Norte/Nordeste, é o foco principal do Soybean – Forum – Fórum Internacional de Produtores de Soja & Cia. Além do parlamentar comunista, o Soybean Forum terá especialistas nacionais e internacionais como palestrantes e painelistas de destaque.

O evento, segundo seus organizadores, é dirigido a produtores, empresários e investidores interessados no desenvolvimento da região. Seu tema principal são as perspectivas, as oportunidades e os desafios da produção, da produtividade, do mercado, da logística e de investimentos para uma expansão sustentável do agronegócio do Matopiba e também do norte/nordeste do Mato Grosso, outra importante região de expansão diretamente interessada na nova logística que se abre a partir do novo pólo produtivo.

O encontro na Bahia vai analisar as perspectivas da soja, a cultura que vem atraindo os maiores investimentos na nova região que envolve os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia.

“O cultivo de soja nessa região, que começa a incluir também o pequeno mas emergente enclave do Sudeste do Pará, já ocupa expressiva área de 2,3 milhões de hectares, com crescimento de 16% na atual safra, mais que o dobro da média nacional. A produção também será 28% maior este ano, alcançando perto de 7 milhões de toneladas (10% da safra brasileira).

E o avanço deve continuar fortemente nos próximos anos, incluindo também maior produção de milho e algodão”, afirma Silmar César Müller, diretor da ProBiz, empresa especializada em eventos corporativos para o agronegócio e promotora do Soybean Fórum.

O Soybean Forum reunirá produtores de destaque da região conhecida como Matopiba, além de atrair agricultores, empresários e investidores de outras partes do Brasil e até do exterior. O evento conta com apoio institucional da Aprosoja Brasil (Associação Brasileira dos Produtores de Soja), Abramilho (Associação Brasileira dos Produtores de Milho) e da AIBA (Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia), além do apoio de mídia da TV Terraviva (Grupo Bandeirantes de Comunicação) e da Consultoria SAFRAS & Mercado, bem como de patrocínios de grandes empresas dos setores de insumos, serviços e equipamentos agrícolas.

Na mesa de debates as perspectivas, as oportunidades e os desafios da produção, da produtividade, do mercado, da logística e de investimentos para uma expansão sustentável do agronegócio do Matopiba e também do norte/nordeste do Mato Grosso, outra importante região de expansão diretamente interessada na nova logística que se abre a partir do novo pólo produtivo.

O evento tem confirmada a presença de 100 produtores de soja de destaque com operações nos estados diretamente interessados no Corredor Centro-Norte e é aberto a quaisquer outros produtores, empresários e investidores com interesses na região. O público total esperado é de 300 participantes.

Inscrições e maiores informações sobre o Soybean Fórum podem ser obtidas no site www.probiz.com.br/soybean, pelo telefone (11) 3755-0799 ou e-mail probiz@contato.com.br.

jul
20
Posted on 20-07-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 20-07-2010

Cissa com Rafael no Rio

=============================================================

==============================================================

DEU NO MSN (FAMOSIDADES)

Rafael Mascarenhas, de 18 anos, morreu após ser atropelado no Túnel Acústico, na Gávea, Rio de Janeiro, na madrugada desta terça-feira (20). Filho da atriz Cissa Guimarães e do músico Raul Mascarenhas, o rapaz andava de skate no momento em que dois carros trafegavam pelo túnel, que estava interditado da 1h10 até as 4h10, segundo informações da CET do Rio.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, que resgatou Rafael por volta de 1h50, ele foi levado para o hospital Miguel Couto, no Leblon, com politraumatismos na região do crânio, ferimentos no tórax, braços e pernas.

Apesar do atendimento imediato, Rafael não resistiu. Após uma operação de emergência, faleceu no hospital por volta das 8 horas da manhã, confirmou a Secretária Municipal de Saúde do Rio de Janeiro.

A assessoria de imprensa da atriz disse ao Famosidades que Cissa ainda não resolveu os detalhes do velório do filho. Ainda não há uma posição de onde o corpo de Rafael será enterrado.

A 15º DP da Gávea está à frente das investigações para localizar o motorista que atropelou Rafael, e não parou para oferecer assistência. Apesar dos indícios, a polícia acredita que o motorista (ou os motoristas, existe a possibilidade de que dois carros trafegavam no momento do acidente) não furou nenhum bloqueio.

O departamento trabalha com a hipótese de que alguns veículos utilizaram uma via do túnel para fazer retorno, o que era possível mesmo com o bloqueio da CET. Rafael foi atingido enquanto descia em uma das faixas do Túnel Acústico.

jul
20

BOM DIA SOTEROPOLITANO, COM FAFÁ DE BELÉM!!!
(vhs)

jul
20
Posted on 20-07-2010
Filed Under (Artigos, Eventuais) by vitor on 20-07-2010

Juntamente com um convite lembrete para a Caminhada da Lua Cheia que ela comanda há anos, todos os meses em Itapoan – que em julho acontece no próximo sábado, 25 -, o editor do Bahia em Pauta recebeu da amiga e estimuladora do BP, Glauvânia M. Jansen, um sugestivo texto sobre Salvador, que este site blog publica a seguir.

Glau, para quem não sabe, é a pernambucana mais baiana da face da Baia de Todos os Santos.

O texto que ela nos manda é mais uma demonstração cabal disso. Um título de soteropolitana honorária já para ela!

(Vitor Hugo Soares)
=======================================
Salvador: andou no buzu da Vibensa?

RECORDAÇÕES!! SE NÃO FOR DE SUA ÉPOCA, ENVIE PARA ALGUM AMIGO QUE CERTAMENTE RECORDARÁ.

*Para quem foi jovem nos anos 1970 e 80 em Salvador, essa é do BAÚ!*

Ir à praia da 3ª escada do Farol, que era o point; e na Pituba no Tatu Paca;

A Kombi de sorvete Primavera com o seu sininho;

Abadá de mortalha, usou daquelas que iam até o pé, inclusive a azul turquesa do Jacu e do macacão do Traz Os Montes; Luís Caldas tocando em trio, do baile do Patropi e do baile do Preto e Branco no Bahiano de Tênis… A segunda-feira gorda na Associação Atlética… O Baile dos Internacionais e de Iemanjá, no Clube Português… Curtiu bailes de carnaval no clube dos
Fantoches; Quem não se lembra da Banda Reflexos e da Banda Mel;

Foi pra festas de 15 anos na Cabana da Barra ou na Close-up, frequentou a Bual’amour, a barraca do Juvená e o Varandá do Sandoval… Participou da Gincana da Primavera na Fonte Nova, tinha algum colega de escola que fabricava loló para o Carnaval (e vendia em frasco de Seiva de Alfazema)?

Andava em ônibus da Vibensa, estudou no Marista, ISBA, Vieira, SãoPaulo, 2 de Julho, Sacramentinas, Instituto Feminino e, se levou pau, acabou no Ipiranga ou outra “fábrica”. Estudou também no Central, Iceia ou Severino Vieira…

Quem não se lembra do Cine Rio Vermelho que tinha dois andares. Do cinema Guarani, que virou Glauber Rocha,e agora é Espaço Unibanco…

Ia com seus pais assistir a sessões matinais de ‘Tom & Jerry’ no Cine Guarani no primeiro domingo de cada mês; No Cine Bristol, ficava em dúvida se sentava na parte de cima ou na de baixo;

Garanto que você deve ter assistido muitos filmes nos Cines Art 1 e 2 (que antes era Bristol e antes ainda, era Cine Politeama) virou igeja evangélica, agora nem sei mais…

Viu o Leônico disputar título na Fonte Nova, com o goleiro ajoelhado rezando pra acabar o jogo;

Marcava encontros no Fundação Politécnica, pois o Iguatemi ainda não existia…

Depois, passava as tardes de sábado no Iguatemi com calça OP, mochila Company, camisa fio Escócia e Hang Loose e sandália Catina Surf;

Ia comer pizza no Giovanni no terraço do Iguatemi; Já usou muita roupa da Mesbla e Sandiz; Colecionou carrinhos de metal em miniatura da Match Box, que abria as portas e a tampa do motor, comprados numa loja que eu não lembro o nome, na Av. Carlos Gomes;

E aquele hot dog do Tonni’s na Pituba? Já assistiu muita corrida de caranguejo no Jardim dos Namorados; Assistia ao ‘Parquinho’ de Tia Arilma só para ver Miss Mara, Geisa e Deusete;

Não perdia um show no Circo Troca de Segredos;

Sabe também o jingle da TV Aratu (‘TV Aratu canal 4/Salvador, meu amor, Bahia… ‘), Telebahia (‘e fale bem desta terra com emoção… ‘) e da Cesta do Povo (‘nesse ano novo, eu quero meu povo… ‘); Lembra da música da Varig (‘estrela brasileira no céu azul, iluminando de norte a sul… nasceu Jesus, chegou Natal… varig, varig, varig);

No São João comprava bomba de 1000 escondido; Já teve uma calça jeans US Top, porque a Lee Riders era muito cara!!

Viu seu primeiro show de strip-tease na Number One; foi a show no Baiano, curtiu A Cor do Som, Moraes, Novos baianos…

Chupava bala Apache e Juquinha e o Pirulito Zorro;
Saía para pegar coroa no Quintela, Cabana e Carinhoso;
Alistou-se na Barroquinha ou no Forte de Santo Antônio;
Programa de domingo à tarde era ir à Ribeira tomar sorvete; Dançou lambada ou discoteca no Freddy’s;

Tinha algum parente que corria na Turma da Madruga;
Chamava a UNIFACS de Trabuco;
Participou de ‘pegas’ na Barra. E quando jogavam óleo na pista pra os carros rodarem;

Domingo à noite vibrava com o Pitubão e corria quando a polícia chegava;
Já pulou do trampolim de saltos ornamentais na AABB, que virou Unimar, que virou Paes-Mendonça, que virou Bom Preço;

Fez escolinha de tênis com Tchê na Associação Atlética;
Já foi ao Iguatemi de frescão; Praia longe era a do SESC, Plakafor e Itapoan (longíssimo)

Assistiu sete vezes à peça A Bofetada;

Já perdeu a conta de quantas vezes a Concha Acústica do TCA foi reinaugurada;

Lembra do Teatro Maria Bethânia;

Assistiu show de A Cor do Som no Farol;

Não perdia um domingo na Hipopotamus, ou na Maria Fumaça ($100,00 com direito a pipoca e coca-cola); dançou na Tropicália, dia de domingo, às 18:00, com Cleber e Pica-pau querendo dar show; foi na Boate Champanhe, e na Green House; tomava sorvete na Bambinella, na Rua Marques de Leão…

As ‘Mostras de Som’ do ISBA e do Vieira;

Participou dos desfiles das escolas no dia do estudante;

Viu alguns malucos andarem de moto na balaustrada da Barra no domingo à noite durante os pegas; Ouviu mixagem do DJ Wilson na Itapoan FM;

Quem não se lembra da música (ali ali ali alimbinha a mais deliciosa merendinha); foi sócio do clube do Mickey com Mara Maravilha;

Quem não lanchou na Cubana, em cima do elevador Lacerda e na Roses, no início da Carlos Gomes;

E por falar em Carlos Gomes, quem não comeu as esfihas do Good Day e do Teng Teng, ali em frente ao Brazeiro;

Veraneava em Itapoan; viajava pra Itacimirim e Arembepe (looonge); quem não acampou durante o carnaval em Guarajuba, que quase não tinha casas; e no clube do Camping;

Assistiu a abertura da TV Itapoan que durava 5 min. Só para ver a bunda da menina que saia da água;

Esperou durante um mês a TV Bahia começar a programação e durante este tempo só estava no ar o logotipo;

Visitou o Museu de Tecnologia;

Quem se lembra do bar Portal, onde Netinho cantava;

Quem se lembra do Sabor da Terra, barzinho de movimento;

Quem se lembra do Canteiros (barzinho na Pituba)? E das batidas do Diolino no Rio Vermelho…

Quem lembra que para ir para praia do Conde eram mais de 6 horas, pois a estrada era trilha… Quem não esteve (ou disse que esteve) na Fonte Nova quando o Papai Noel chegou de helicóptero…

E o boneco do Fofão era mesmo maldito?

Curtiu banho de lagoa depois da praia em Stela Mares;

Curtiu as noite de sábado na Le Zodiac, imperdível…

Quem lembra do barzinho Inverno Verão da Pituba? Ou do Voyage? Ou do Cine Bahia, onde Ghost passou durante oito meses. Ou comprava uva na subida da Barroquinha no Carnaval…

Namorou escondido no Passeio Público… Ou no Jardim de Nazaré?
Tomou cerveja mini e paquerou na Moenda, cheia de turistas;

Comia no chines Tong Fong em frente ao Fórum;

Todas as sextas e sábados o programa era ir para o Barravento…

O Porto da Barra ainda era legal para pegar uma praia no meio da semana…

O pôr do sol no Farol…

Quanta coisa boa… Não dá pra esquecer.
Haha! Só dá pra perceber que ta todo mundo coroa…

jul
20

Índio: acusação grave

=======================================
O tempo esquentou na fria campanha presidencial desde a semana passada, quando através do twitter o candidato a vice-presidente na chapa de José Serra disparou contra o PT, acusando gravemente o partido da candidata Dilma Rousseff, à presidência da República, de manter ligações com as FARCs da Colômbia e sugerindo cumplicidades com o narcotráfico. Ontem, em Belo Horizonte, Serra reforçou parte das acusações. O PT promete troco, a começar por ações penal, civil e eleitoral contra os acusadores. O jornalista político Ivan de Carvalho comenta o bafafá que abala a campanha em seu artigo desta terça-feira, na Tribuna da Bahia, que BP reproduz.
(VHS)
=========================================
OPINIÃO POLÍTICA

LIGAÇÕES PERIGOSAS

Ivan de Carvalho

As coisas mudaram de figura.

Na última sexta-feira, o candidato a vice-presidente da República na chapa do tucano José Serra, o deputado democrata fluminense Índio da Costa, usou o portal Mobiliza PSDB para disparar artilharia pesada contra o PT: “Todo mundo sabe que o PT é ligado às Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), ligado ao narcotráfico, ligado ao que há de pior. Não tenho dúvida nenhuma disso”.

Foi um horror. O PT ficou todo indignado, quase teve um troço. Na própria coligação oposicionista liderada por José Serra, houve preocupação com o ataque radical de Índio da Costa. Este sentiu as reações e, sem pedir desculpas, tratou de explicar, ontem, no Twitter: “PT não faz narcotráfico. As Farc, sim”. E em seguida cita o jornalista Clóvis Rossi na Folha de S.Paulo: “quem respeita um projeto narcoterrorista não merece respeito”.

Ora, o projeto narcoterrorista a que se refere Rossi é o das Farc. Um movimento “revolucionário” que dá proteção aos plantadores de coca e traficantes de cocaína na Colômbia, em troca de dinheiro e armas.

Após a repercussão de sua declaração de que o PT tem ligação com o tráfico e com os guerrilheiros das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), o vice na chapa do tucano José Serra à Presidência, Indio da Costa (DEM-RJ), voltou a comentar o assunto hoje no Twitter.

O PT preparava-se ontem à tarde para dar entrada em representação criminal contra Índio da Costa e pensava ainda em uma ação cível por danos morais.

Mas as coisas evoluíram, ganhando dimensão maior. Ontem, em Belo Horizonte, o candidato a presidente pela coligação PSDB-DEM-PTB-PPS, o ex-governador Paulista José Serra, atacou: “A ligação do PT é com as Forças Armadas Revolucionárias Colombianas. Mas isso todo mundo sabe, tem muitas reportagens, tem muita coisa. Apenas isso. Agora, as Farc são uma força ligada ao narcotráfico, isso não significa que o PT faça o narcotráfico”.

Claro, claro. Serra foi exatamente na linha do que observara Clóvis Rossi e na linha da nova versão do que diz a respeito o vice de sua chapa. Trocando em miúdos: os dois candidatos (com o que concorda evidentemente o jornalista) afirmam que o PT tem ligação com a narcoguerrilha das Farc, e que isto não significa que o PT faça o narcotráfico. Mas respeita e politicamente apóia uma guerrilha que protege, incentiva, negocia e usa o narcotráfico.

É o que dizem Serra e seu vice. E é claro que não dizem em relação a todos os petistas, há pessoas no PT que não têm a menor ligação ou simpatia pelas Farc, assim como existiriam no partido setores ligados a essa narcoguerrilha, que também recebe estímulos do ditador-presidente da Venezuela, Hugo Chávez.

Trata-se de um ataque muito sério, sob os aspectos ético e político. Processar Indio da Costa não é suficiente. O PT agora tem que processar Serra também, pois em essência os dois estão dizendo a mesmíssima coisa. E tem com o eleitorado a obrigação de demonstrar que a vinculação petista às Farc é uma invenção dos dois, que buscaram em reportagens e na idéia ou constatação de que “todo mundo sabe”.

  • Arquivos

  • julho 2010
    S T Q Q S S D
    « jun   ago »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031