jul
10
Postado em 10-07-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 10-07-2010 23:46

O governo cubano iniciou neste sábado o processo de libertação dos primeiros prisioneiros políticos, dissidentes do regime, e um primeiro grupo de 17 que partirá com as suas famílias para Espanha.

A libertação destes 17 prisioneiros políticos que se encontravam na prisão desde 2003 tinha sido anunciada pela Igreja Católica cubana, que está mediando este processo.

As autoridades cubanas confirmaram que vão libertar, no espaço de quatro meses, um total de 52 opositores políticos que estão na prisão desde a onda de repressão de Março de 2003 no país.

A maior onda de libertação de presos políticos em Cuba desde a chegada ao poder de Raul Castro há quatro anos foi antecedida pelo anúncio do fim da greve de fome de Guillermo Fariñas.

Este ativista encontrava-se em greve de fome há 135 dias com o objetivo de obter a libertação de 26 presos políticos que se encontram doentes.

(Informações do portal europeu TSF)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • julho 2010
    S T Q Q S S D
    « jun   ago »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031