————————————————————————————————————————-
BOA NOITE!!!

jul
06


Diz o jornal El País, de Montevideu, na manchete de sua edição on line, depois do jogo Uruguai x Holanda: “DESTA VEZ NÃO HOUVE MILAGRE”
 UruguaI perdeu contra a Holanda por 3 a 2 na semifinal da Copa do Mundo. Depois de 40 anos o Uruguai voltou a estar entre os melhores. Perdeu contra uma equipe melhor, mas o fez com a fronte bem erguida ; deixando tudo em cada jogada e demonstrando que, se se trabalha com convicção, se pode aspirar grandes conquistas – diz o diário uruguaio na legenda da foto dos jogadores da Celeste deixando o campo sob aplausos dos torcedores das duas seleções presentes no estádio.

Bahia em Pauta faz a pergunta que não quer calar: Uma imagem como esta vale por quantas palavras?

(Vitor Hugo Soares )

jul
06
Posted on 06-07-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 06-07-2010

O coordenador de investigação da Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Rio, identificado apenas como Guimarães, disse nesta terça-feira que o menor de idade apreendido na casa do goleiro Bruno, do Flamengo, confirmou que Eliza Samudio, de 25 anos, está realmente morta. A jovem teve um caso extraconjugal com o atleta rubro-negro e está desaparecida há cerca de um mês.

O menor de idade, que segundo a polícia é primo de Bruno, foi apreendido no início da tarde desta terça-feira após uma denúncia feita pela Rádio Tupi. Segundo a reportagem da emissora, um motorista de ônibus informou que o filho de uma de suas sobrinhas, um adolescente de 17 anos, teria participado do possível assassinato de Eliza. Preso, o menor disse ter ajudado a matar Eliza, mas o advogado de Bruno afirma qua a história é “fantasiosa”.

(Com informações do IG)

jul
06
Posted on 06-07-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 06-07-2010

DEU NO TERRA

O ex-cantor do grupo É o Tchan,  Kléber de Jesus Menezes, o Klebinho, é suspeito de matar o policial militar Gepson Araújo Franco, na noite de sábado, numa boate de striptease, em Salvador, informou a polícia da Bahia. A morte teria ocorrido após um disparo da arma do PM, quando ambos entraram em luta corporal.

De acordo com testemunhas, a briga aconteceu depois que o policial provocou a namorada de Kléber. Franco teria sacado a arma e a luta começou. Durante a briga, a arma disparou contra o militar que morreu na hora. O cantor afirmou que o tiro foi acidental.

Segundo o delegado André Carneiro Cunha, responsável pela investigação, foi solicitado exames nas mãos do cantor para detectar resíduos de chumbo, além de perícia na arma do crime que vai identificar a distância e a direção dos disparos.

Cunha disse que as imagens registradas pelo circuito interno da boate já foram entregues e também serão analisadas. Os peritos irão verificar se outras pessoas estão envolvidas no crime. Por não ter sido preso em flagrante, Klebinho vai responder em liberdade.


================================================
Si se puede, Uruguai!

Ou não?

(VHS)

jul
06
Posted on 06-07-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 06-07-2010

Duas notas sobre o mesmo – e relevante –  tema, na coluna  Em Tempo, do jornalista Alex Ferraz, edição desta terça-feira, 6, no jornal Tribuna da Bahia. BP reproduz. Confira.
(VHS)

A serviço dos poderosos (I)

Não bastasse deixar à míngua o cidadão comum, protelando julgamento de ações por décadas, a Justiça brasileira mostra-se agora, já praticamente em plena campanha eleitoral, uma forte aliada dos poderosos da política nacional: o STF vem desmoralizando sistematicamente a lei da Ficha Limpa, liberando políticos sob processo para concorrer no pleito. Uma vergonha!

A serviço dos poderosos (II)

Vale a pena destacar que a lei da Ficha Limpa foi aprovada graças a inusitada e espetacular pressão da opinião pública, através de milhões de assinaturas.
Quer dizer: o STF, além de burlar a lei (!!), ainda o faz tripudiando o valor da opinião pública. Nessa hora, dá vergonha de ser brasileiro…

 

jul
06
Posted on 06-07-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 06-07-2010

Sarkozy: maior escândalo do governo

DEU NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS (LISBOA)

O presidente francês enfrenta a crise política mais grave, desde que foi eleito em 2007 , com o escândalo Woerth-Bettencourt e a informação de que terá recebido uma contribuição ilegal de 150 000 euros para a campanha eleitoral.

Esta informação, desmentida por próximos de Nicolas Sarkozy, inscreve-se no meio de uma série de polêmicas que atingem há várias semanas o governo francês e, a partir de agora, o próprio presidente. No domingo, o caso levou à demissão de dois governantes.

As polêmicas atingiram tal ponto que o antigo primeiro ministro Jean-Pierre Raffarin defendeu hoje ser necessário que o presidente  “se exprima rapidamente”, depois destas novas revelações.

Pouco antes, o chefe parlamentar da UMP (direita, maioria presidencial), Jean-François Copé, tinha afirmado ser necessário que Nicolas Sarkozy “falasse aos franceses”, considerando”  absolutamente indispensável que as coisas sejam esclarecidas”.

O caso Bettencourt continuou hoje com a publicação,  pelo site de informação Mediapart, de uma entrevista da antiga contabilista da herdeira do gigante dos cosméticos L’ Oréal, Liliane Bettencourt, considerada a mulher mais rica de França.

A ex- contabilista, identificada como Claire T., afirmou que o ministro do Trabalho francês, Eric Woerth recebeu, enquanto tesoureiro da UMP, a soma líquida de 150 000 euros para financiar a campanha presidencial de Nicolas Sarkozy, na primavera de 2007.

O advogado de Claire T. afirmou que a cliente tinha sido ouvida na véspera pela polícia e que tinha transmitido estas informações aos investigadores.

“Durante a audiência, ela (Claire T.) disse à polícia o que disse à Mediapart, que o gestor da fortuna de Bettencourt, (Patrice Maistre ) lhe  tinha  pedido para retirar 150 000 euros em ‘cash’, indicando-lhe que esta soma se destinava a Eric Woerth”, explicou o advogado, Antoine Gillot.

O donativo, se for confirmado, será ilegal porque o montante máximo autorizado pela lei do financiamento dos partidos políticos é de 7500 euros por ano para um partido e de 4600 euros para um candidato a uma eleição.

A antiga contabilista afirmou, também, durante a entrevista com a Mediapart, que Sarkozy, quando era presidente da Câmara de Neuilly (oeste de Paris) entre 1983 e 2002, “recebia também o seu envelope” dos Bettencourt.

“Toda a gente sabia na casa que Sarkozy ia visitar os Bettencourt para recuperar o dinheiro”, sublinhou.

Os gabinetes de Sarkozy e de Woerth desmentiram a informação, que dizem ser “totalmente falsa”.

jul
06
Posted on 06-07-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 06-07-2010

Uruguai: os loucos do Prata/El País(UR)

====================================
Nesta teraça-feira, 6, os celestes uruguaios serão protagonistas de uma partida que – sob outra estrutura – não se dava há 60 anos, talvez até mais: igual ao acontecido nos Jogos Olímpicos de 1928, em Amsterdam, tentarão chegar à final deixando no caminho a Holanda. São palavras da chamada de primeira página do El País, principal diário de Montevideo, em sua edição de hoje.

Que os ventos soprem a favor dos craques do Rio da Prata em seu renascimento para a glória do melhor futebol do mundo, deseja este editor do Bahia em Pauta, um eterno apaixonado pelo país oriental ao sul do continente, onde nasceu o Loco Abreu, país de grandes batalhas e grandes herois.

Se der Holanda, no entanto, será preciso reconhecer: A disputa final da Copa da África estará em bons pés. Os “canarinhos”, já mandados de volta para casa, sabem muito bem disso.

( Vitor Hugo Soares)

jul
06

Matilde: perda da literatura e das crianças

=======================================
Em seguida à morte do escritor José Saramago, vencedor do Nobel de Literatura, Portugal acaba de sofrer a sua segunda grande perda no terreno das letras e da culturas em menos de um mês.

A escritora Matilde Rosa Araújo faleceu, nesta terça-feira, aos 89 anos, confirmou a Editorial Caminho, bem como fonte da  família da autora. A notícia está publicada com destaque no portal europeu TSF.

Nascida em Lisboa em 1921, Matilde Rosa Araújo se notabilizou na defesa dos direitos das crianças, através da publicação de livros e da intervenção em organismos com atividade nesta área, como a UNICEF em Portugal.

A autora, que era licenciada em Filologia Românica e que foi, escreveu livros de contos e poesia para adultos e crianças, como O Sol e o Meninos dos Pés Frios, História de Uma Flor e O Reino das Sete Pontas.

Entre os seus livros mais, para os mais novos, estão Os Direitos das Crianças, O palhaço Verde e O Livro da Tila, nome pelo qual era conhecida entre os amigos.

A editora Calendário anunciou, entretanto, que vai publicar em Outubro um texto inédito da escritora intitulado Florinda e o Pai Natal, com ilustrações de Maria Keil.

Segundo fonte da Editorial Caminho, o corpo de Matilde Rosa Araújo será velado na Sociedade Portuguesa de Autores.
(Deu no TSF)

jul
06

Lula e Dilma:segredos de 2014

=========================================
O jornalista Ivan de Carvalho comenta em seu artigo desta terça-feira, na Tribuna da Bahia, sobre o primeiro trincamento, ainda discreto e mesmo quase imperceptível para os que não estejam muito atentos, que estaria se insinuando entre o presidente Lula e sua candidata ao cargo atualmente ocupado por ele. Motivo? O que virá na disputa de poder a partir de 2014. Confira no texto que Bahia em Pauta reproduz.
(VHS)

==========================================

OPINIÃO POLÍTICA

Lula, o retorno

Ivan de Carvalho

O primeiro trincamento, ainda discreto e mesmo quase imperceptível para os que não estejam muito atentos, pode estar se insinuando entre o presidente Lula e sua candidata ao cargo atualmente ocupado por ele.
Todo mundo está cansado de saber que o presidente Lula quer reconquistar, nas eleições de 2014, o cargo que agora ocupa.

Por enquanto, ele tem se enfeitado para a eventual ocupação de algum cargo nas estruturas políticas internacionais.

Na semana passada descartou – sem que ninguém lhe houvesse oferecido – a Secretaria Geral da ONU, possivelmente por entender que suas chances são nulas até por causa das grandes besteiras que a política externa brasileira andou cometendo, sob a orientação e mesmo a ação presidencial direta, nos tempos mais recentes. Mas a explicação dele foi a de que a Secretaria Geral da ONU é adequada para um bom administrador burocrata e ele não é isso, mas um político. Compreende-se. A raposa descobriu que as uvas estão verdes. A verdadeira questão, no entanto, não é esta, mas outra: onde estão as uvas maduras?
em, voltando a 2014, o presidente ontem aconselhou os brasileiros e brasileiras (isso era coisa de Sarney, mas houve uma certa e evidente simbiose entre o presidente do Senado e o presidente da República, de modo que a este pode-se atribuir as expressões do outro e vice-versa) a esquecerem a amargura da derrota na Copa deste ano e olhar para a de 2014. Isso de ficar chorando é para perdedor contumaz, nós estamos acostumados a ganhar e vamos que vamos.

Então Lula, que depois de acostumar-se a perder, acostumou-se a ganhar, escolheu Dilma Rousseff para candidata por vários motivos. Um deles é o de que ela, como líder política, não existia. Era uma gerente, competente segundo Lula e adjacências, totalmente incompetente, mas uma espécie de trator, e com avantajado espírito de mando, segundo outros. Para nós, é o desconhecido, o salto no escuro. Um exercício perigoso, na medida em que, se eleita, ela estará no comando de uma máquina poderosíssima, o Poder Executivo federal no Brasil, que marcha resolutamente (mesmo sob outros comandos) para engolir a sociedade como a cobra engole o sapo. E o PT sem o aguilhão de Lula na presidência da República somará sua própria fome insaciável à de Dilma.

Ah, mas Lula voltará em 2014. Ou não, como diria Caetano Veloso, que anda às turras com ele. O destino costuma não ser previsível. Mas de uma mulher sem nenhum rebolado político, que vampiriza o prestígio político de seu mentor para as eleições e não tem, pelo menos por enquanto, o menor rebolado político (não é só o forró pé de serra que não se dispõe a dançar), é cedo para falar o que falou ontem.
Em entrevista, deixou em aberto o retorno de Lula nas eleições de 2014. Elegendo-se este ano, Dilma terá direito a tentar a reeleição em 2014. “Quando chegar a hora, a gente conversa sobre isso”, disse ela a um grupo de quase 500 líderes empresariais. Acrescentou que é a favor da reeleição e contra o mandato presidencial de cinco anos (sem reeleição). Admitiu que sua resposta foi “mineira” e que lhe perguntassem novamente em 2013.

Agora, como candidata, Dilma não poderia dizer nada muito diferente do que disse. Nem que Lula volta, nem que não volta. Uma resposta com qualquer das alternativas cairia mal. Mas a dúvida foi formalmente colocada. E convenhamos: é muito mais fácil Lula, tão popular, ser candidato do PT a presidente em 2014 se Dilma perder do que se ela vencer em outubro. Dilma vai querer entregar a rapadura? Esta é o tipo de pergunta que não quer calar.

  • Arquivos

  • julho 2010
    S T Q Q S S D
    « jun   ago »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031