jun
30

DEU NO BLOG DO NOBLAT

Papo rápido com Índio da Costa, o vice de Serra

O nome do senhor não estava entre os cotados para ser candidato à vice na chapa de José Serra. O senhor foi pego de surpresa?

Absolutamente.

A vaga de vice de certa forma foi imposta ao senhor que já trabalhava na reeleição para deputado federal no Rio de Janeiro?

Perguntaram se eu queria. Não foi imposto, mas quem vai negar num momento que o Brasil está vivendo com um governo que sou absolutamente contra a forma como ele atua?

O senhor acredita que tem experiência suficiente para ser o vice-presidente do país?

Tenho 18 anos de política.

É o suficiente?

Não, nunca é o suficiente, mas tenho quatro mandatos. Desde 1990 participo de candidaturas. Tenho 10 anos eleitorais. Quando fui Secretário de Administração no Rio implantei na época um projeto que foi copiado por vários municípios.

Qual?

Estabelecemos uma revisão de processo, redução de prazos, de custos. Enxugamos a máquina, tinha mil pessoas trabalhando na Secretaria e no final apenas 600. Ao invés de fazer mais concursos públicos eu realoquei as pessoas. No Brasil vários municípios copiaram o projeto.

O que o senhor imagina agregar a uma campanha em que o candidato José Serra (PSDB), segundo as últimas pesquisas, está atrás de Dilma Rousseff (PT)?

Primeiro ponto, a campanha ainda não começou, vai começar daqui a pouco e vai ganhar força com a televisão em agosto. Segundo ponto, acredito que com essa experiência que tive com o Ficha Limpa, de uma comunicação virtual que tive com o Brasil inteiro eu possa agora utilizá-la na eleição do Serra. Trazendo a juventude e as pessoas que estão antenadas. Além disso, também vamos trabalhar com o voto da revolta, das pessoas que estão revoltadas com esse modelo político, das pessoas que estão se sentindo dependentes do governo se nenhuma oportunidade de sair disso.

Já tem agenda?

O Serra vai definir.

Leia mais sucessão no Blog do Noblat:

http://oglobo.globo.com/pais/noblat/

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 30 junho, 2010 at 20:23 #

O enigmas

O que teriam prometido para Indio aceitar o “honroso” posto de candidato, visto que em caso de derrota restará sem mandato.

E o fundamental, qual o patrimônio pólítico de Indio para considerar-se sua indicação algo positivo para as intenções de voto em Serra no Rio de Janeiro?

Alguém explica, ou Indio é só a “Dilma” de Rodrigo Maia? É por capricho e pronto!


luiz alfredo motta fontana on 30 junho, 2010 at 20:35 #

Uma pista

Como informa Natuza Nery (Reuters) no UOL Notícia:

“O companheiro de chapa de Serra é sobrinho e primo dos donos do banco Cruzeiro do Sul, instituição de médio porte. O nome Indio vem do avô, Ubirajara, que adotou a alcunha após amigos terem lhe dado o apelido.”

Para bom entendedor meio sinal de fumaça basta!


luiz alfredo motta fontana on 1 julho, 2010 at 6:49 #

Um detalhe pitoresco

Deu no Painel da Folha de São Paulo, Renata Lo prete:

________________________________

“contraponto

Leve e solto

Minutos depois de ter sido anunciado como vice na chapa de José Serra (PSDB), o deputado Indio da Costa (DEM) foi interpelado pelo senador Heráclito Fortes (DEM-PI) e pelo líder de seu partido na Câmara, Paulo Bornhausen (DEM-SC). Este último brincou:
-Estão dizendo por aí que seu único defeito foi ter namorado a filha do Salvatore Cacciola…
-Eu tive muitos sogros- desconversou Indio.
Heráclito arrematou com um sorriso:
-E pelo visto teve juízo, pois não se casou!”

________________________________

Assim vamos, pouco a pouco, vislumbrando o “curriculum” de Indio.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • junho 2010
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930