jun
27
Postado em 27-06-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 27-06-2010 18:31

  Mas seu juiz, assim não vale!”

===================================================

DEU NO IG

Assim como há quatro anos,  a Argentina venceu o México nas oitavas de final da Copa do Mundo,  neste domingo, em Joanesburgo.  Dessa vez, a vaga veio com vitória por 3 a 1 no tempo normal,  graças a dois gols de Tevez e um erro determinante da arbitragem.  Mais uma vez, o adversário das quartas será a Alemanha,  sábado que vem, na Cidade do Cabo.  Os argentinos só esperam que o desfecho seja diferente.

Em 2006,  jogando em casa,  a Alemanha venceu a Argentina nos pênaltis, após empate por 1 a 1 no tempo normal. Para reescrever a história,  a seleção sul-americana aposta no talento de Messi, que ainda não jogou seu melhor futebol na África do Sul, e nos gols de Higuaín, artilheiro isolado da Copa do Mundo com quatro gols. Isso sem falar na figura ímpar de Maradona, técnico-ídolo que tem dado um show à parte com seus gritos e pulos no banco de reservas.

Além do histórico recente, a arbitragem aproxima alemães e argentinos neste domingo. Afinal, ambos tiveram uma ajudinha providencial dos apitadores. A Alemanha agradece ao uruguaio Jorge Larrionda, que não anotou gol claríssimo de Lampard quando a Inglaterra perdia por 2 a 1.  Acabou goleada por 4 a 1.  Já a Argentina pode dizer “muito obrigado” ao italiano Roberto Rosetti, que validou o gol impedido de Tevez que abriu o placar.

O lance do primeiro gol argentino começou com jogada de Messi pela faixa central e bom passe para Tevez. O goleiro Pérez saiu nos pés do atacante e fez a defesa parcial, mas Messi pegou a sobra. Em posição irregular, Tevez recebeu novo passe e marcou de cabeça.  O telão do estádio exibiu o lance e confirmou o impedimento. Aparentemente, o auxiliar percebeu o erro e chamou Roberto Rosetti para conversar.  Ainda assim, o gol foi confirmado.

Quando sofreu o gol, o México era superior.  Havia acertado o travessão em chute de Salcido e por pouco não marcou quando Guardado bateu cruzado, tirando tinta da trave.  Depois do gol, a equipe mexicana se perdeu. Sobretudo Osório, que fez uma tremenda bobagem na entrada da área e entregou a bola de presente a Higuaín. O artilheiro driblou o goleiro e mandou para o gol vazio: 2 a 0 para a Argentina.

Se o México tinha qualquer esperança de reagir no segundo tempo, ela acabou aos 7 minutos. Tevez acertou uma bomba da entrada da área,  no ângulo de Pérez, e ratificou a classificação da Argentina. O México ainda descontou com Javier Henandez, que se livrou da marcação na área e mandou no ângulo. Mas era tarde para uma reação, pois a defesa argentina segurou bem o resultado

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • junho 2010
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930