jun
27

E vamos amanhã para cima do Chile, mas te cuida  Brasil,  porque Mick Jagger, considerado o “pé frio da Copa”  (ontem estava na torcida dos Estados Unidos e hoje na da Inglaterra, ambos já mandados para casa)  anda dizendo que nesta segunda-feira estará na torcida do Brasil. VALHA-NOS OXALÁ!

BOA NOITE!!!

(VHS)

jun
27

  Mas seu juiz, assim não vale!”

===================================================

DEU NO IG

Assim como há quatro anos,  a Argentina venceu o México nas oitavas de final da Copa do Mundo,  neste domingo, em Joanesburgo.  Dessa vez, a vaga veio com vitória por 3 a 1 no tempo normal,  graças a dois gols de Tevez e um erro determinante da arbitragem.  Mais uma vez, o adversário das quartas será a Alemanha,  sábado que vem, na Cidade do Cabo.  Os argentinos só esperam que o desfecho seja diferente.

Em 2006,  jogando em casa,  a Alemanha venceu a Argentina nos pênaltis, após empate por 1 a 1 no tempo normal. Para reescrever a história,  a seleção sul-americana aposta no talento de Messi, que ainda não jogou seu melhor futebol na África do Sul, e nos gols de Higuaín, artilheiro isolado da Copa do Mundo com quatro gols. Isso sem falar na figura ímpar de Maradona, técnico-ídolo que tem dado um show à parte com seus gritos e pulos no banco de reservas.

Além do histórico recente, a arbitragem aproxima alemães e argentinos neste domingo. Afinal, ambos tiveram uma ajudinha providencial dos apitadores. A Alemanha agradece ao uruguaio Jorge Larrionda, que não anotou gol claríssimo de Lampard quando a Inglaterra perdia por 2 a 1.  Acabou goleada por 4 a 1.  Já a Argentina pode dizer “muito obrigado” ao italiano Roberto Rosetti, que validou o gol impedido de Tevez que abriu o placar.

O lance do primeiro gol argentino começou com jogada de Messi pela faixa central e bom passe para Tevez. O goleiro Pérez saiu nos pés do atacante e fez a defesa parcial, mas Messi pegou a sobra. Em posição irregular, Tevez recebeu novo passe e marcou de cabeça.  O telão do estádio exibiu o lance e confirmou o impedimento. Aparentemente, o auxiliar percebeu o erro e chamou Roberto Rosetti para conversar.  Ainda assim, o gol foi confirmado.

Quando sofreu o gol, o México era superior.  Havia acertado o travessão em chute de Salcido e por pouco não marcou quando Guardado bateu cruzado, tirando tinta da trave.  Depois do gol, a equipe mexicana se perdeu. Sobretudo Osório, que fez uma tremenda bobagem na entrada da área e entregou a bola de presente a Higuaín. O artilheiro driblou o goleiro e mandou para o gol vazio: 2 a 0 para a Argentina.

Se o México tinha qualquer esperança de reagir no segundo tempo, ela acabou aos 7 minutos. Tevez acertou uma bomba da entrada da área,  no ângulo de Pérez, e ratificou a classificação da Argentina. O México ainda descontou com Javier Henandez, que se livrou da marcação na área e mandou no ângulo. Mas era tarde para uma reação, pois a defesa argentina segurou bem o resultado

Dilma: recado de Lula para Wagner

===============================================

Terminou na tarde deste domingo a Convenção Estadual do PT e partidos aliados na Bahia, que homologou  a chapa majoritária com as candidaturas de Jaques Wagner, Otto Alencar, Lidice da Mata e Walter Pinheiro, aos cargos de governador,vice e senadores respectivamente.
Os candidatos a Deputado Estadual e Federal do PT e partidos aliados, circulavam desde as 8 horas da manhã distribuindo abraços e cumprimentos, alguns trouxeram comitivas com bandeiras e camisas e fizeram chegadas ruidosas, tudo dentro do protocolo peculiar ao evento.
A candidata ao Senado – Lídice da Mata (PSB)- muito simpática, quando solicitada mostrou confiança: ”Eu e Pinheiro (PT) somos o Novo, os que estão aí representam o Velho”.

A chegada de Dilma e do Governador Wagner, muito aguardada, causou um rebuliço, e a grande forma estética da ex-ministra foi o comentário geral. Durante a coletiva de imprensa a candidata saltou algumas frases de efeito, segundo ela  “as mulheres devem saber que podem tudo”, quando questionada se Lula mandou algum recado para Wagner declarou que o presidente falou para o “Galego” continuar brigando para se reeleger.
Entre outras respostas Dilma garantiu “O Bolsa Família vai continuar. A gente já conseguiu retirar 24 milhões de pessoas da miséria, mas enquanto houver gente abaixo da linha de pobreza, programas sociais como este têm que continuar”.
Satisfeita com o resultado das últimas pesquisas eleitorais, a ex-ministra não hesitou em afirmar que a energia do povo baiano tem feito bem a ela e a sua campanha. “Bahia dá sorte”, disse. Na última visita ao Estado Dilma tinha empatado com o candidato do PSDB – Serra, agora retorna como líder nas pesquisas de intenções de voto.
 A candidata ainda ressaltou que não quer nenhum clima de já ganhou, sobre uma vitória no primeiro turno, respondeu: “Eu prefiro não ter prognóstico, nossas propostas para a população estão sendo postas, é o povo quem vai decidir”
A convenção terminou em clima de forró com o jingle “deixa o Galego trabalhar”.

(Laura Tonhá)

jun
27
Posted on 27-06-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 27-06-2010

Alemães festejam goleada/Lancenet/MSN

============================================

DEU NO LANCENET

Alemanha e Inglaterra fizeram um jogo digno de um grande clássico, neste domingo, em Bloemfonteim. Com a goleada por 4 a 1, a Alemanha avançou para as quartas de final do Mundial.

É difícil precisar, mas um gol não validado de Lampard – quando a Alemanha vencia por 2 a 1 – poderia ter sido um ingrediente decisivo para que os ingleses escrevessem um roteiro com um final mais feliz.

RESPEITO, GOLS E ERRO

Como era de se esperar, alemães e ingleses fizeram da cautela as suas marcas registradas no início da partida. Muito respeito de parte a parte, pouca ofensividade e passes para o lado marcaram o início do duelo europeu.

Mesmo que de forma sutil, a Alemanha demonstrava superioridade em Bloemfontein. Com mais uma atuação apagada de Gerrard e Lampard, Rooney, novamente, não esteve bem. Por sua vez, os tricampeões do mundo tinham melhor articulação, presença no meio de campo e um elogiável jogo coletivo.

Pode parecer clichê, no entanto, o panorama da partida se alterou radicalmente após Klose abrir o placar. Aos 20 minutos, o goleiro Neuer bateu tiro de meta, o atacante ganhou de Upson e abriu o marcador. Uma falha primária de um sistema defensivo considerado um dos melhores do mundo.

Com um lugar nas quartas de final em jogo, a partida ganhou contornos emocionantes. A Alemanha, com um time mais leve e envolvente, ampliou com Posdolski, que tirou de James depois de bonita troca de passes. À esta altura, a Inglaterra lançou-se ao ataque. Com mais coração do que organização, o English Team diminuiu com Upson, de cabeça.

Aos 38 minutos, um lance que entra para a História como um dos erros mais graves de arbitragem em Copas do Mundo. De fora da área, Lampard encobriu o goleiro Neuer, a bola bateu no travessão e quicou dentro do gol. Um empate legítimo que a arbitragem não validou. A Inglaterra, campeã em 1966 com um gol ilegal de Geoff Hurst, provou do veneno sentido pelos germânicos, vice-campeões daquela Copa.

TUDO OU NADA

Os ingleses voltaram com grande ímpeto. Aos seis, Lampard, do meio da rua, carimbou o travessão de Neuer. Foi interessante notar que a Alemanha, mesmo em vantagem, não abdicou do ataque. Ao contrário, o time buscou ampliar o placar e liquidar a fatura.

Os 45 minutos finais do jogo andaram na contramão do que vem sendo demonstrado nos gramados africanos. A busca frenética pelo gol manteve presa a respiração dos torcedores.

O terceiro e o quarto gols alemão foram uma fiel reprodução do estilo de jogo que os germânicos têm demonstrado na África do Sul. Troca de passes, velocidade e frieza. Em contra-ataque fulminante, Schweinsteiger serviu Mueller, que fulminou James. Dois minutos depois foi a vez de Lahm entregar para Mueller, que, mais uma vez, fez a festa da torcida da Alemanha.

A larga vantagem construída esfriou as esperanças britânicas. Os alemães, com inteligência, usaram o tempo a seu favor.

Stalin sai do pedestal na Georgia(ex-URSS)

==========================================
Na madrugada deste domingo as autoridades da Georgia, na antiga União Soviética, continuavam a retirar estátuas de Stalin das cidades do país e prometem para breve «rebatizar» nomes de praças e ruas com o nome do ditador comunista que governou a União Soviética entre 1924 e 1953.

Uma estátua de Stalin, com cerca de três metros de altura, foi desmontada durante a madrugada de domingo em Tkibuli, cidade do ocidente da Geórgia.

«A decisão de remoção do monumento foi tomada pelas autoridades municipais devido à reconstrução do centro de Tkibuli», declarou um porta-voz do poder local.

O monumento, que foi erigido durante a vida de Stalin, já fora removido nos anos 80 do séc. XX, quando a Geórgia era dirigida pelo Presidente nacionalista Zviad Gamsakhurdia, mas regressou ao mesmo lugar dez anos depois, na época em que a presidência do país era ocupada por Eduard Chevarnadzé, antigo ministro dos Negócios Estrangeiros da URSS.

A operação de desmontagem não foi previamente anunciada e decorreu com forte presença policial.

Dois dias antes, operação semelhante foi feita na cidade georgiana de Gori, cidade natal do ditador.

Nika Rurua, ministro da Cultura da Geórgia, anunciou que todas as ruas e praças do país com o nome de Stalin serão brevemente «rebatizadas».

Mikhail Saakachvili, atual Presidente georgiano, apoiou esta operação: «Há museus e aí devem estar as exposições. No país não devem existir paralelamente um museu da ocupação (soviética) e monumentos àqueles que deram ordens às tropas para ocupar a Geórgia.»

O seu antecessor, Eduard Chevarnadzé, condena a operação, considerando uma «guerra contra a história».
( Informações do portal português TSF)

jun
27


========================================================
Para curtir antes do jogo Inglaterra X Alemanha, que vai decidir na manhã deste domingo qual dos dois gigantes rolará nos campos da Copa na África do Sul.

BOM DIA, com os agradecimentos do BP ao jornalista amigo e colaborador deste site blog, Gilson Nogueira, pela garimpagem e sugestão desta raridade musical para nossos leitores.

(Vitor Hugo Soares)

jun
27
Posted on 27-06-2010
Filed Under (Newsletter) by vitor on 27-06-2010

Cidades afogadas em Alagoas/BBC

==================================
Deu na Folha de S. Paulo
(EDITORIAL 26/06/2010)

ROTINA DO DESASTRE

Cenas dramáticas, que sem grande exagero poderiam ter-se verificado na recente catástrofe do Haiti, ocorrem em Pernambuco e Alagoas, depois das chuvas das últimas semanas. Em Palmares, a 129 km de Recife, dezenas de pessoas reviram o lodo em busca de comida. A cidade, de 59 mil habitantes, só conta com um ponto de abastecimento de água potável.
Em União dos Palmares, a 80 km de Maceió, as ruínas são saqueadas durante a noite; disputa-se fisicamente a posse de coisas como um simples botijão de gás.
Totalmente destruída, a cidade de Branquinha (AL) haverá de simplesmente ser refundada em lugar mais alto, se vingarem os planos da prefeitura local. Pertences dos desabrigados de Pernambuco e Alagoas, de computadores a álbuns de família, são encontrados nas praias da Paraíba. Há 154 mil desabrigados.
Catástrofes naturais ocorrem em toda parte, e não há como prever de modo absolutamente confiável o seu grau de violência.
Nem tudo era imprevisível, todavia, na tragédia nordestina. Quebrangulo, Moreno, Escada, Primavera: desde 2003, essas cidades sofrem pela terceira vez com as enchentes do inverno. Trinta por cento das cidades agora afetadas já enfrentaram o mesmo problema nos últimos sete anos.
Mesmo assim, pelo menos 15 das cidades alagoanas atingidas pelas chuvas não contavam com órgãos de defesa civil. O Estado de Pernambuco não dispõe de radar meteorológico, tornando-se impossível identificar com antecedência o local preciso de uma tempestade. Foi, em todo caso, pelo aviso dos sinos de uma igreja que os habitantes de Barreiros (PE) puderam refugiar-se, horas antes do desastre.
Seria excessivo acusar de demagogia eleitoral a visita feita pelo presidente Lula aos municípios atingidos. Liberam-se verbas, agora, com máxima urgência para os Estados de Pernambuco e Alagoas; não poderia ser outro o comportamento das autoridades. Poderia ter sido outra, contudo, a atitude do governo federal quando decidiu alocar em um único Estado, a Bahia, quase metade das verbas destinadas a prevenir catástrofes desse tipo.
À frente do ministério responsável pela decisão estava o peemedebista Geddel Vieira Lima, candidato ao governo baiano nas próximas eleições. De 2003 a 2009, a Bahia registrou 431 casos de emergência devidos a circunstâncias climáticas. Foram 542 em Pernambuco -que recebeu, em 2009, menos de 4% dos recursos federais de prevenção, contra os mais de 48% destinados à Bahia. Alagoas nada recebeu. Já não era muito, em todo caso: R$ 70 milhões estavam reservados para situações desse tipo no orçamento.
Entre lágrimas e vivas, o presidente Lula agora anuncia R$ 550 milhões para a recuperação das cidades devastadas. De normas para a preservação ambiental a planos racionais de ocupação urbana, é entretanto incalculável o quanto há a ser feito, em qualquer Estado do país, para que o imprevisível não faça parte, como hoje, da mais cruel rotina.

jun
27

Olé: “Colete é armação”

==============================================
DEU NA UOL

A imprensa argentina não perdoou a exposição da proteção para as costas usada pelo goleiro Julio Cesar no duelo contra Portugal da última sexta-feira. O diário Olé publicou uma matéria provocando o Brasil pelo caso do camisa 1 afirmando que a seleção verde-amarela continua repetindo eventos “ilegais” na Copa do Mundo.

Depois de relembrar as duas mãos na bola de Luís Fabiano em seu gol contra a Costa do Marfim, o Olé destacou que o “Brasil segue fazendo as suas”, com o trocadilho “De mãos largas e ferros curtos” no título da reportagem.

A frase faz alusão aos supostos componentes metálicos que fariam parte da proteção utilizada por Julio Cesar. Vale lembrar que a Fifa proíbe este tipo de material em seus jogos, mas a CBF informou neste sábado que o protetor não contém metal e que o goleiro tem o aval da entidade que comanda o futebol para utilizar o equipamento em campo.

O diário argentino não só provocou o camisa 1 do Brasil como também citou o artigo da Fifa que proíbe o material em partidas oficiais. O Olé ainda termina a reportagem com a seguinte indagação: “Você imagina Dunga falando sobre a garrafinha de Branco?”, lembrando da suposta “água benzida” dada pelos argentinos ao lateral-esquerdo Branco na Copa de 1990.

Após a partida contra Portugal, Julio Cesar afirmou que a cinta teria mais efeito psicológico do que clínico. O jornal O Estado de S. Paulo publicou neste sábado uma suposta confissão do goleiro sobre a ilegalidade do artigo, mas a comissão médica brasileira minimizou o uso da proteção.

  • Arquivos

  • junho 2010
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930