jun
08

A Espanha enfrenta nesta terça-feira a primeira greve geral de servidores públicos do Governo socialista de José Luis Rodríguez Zapatero, convocada pelos sindicatos em protesto contra as medidas de austeridade, que incluem cortes nos salários dos funcionários do Estado.

Nas primeiras horas de greve não  há notícias de incidentes, e vida segue “com normalidade”, segundo as autoridades policiais em todo o país.

Um primeiro protesto, com algumas centenas de trabalhadores, acontecia hoje de manhã às portas do Ministério do Trabalho em Madrid, um dos pontos que centralizará hoje parte dos protestos sindicais.

Em Barcelona, um dos pontos de concentração será a porta do hospital Vall d’Hebron, onde logo pela manhã começaram a sde concentrar os trabalhadores, que mais tarde percorrerão o centro da cidade.

Além da greve, vários protestos estão programados durante todo o dia nas principais cidades espanholas, com destaque para Madrid, onde a Porta do Sol, no centro da cidade, acolherá o que se antevê seja o protesto de maior dimensão.

Será nesse protesto que participam os líderes sindicais Cándido Méndez (UGT) e Ignacio Fernández Toxo (CCOO).

(informações do site do Diário de Notícias, de Portugal)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • junho 2010
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930