jun
07
Postado em 07-06-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 07-06-2010 11:12

Ao rezar missa em Nicósia, na visita ao Chipre, o papa Bento XVI lançou um apelo para a paz no Médio Oriente, pedindo à comunidade internacional que se empenhe num “esforço urgente e concentrado para resolver as tensões” na região para que estas não degeneram em “grandes tragédias”.

“Reitero o meu apelo pessoal a favor de um esforço internacional urgente e concentrado para resolver as tensões atuais no Médio Oriente, especialmente na Terra Santa, antes que tais conflitos conduzam a grandes tragédias”, disse o Papa durante uma missa celebrada num pavillhão desportivo de Nicósia. As suas palavras não podiam ser mais atuais, já que surgem após o ataque israelita a uma frota de barcos com ajuda humanitária destinada aos palestinianos de Gaza.

Bento XVI também prestou homenagem ao chefe da Igreja Católica na Turquia, monsenhor Luigi Padovese, que foi morto com vários golpes de faca pelo seu motorista, na passada quinta-feira, na Turquia, uma tragédia que “não ensombrará o diálogo com o islã”, garantiu o sumo pontífice.

Sublinhando o “papel inestimável” dos cristãos no Médio Oriente, Bento XVI disse esperar que os seus “direitos sejam cada vez mais respeitados, incluindo o direito à liberdade de culto e religiosa” e que “eles não sofram nunca qualquer tipo de discriminações”.

Dirigindo-se aos fiéis que vivem espalhados pelo Médio Oriente, o papa sublinhou: “Vocês desejam viver em paz e harmonia com os vossos vizinhos judeus e muçulmanos. E muitas vezes agem como o artesão da paz no difícil processo de reconciliação.” E por isso encorajou esses fiéis a permanecerem “nos países onde a fé nasceu e cresceu”.

(Informações do jornal PÚBLICO, de Lisboa, e Reuters )

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • junho 2010
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930