jun
02
Postado em 02-06-2010
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 02-06-2010 03:23

Depois de ouvir várias críticas ao ataque a uma frota humanitária em Gaza, o governo de Israel decidiu expulsar todos os ativistas estrangeiros, inclusive aqueles que pretendia levar à Justiça.

A decisão, segundo o portal europeu TSF, surge depois de a chefe da diplomacia norte-americana, Hillary Clinton, ter expressado publicamente a sua preocupação com Gaza e após se ter ouvido um coro de condenação da comunidade internacional ao ataque de militares israelitas a uma frota humanitária.

No dia em que Washington exprimiu preocupação com a situação dos territórios ocupados em Gaza, um oficial do exercito de Israel disse, sob anonimato, à radio do exército de Telavive, que a operação falhou, falharam os serviços secretos e falhou a abordagem correta.

Nesta terça-feira o governo israelita anunciou que vão ser deportados todos os ativistas detidos, ao todo 682 de 42 nacionalidades, sendo que 45 já tinham saído de Israel.

À rede Youtube chegou também o relato da cineasta brasileira Iara Lee, que seguia numa das seis embarcações. A cineasta disse que já antecipava que a armada poderia intervir, mas não conseguiu antever que poderia fazê-lo em águas internacionais.

Iara Lee garantiu que nos barcos seguia apenas material para ajuda humanitária e acrescentou que foram tratados como terroristas.

Entre os ativistas que queriam furar o bloqueio humanitário a Gaza imposto por Israel estavam jornalistas, políticos, médicos e a Prêmio Nobel da Paz irlandesa Mairead Corrigan.

(informações do portal TSF)

Be Sociable, Share!

Comentários

Hipolito M. Wiseman on 17 Fevereiro, 2011 at 17:17 #

Wow! Thank you! I always wanted to write in my site some thing like that. Can I take part of your publish to my blog? Thanks, cquel Dublin


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • junho 2010
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930